BIO!

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O mundo das plantas tem sido visto como uma fonte de remédios viáveis ​​para hipercolesterolemia ou colesterol alto. Uma dessas plantas que tem sido considerada como uma cura potencial natural é a alcachofra. Assim, um estudo publicado no Australian Journal of Basic and Applied Sciences examinou em profundidade os possíveis efeitos cardio-vasculares e renais desse vegetal rico em nutrientes.

De: essenciadanatureza.

 

* Os pesquisadores compraram e prepararam extractos aquosos derivados da polpa e das folhas. Além disso, 60 ratos machos e colesterol em pó cristalino também foram comprados.
* Uma semana antes da experimentação, todos os ratos foram colocados na dieta basal. Isto consistiu em: 0,02% de cloreto de colina, 1% de mistura de vitaminas, 4% de mistura salina, 5% de celulose, 10% de óleo de milho, 12% de caseína e 100% de amido de milho. Além disso, todos os ratos foram pesados ​​semanalmente.
* Em seguida, os ratos foram divididos em 2 grupos. O primeiro ou grupo controle negativo continuou a dieta basal. O segundo grupo ou hiper-colesterolêmico também continuou essa dieta com a adição de 2% de colesterol por 14 dias.
* Depois de 2 semanas, o segundo grupo foi dividido em 4 grupos menores. Por mais 14 dias, 2 subgrupos receberam doses de 200 e 400 mg/kg de extracto de folhas de alcachofra; os outros 2 subgrupos foram alimentados com extracto de polpa de alcachofra em doses de 200 e 400 mg/kg.
* Amostras de sangue, coração e fígado foram adquiridas e examinadas 24 horas após o término do experimento.
* Análises revelaram que ambos os tipos de extracto de alcachofra reduziram o ganho de peso corporal e a taxa de eficiência alimentar dos ratos hiper-colesterolêmicos, levando a níveis mais baixos de colesterol. No entanto, o extrato derivado de folhas foi mais eficaz na diminuição dos níveis de triglicérides e colesterol sérico, particularmente em doses mais elevadas.
* Os extractos de alcachofra também influenciaram positivamente a função hepática, diminuindo a alanina transaminase (ALT), aspartato transaminase (AST) e fosfatase alcalina (ALP). Altos níveis dessas enzimas são indicativos de disfunção hepática, o que significa que o extracto de alcachofra tem um efeito protector no fígado.

Os pesquisadores concluíram seu estudo afirmando que a alcachofra tinha um efeito benéfico no coração e no fígado.

 

 

Nome científico da Alcachofra: Cynara scolymus L. 

 

Família da Alcachofra: Asteraceae. 

 

Sinônimo botânico da Alcachofra: Cynara cardunculus var. scolymus (L.) FioriL. 

 

Outros nomes populares da Alcachofra: 

cachofra, alcachofra-hortense, alcachofra comum, alcachofra cultivada, alcachofra de comer, alcachofra rosa, artischocke (alemão), alcachofa (espanhol), artichaut (francês), artichoke (inglês), carciofo (italiano). 

 

Constituintes químicos da Alcachofra: 

cinarina (ácidos 1,5-dicafeilquínico de 0,02 a 0,03%), sais minerais (fósforo, ferro, potássio, cloro, cálcio, enxofre, sódio, magnésio e silício- 12-15%), ácido clorogênico, ácido caféico, mucilagem, pectina, tanino, ácidos orgânicos: málico, glicérico e glicólico, glicosídeo A e glicosídeo B, componentes flavônicos glicosilados (cinarosídeo, scolimosídeo, cosmosídeo), cinaropicrina (amargo), enzimas (cinarase, oxidase, ascorbinase, catalase, peroxidase), vitaminas (pró-vitamina A, B1, B2, C). 

 

Análise de 1000 g de cinzas:
  Valores em g
  alcachofra raiz talo Folhas
Potassa 240,000 559,00 384,00 68,00
Soda 55,550 nada 7,00 37,00
Clorureto de potássio 0,000 50,00 0,00 0,00
Sódio 35,890 0,00 47,00 18,00
Cal 96,324 33,00 203,00 401,00
Magnésia 41,000 13,00 19,00 20,00
Ácido sulfúrico 52,130 38,00 32,00 22,00
Ácido carbônico 0,000 118,00 254,00 243,00
Ácido fofórico 384,620 167,00 30,00 6,00
Ácido silícico 70,080 15,00 15,00 175,00
Óxido de ferro 24,700 5,00 9,00 11,00
Fosfato de ferro vest. vest. vest. vest.

