BIO!

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



25 casos de sarampo confirmados em Portugal - Expresso (jornal)

"Há 25 pessoas doentes com sarampo entre a população portuguesa, revelou a Direção-Geral da Saúde (DGS) na tarde desta quarta-feira (2017 Abril 26). O número revela um caso novo em relação aos últimos dias, indicando que a epidemia não é expressiva mas continua ativa. Do total de 25 infeções confirmadas até ao momento, 15 (60%) aconteceram entre não vacinados contra o vírus, como foi o caso da jovem de 17 anos que morreu na semana passada vítima de uma pneumonia bilateral decorrente do sarampo.

Segundo o boletim epidemiológico divulgado pela DGS, a maioria (64%) dos infetados tem mais de 18 anos e quase metade (48%) são profissionais de saúde. Dos 25 casos confirmados, 12 foram hospitalizados, incluindo a irmã de 13 anos da única vítima mortal da infeção, e apenas um doente permanece internado. "

A mentira sobre o sarampo (foto)

 

 

Obs.:

48% dos infectados são profissionais de saúde!!! Ou seja, das duas uma, ou os profissionais de saúde não se deixam vacinar, provavelmente por terem conhecimento da ineficácia das vacinas e seus efeitos adversos graves ou então estavam vacinados e apesar disso contrairam a doença e lá se vai o mito da alegada imunidade da pessoa vacinada.

Só não vê quem não quer a trama toda em torno da vacinação, vacina do sarampo, histerismo em relação ao alegado grupo dos "anti-vacinas" e agora à boa maneira do tempo pidesco, eis que surgem os novos bufos das escolas que "devem" bufar os alunos que não são vacinados.
E nunca é demais referir, na actualidade continua sem haver provas da evidência científica do alegado vírus do sarampo na Alemanha, já que o (BGH - I ZR 62/16) o Supremo Tribunal alemão deu razão ao virólogo Dr. Stefan Lanka (o OLG de Estugarda já antes tinha dado razão ao virólogo) e ele pelo menos desde 2011, afirma não haver qualquer evidência científica do vírus do sarampo nem do diâmetro dele. Também é bom recordar que há cada vez mais pessoas que afirmam o mesmo, o vírus do sarampo não existe.

Muito resumidamente, temos andado a ser enganados pela indústria farmacêutica e suas vacinas.

 

Temas relacionados:

Resutados de análises sobre conteúdo das vacinas

Vacina: Dobro de mortes entre crianças vacinadas em relação às não vacinadas

Cientista: A vacina contra VPH/HPV é uma fraude

As epidemias não desapareceram devido à vacinação

Vacinas: Demasiadas contêm o pesticida cancerígeno glifosato

Estudo oficial: crianças que não são vacinadas são mais saudáveis

Síndrome de Guillain-Barré

Presidente Putin: OGM e vacinas ameaçam a evolução da humanidade

EUA: 145.000 crianças morreram devido às vacinas

Vacina VPH: 3.000 japonesas metem governo e farmacêuticas em tribunal

Ciência/medicina/farmacêuticas: Não conseguem provar e andam a enganar-nos (vídeos)

Frutos e legumes biológicos funcionam como boas vacinas

Crianças morrem após vacinação

A farsa das vacinas/vacinação

Alerta: Programa Nacional de Vacinação 2017; Terrorismo de Estado ?

Infarmed: Pede atenção a eventuais reacções adversas à nova vacina

Vacina para HPV: Adolescente desmaia diariamente 8 vezes e tem narcolepsia

Vacinação: Lavagem cerebral

Mito: Vacinação garante imunidade

Epidemias, autismo e vacinas: A indústria farmacêutica fabrica e factura

Vacinação: H1N1 contamina os vacinados com SIDA/AIDS !

Estudo: O vírus Zika não é a causa da microcefalia mas sim vacinas

França: Suspendida vacina suspeita de causar doenças

O vírus do sarampo não existe?

Tribunal da Rep. Checa decide pela liberdade de os pais não vacinarem os filhos

Vacinas: Médicos indianos apresentam queixa-crime contra Bill Gates

Ainda acha que a indústria farmacêutica e as vacinas são benéficas ?!

Médicos e farmacêuticos: Estudos sobre as vacinas são medíocres

Afinal a vacina da gripe não protege o adulto !

"Gardasil®, vacina mortal?"

Os perigos da vacinação!

 

Fonte:

Expresso

 

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !




