BIO!

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A associação ambientalista Zero denunciou hoje a aplicação de 51 mil litros de glifosato, um herbicida considerado cancerígeno, nas bermas das estradas nacionais, referindo que isso tem impacto significativo na biodiversidade e facilita os incêndios.

 La OMS consideração cancerígeno el herbicida Glifosato - ActualiaImagem: actualiagrupo.com


A associação refere, em comunicado hoje divulgado, que a prática foi autorizada pela Infraestruturas de Portugal, que gere mais de 15 mil quilómetros de estradas em Portugal, pelo que a Zero enviou hoje um pedido de esclarecimentos àquela empresa.

Segundo a Zero, apesar da Infra-estruturas de Portugal ter autorizado que esta prática fosse adoptada, este ano, por concessionárias em apenas três distritos – Viseu, Coimbra e Santarém – calcula-se que este ano terão sido (ou serão ainda) aplicados nas estradas nacionais, pelo menos, 51 mil litros de glifosato.

O cálculo tem em conta que as recomendações dos fabricantes de agro-químicos preconizam a aplicação de um mínimo de 500 litros por hectare de herbicida para eliminar eficazmente ervas e arbustos.

"Dos contactos estabelecidos resultou a informação que em 2017 a aplicação de herbicidas será efectuada em três distritos – Viseu, Coimbra e Santarém – numa área total de cerca de 102 hectares, o que poderá significar mais de 400 quilómetros de estradas intervencionados", adianta a Zero.

Ambientalistas denunciam pulverização de 51 mil litros de herbicidas perigosos nas estradas !


O glisofato, - precisa a Zero - é uma substância que é um desregulador hormonal, que causa danos no fígado e nos rins e que é cancerígena.

A associação refere ainda que a situação tem outras consequências, nomeadamente para a biodiversidade e os incêndios.

"A utilização de meios químicos é um método que, a prazo, fica mais caro, pois selecciona as plantas mais resistentes ao herbicida, com impactos significativos na biodiversidade, obrigando assim a um aumento progressivo das doses para fazer face à diminuição da eficácia do produto", explica a Zero.

A associação refere também que a aplicação de herbicidas nas bermas e nos terrenos adjacentes às estradas mantém no solo grandes quantidades de combustíveis finos mortos, criando condições que podem facilitar a ignição intencional ou negligente de fogos e contribuir para a velocidade de propagação.

Considerando que a Infra-estruturas de Portugal vai, até ao final do ano, proceder à revisão dos 18 contratos distritais de conservação corrente que possui com empresas prestadoras de serviços, onde se incluem trabalhos de limpeza de bermas e dos terrenos adjacentes à estrada, a Zero apela à empresa pública e ao Ministério do Planeamento e das Infra-estruturas para a adopção de limitações à utilização de herbicidas, impondo como regra que o controlo da vegetação seja efectuado com recurso a meios mecânicos.

"Todavia, nada impede que a empresa accione desde já eventuais mecanismos contratuais que possam impedir a concretização de todas as acções de monda química que os concessionários queiram realizar até ao final do ano e assim evitar que sejam disseminados nos ecossistemas mais alguns milhares de litros de glifosato", propõe a Zero.

 

Obs.:

Ainda não existem dados relativos ao número de cancros provocados pelo herbicida glifosato em Portugal ou Brasil. As malformações, cancros, hepatites, cirroses, doenças renais e mais umas quantas doenças, vão subir a cada pulverização.

Na Alemanha, Áustria, França e Suíça, são os países onde as populações mais querem ver-se livres desse herbicida cancerígeno (glifosato).

Porque a DGS não se manifesta? E a OM?

 

Temas relacionados:

Vacinas: Demasiadas contêm o pesticida cancerígeno glifosato

Cancerígeno: Herbicida mais vendido em Portugal, já na água e nos alimentos

Estudo: alimentos da agricultura convencional, muito contaminados com pesticidas

 

Fonte:

sapo24

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !





A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mais sobre mim

foto do autor




Mensagens






Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.

Partida de uma anjinha

Com saudade lembrando que ela fazia parte de EQUIPA. Paz a sua alma e espirito.