 

Propriedades medicinais da Alcachofra: 

antiesclerótico, anti-tóxico, colagogo, depurativa, digestivo, diurético, hepático, hipotensor, laxante, colerético, febrífugo, anti-reumática, hipoglicemiante, antiuréica, anticolesterogênica. 

 

Indicações da Alcachofra: 

ácido úrico, afecções hepatobiliares, anemia, anúria, arteriosclerose, ativar a excreção biliar, diabete, bócio exoftálmico, cálculos da bexiga e rins, clorese, colesterol, convalescença, debilidade geral, diabete melito, diarréia, dispepsia, diurese, doenças do coração, eczema, emagrecimento, escorbuto, escrofulose, estômago, febre, fígado, fraqueza, gota, hemofilia, hemorróidas, hidropisia, hipertensão, hipertireoidismo, icterícia, inflamação interna, má-digestão, má formação do sangue, malária, males gástricos e renais, nefrolitíase, obesidade, pneumonia, pulmões, raquitismo, regimes de emagrecimento, reumatismo, sífilis, tosse, toxemia, uréia, uremia, uretrite, urticária, vias biliares, hepáticas e urinárias. 

 

Parte utilizada da Alcachofra: folhas, brácteas (cabeça), raiz. 

 

Contra-indicações/cuidados da Alcachofra: lactantes (cinaropicrina e a cinarase promovem a coagulação do leite) e em casos de fermentação intestinal. 

 

Efeitos colaterais da Alcachofra: não foram encontrados na literatura consultada. 

 

Modo de usar da Alcachofra: decocção; infusão. 
- decocção: das folhas 5%, ferver 10-12 minutos. Duas ou três xícaras/chávenas ao dia (preparar cada dose separadamente, para uso imediato); 
- infusão: folhas picadas (2 colheres de sopa) em 1 litro de água. Tomar 1 xícara/chávena (chá) 3 vezes ao dia, após as refeições (preparar cada dose separadamente, para uso imediato); 
- extracto hidroalcóolico: 0,5 a 1 g / dia; 
- extracto seco: 100 a 150 mg / dose. Tomar 3 vezes ao dia após as principais refeições; 
- tintura: 5 a 25 ml / dia; 
- vinho medicinal: macerar 20 g de folhas frescas em um litro de vinho branco, por 5 dias. Filtrar e tomar dois calicezinhos por dia; 
- decocção de 20 g de raízes em um litro de água, por 5 minutos. Depois de morno, filtrar e adoçar o líquido. Tomar 3 xícaras por dia; 
- flores e os fundos da alcachofra cozidos ou assados; 
- o miolo da alcachofra como ingrediente de tortas e pizzas. 
- suco de alcachofra, misturado ao suco de limão: asma; 
- suco de alcachofra, misturado ao suco de cebola: recuperação de hemofílicos; 
- cápsulas ou comprimidos: Adultos: dois, três vezes ao dia; Crianças: um, três vezes ao dia. 

 

Temas relacionados:
A alcachofra e seus benefícios

A Centella asiática

Remédio natural para o colesterol com apenas 3 ingredientes

Gengibre: Ele faz parte da sua alimentação?

Estudo: Gengibre natural é 10.000 vezes mais eficaz no combate ao cancro que a quimioterapia

Açafrão, bom para tratar glaucoma e para diagnóstico neurológico

Doença de Alzheimer: Nova esperança com açafrão/cúrcuma

Os melhores alimentos para aumentar a inteligência

Depressão: Limonada de açafrão, efeito melhor do que os antidepressivos

Benefícios do Açafrão da Índia/Cúrcuma

Leite dourado: O leite saboroso e saudável

Jaborandi

Saúde e prevenção: Chá bem quente diminui risco de glaucoma

Canábis/cânhamo para fins medicinais

A Centella asiática

Já conhece os benefícios da planta borututu?

Penicilina-vegetal, Terramicina, Doril. Já conhece?

A sálvia, benefícios e propriedades medicinais

Alimentos e chás que facilitam a digestão

 

Fontes:

Notícias Naturais

 

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !




A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mais sobre mim

foto do autor




Mensagens




Sondagem

Confia na ciência-médica?
 
pollcode.com free polls


Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.

BPT