7 comentários

De medicina convencional da treta a 03.05.2017 às 21:10

A grande mídia está vertiginosamente engada em uma orgia política de massas sobre o sarampo após o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) informar que a doença está se espalhando, supostamente em grande parte devido aos viajantes estrangeiros e aos não vacinado. Mas um deslize recente da KYW Newsradio 1060 na Filadélfia revelou que 85 por cento dos casos de sarampo relatados estão de fato ocorrendo em pessoas que já receberam as vacinas.
Catherine J. Frompovich do Activist Post diz que ouviu deixarem escapar a estatística durante um programa recente da KYW 1060, apenas para descobrir que não existe mais qualquer vestígio dela no site de notícias ou em quaisquer transmissões posteriores. Mas a declaração, como ela lembra ele, foi algo do tipo:
“Este que é o maior surto de todos os tempos de sarampo na Califórnia desde o sarampo foi ‘erradicado’, devido às vacinas e vacinações, deixou as autoridades de saúde locais perplexas, porque 85 por cento dos que contrairam o sarampo tinham sido totalmente vacinados“.
Frompovich ficou tão surpresa com essa declaração, especialmente porque aparentemente contradiz os dados oficiais do CDC, que ela teve que contar para todos. No entanto, não é de surpreender, visto os surtos anteriores semelhantes, incluindo um grande surto em Nova York, onde 20 pessoas ficaram doentes com sarampo. Destas pessoas, 18, ou 90 por cento, já haviam sido vacinadas contra o sarampo, o que subsidia o valor de 85 por cento admitido pela rádior KYW 1060.
“De acordo com o Departamento de Saúde do Estado de Nova York, duas das 20 pessoas infectadas em um recente surto de sarampo em Nova York foram crianças que não tinham sido vacinados por escolha do seu pai“, admite Comcast SportsNet Philadelphia, sugerindo que estas dois crianças não vacinadas foram de alguma forma a causa do surto. No entanto, nenhuma menção é feita da anomalia gritante que 90 por cento das crianças que deveriam ter sido protegidas pela vacina, de fato, não foram protegidas.
Vacinas propagam da doença, e não pessoas não vacinadas
E, no entanto, estes e outros fatos inconvenientes estão faltando nos últimos relatos da mídia sobre os surtos de sarampo, que enganosamente insinuam que as crianças não vacinadas estão espalhando a doença. Na maioria dos casos que envolvem não só surtos de sarampo, mas também a coqueluche (pertussis) e outras doenças infecciosas, é a vacinação, que é responsáveis ​​tanto por pegar como por propagar a doença.
“Em todo e qualquer relato de casos de doença infecciosas, deve ser obrigatório ao HHS/CDC, além das autoridades de saúde estaduais e municipais, relatarem o seguinte: (a) se o indivíduo foi vacinado, (b) o(s) tipo(s) de vacina(s), e (c) as datas de vacinação, uma vez que algumas doenças infecciosas podem ser causadas por aquilo que é conhecido como ‘shedding’“, escreveu Frompovich.
Shedding, claro, refere-se à ocorrência comum de crianças vacinadas transportando por aí vírus vivos e expondo outras pessoas a eles durante os primeiros dias após a vacinação. A combinação de sarampo, caxumba e rubéola (vacina MMR), por exemplo, tem um período recomendado de três meses de espera em mulheres grávidas, pois a vacina pode espalhar os vírus vivos para bebês em gestação ainda no útero.
Um estudo realizado nos EUA pela Food and Drug Administration (FDA), publicado nos Anais do jornal da National Academy of Sciences (PNAS) descobriram que um germe associado com a coqueluche persistiu em babuínos vacinados em uma média de até 35 dias após a vacinação com o a vacina acelular, e 18 dias com a vacina de células inteiras.
Quando colocado ao lado de outros babuínos não expostos ao germe, se descobriu que os babuínos vacinados transmitiram (shedding) o vírus e infectaram os outros babuínos, ilustrando claramente que as vacinas – e não pessoas vacinadas – espalharam a doença. espalhou.
Notícias Naturais

De belisa a 04.05.2017 às 17:19

Só posso dizer aldra.....Então onde está a imunidade tão propagada? Se os profissionais de saúde, portanto com vacinas em dia, apanham doenças, como é? Se deveriam estar imunizados? Então as vacinas não imunizam coisa nenhuma é uma maneira de ganhar dinheiro apenas com o medo das pessoas.

