Publicidade: Conhece o LIV 52 para o figado?

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



As folhas de murta têm acção expectorante e anti-séptica do aparelho respiratório. Além disso, esta planta é adequada para a pele e para as gengivas. A murta (Myrtus communis L.), da família das mirtáceas, é também conhecida por murta-dos-jardins, murteira ou murtinho. Cresce em matas e charnecas, sobretudo no litoral mediterrânico, até 800 metros de altitude. Trata-se de um arbusto que pode chegar a atingir três metros de altura, de caule muito ramificado e pequenas folhas persistentes, coriáceas.

Com cheiro semelhante ao característico da flor de laranjeira, flores brancas de estames numerosos e compridos, estilete saliente, aroma doce, delicado e apimentado, pequenas bagas pretas de sabor adocicado com notas de zimbro e alecrim. Mais abundante no centro e no sul de Portugal continental, esta variedade, uma uma espécie da família das Myrtaceae, é rara no norte do país. Além das folhas, que podem ser usadas em chá, as bagas e as flores também podem ser consumidas. 

 

Símbolo do amor feliz

Existem inúmeras histórias e lendas associadas à murta, muito mencionada na mitologia grega onde era dedicada às deusas Vénus e Afrodite. Glorificada pelos poetas da antiguidade clássica, coroavam os heróis com murta e também as esposas, como símbolo do amor feliz. No Antigo Testamento, as noivas usavam também grinaldas de murta. A madeira dos seus caules era queimada como incenso e das folhas e flores destiladas fazia-se uma água famosa, a água de anjo, que era utilizada como produto de beleza.

A murta foi, durante séculos, um dos condimentos mais utilizados na Europa até ao aparecimento das especiarias orientais, que as pessoas passaram a preferir. No entanto, nas ilhas mediterrânicas, nunca perdeu a sua importância. Na Córsega, ainda hoje é muito popular um licor feito a partir de uma maceração das bagas, que é utilizado como remédio digestivo. Na composição desta planta, encontram-se 14 ácidos gordos. Os insaturados, que representam cerca de 73,7% predominam, destacando-se o ácido oleico.

Propriedades e constituintes

Taninos, óleos essenciais e resinas são os seus principais constituintes. Os componentes activos da murta são rapidamente absorvidos, dando à urina odor a violeta. As folhas têm uma acção expectorante e anti-séptica do aparelho respiratório, sinusite, tosse e bronquite. Esta planta é útil também no tratamento de problemas do aparelho genito-urinário como cistite, corrimentos vaginais e uretrites. Os taninos são responsáveis pela sua acção adstringente e úteis no combate às diarreias.

Externamente, utiliza-se para tratar problemas de pele como psoríase, acne, infecções das gengivas ou hemorróidas. O óleo essencial desta variedade botânica é muito utilizado no fabrico de sabonetes e outros produtos de cosmética. Nos extractos de folhas, os principais compostos fenólicos presentes são os flavonoides, cumarinas e taninos, substâncias naturais com fortes e reconhecidos poderes antioxidantes.

 

Na culinária

Podem utilizar-se as folhas, flores e bagas, frescas ou secas. Utilizam-se as flores frescas em guarnições e saladas. As folhas combinam bem com funcho para temperar peixe. Nos churrascos, queime uns raminhos de murta junto ao carvão, o que dará aos cozinhados um sabor semelhante ao zimbro. No sul da Itália, utilizam as folhas da murta como envoltório no fabrico de pequenos queijos. Entre nós, é bastante popular o licor de murta. Já alguma vez provou?

 

No jardim

A murta é uma planta muito resistente e de fácil cultivo. Em climas frios, desenvolve-se melhor dentro de casa nos meses de inverno. No exterior, pode e deve plantá-la em lugar seco e abrigado. Não a deve regar em excesso e tem de protegê-la da geada. As folhas podem ser colhidas durante todo o ano, as flores a partir de Abril ou de maio e as bagas no outono ou, nalguns casos, na recta final do verão.

 

Temas relacionados:

Neem: 21 benefícios para a saúde

Medronho: Bom para a sua saúde

Consolda-Maior, conhece esta planta medicinal?

Beldroega: Conhece os benefícios desta planta para a saúde?

Schisandra: Fruto silvestre de cinco sabores

Salsa: 15 benefícios

O alho e os seus enormes benefícios

A urtiga tem muitos antioxidantes entre outros benefícios

Alecrim: 10 benefícios para a saúde

Dente-de-leão: Extracto mata células cancerígenas da leucemia, da próstata e melanomas resistentes à quimio

Propriedades medicinais nas folhas das urtigas

Erva de S. João/Hipericão/Hypericum perforatum, esta planta incomoda também as farmacêuticas

Planta medicinal: A dedaleira

Alimentos: O enorme poder da natureza

A banana e suas características

O Pau D´Arco

A batata doce

Planta usada na MTC mata vírus da SIDA

Canábis/cânhamo para fins medicinais

Cânhamo acelera a regeneração óssea

 

Fonte:

Fernanda Botelho

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates

Países latinos livres de vacinas, de rastos químicos e de pesticidas!

Paracelsus: "O que cura é o amor."


1 comentário

De INFORMAÇÃO a 07.03.2017 às 14:37

As máfias das Ordens dos Enfermeiros estão sob fortes suspeitas de crime organizado. A Ordem dos Médicos é outra máfia. Todas elas são Ordens do diabo.

http://lifestyle.sapo.pt/saude/noticias-saude/artigos/pj-realiza-buscas-na-ordem-dos-enfermeiros

Comentar post



A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Ajude o seu fígado


Mensagens


Mais sobre mim

foto do autor



Sondagem

Confia nas vacinas?
 
pollcode.com free polls





Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."

Atenção

Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!


BPT


fb