De Anónimo a 04.05.2017 às 20:41

Aqui esta o resultado do do supremo tribunal alemao dando razao ao dr. stefan lanka


https://www.impfen-nein-danke.de/app/download/10878054393/BGH+I_ZR__62-16.pdf?t=1489263386

De Anónimo a 04.05.2017 às 20:52

A mentira da ciencia e dos cientistas que no fim de conta acreditam na mentira das vacinas, dos virus e que as doencas sao provocadas pelos virus.
O tribunal alemao se viu perante uma batata quente com a questao se existe virus ou nao do sarampo e as farmaceuticas e respetivos laboratorias mais a ciencia ficaram irritados com o veredito do tribunal ao dar razao ao dr. stefan lanka.
Quanto ao dr. bardens fugiu para a suecia para fugir das poderosas farmaceuticas que viram agora o mercado alemao a fugir das vacinas e das mentiras da medicina convencional.
Mesmo o partido cdu de berlim nao pode mais apelar a vacinacao na alemanha depois do veredito do tribunal alemao.
Mais um mito cai por terra sobre o virus do sarampo.
Bem feita para as farmaceuticas e sua vassala juntamente com os lacaios do medicos.
Kommentar von mir (FR):

- In keiner der vorgelegten sechs Arbeiten wurde die Existenz des Masernvirus bewiesen, es ist laut Pro-Impfen- und Pro-Viren-Gerichtsgutachter ihm auch keine weitere Arbeit bekannt, in der es bewiesen wäre.

- Nur in einer gedachten (nicht wirklichen) "Gesamtschau", auch mal "Zusammenschau" genannt, glauben Gutachter und Gerichte an die Existenz des Masernvirus, also sechs Nicht-Beweise ergeben den Beweis. Das ergibt bei Mord-Prozessen neue Fahndungserfolge. Die Kripo macht sechs Proben Spurensicherung, um nach Fingerabdrücken des Täters zu suchen. In keiner der sechs Proben war ein Fingerabdruck. Aber verurteilt wird der Nachbar Felix Müller, weil der Gutachter aussagt, in einer Gesamtschau sechs Proben ergebe sich, daß es Felix Müller war. Wenn der vor Gericht rügt, daß er das nicht belegt habe, antwortet das Gericht, der Gutachter habe ja auf sein Gutachten verwiesen, wo es steht.

So geschehen mit der Behauptung der Kontrollversuche, die das OLG dem Gutachter abnahm, weil er auf sein Gutachten verwies. Ein Zirkelschluß. Tatsächlich wurden in keiner Arbeit über irgendein Virus jemals belastbare Kontrollen durchgeführt, die ausschließen, daß die Zellkultur nur darum unterging, weil man sie vergiftete (Antibiotika usw. draufschütten) und verhungern ließ (Entzug der Nährlösung), was dann als Nachweis für die Anwesenheit eines krankmachenden Virus, das nie jemand sah, behauptet wird. Ein billiger Betrug auf Astro-TV-Niveau.

- Durch unrechtsstaatliche Verfahrenstricks, die man sonst nur aus Bananenrepubliken kennt, wurde Dr. Lanka maximal behindert und ausgebremst. Es sollte mit allen Mitteln verhindert werden, daß seine Gegenargumente gegen das Establishment und ihren Virusglauben, öffentliche Verbreitung findet.

Darum wurde in der 1. Instanz ein überraschendes Stuhlurteil verkündet - der Gerichtsgutachter war noch anwesend - das Verfahren somit zu Ende, Dr. Lanka konnte nichts mehr sagen. Auch durfte er als Virologe den Gerichtsgutachter, der nur Bakteriologe ist, nicht direkt befragen, was möglich gewesen wäre, da eine Kann-Bestimmung der ZPO. Wenn nicht in einem solchen Fall, wo dann?

Darum wurde die abgewürgte Beweisaufnahme in der 2. Instanz auch nicht mehr aufgenommen, so daß die fünf Gegengutachten, die eine Virusexistenz verneinen, nicht mehr gehört wurden. Der Richter erklärte gleich eingangs, daß man Dr. Lanka gewinnen lassen werde, das Masernvirus und der Impfschutz aber weiterhin gelten werden.

Hätte Dr. Lanka nicht die Hinterlegungssumme von 121.000 Euro aufgebracht, wäre das Stuhl- und Schein-Urteil des LG rechtskräftig geworden, es wäre nie zu einer 2. Instanz gekommen.

Die Richter ahnten wohl, daß bei einer Beweisaufnahme die vielen falschen Behauptungen des Gerichtsgutachters keinen Bestand haben würden und am Ende die behaupteten Virusbeweise alle zerpflückt werden. Darum gab man Dr. Lanka den kleinen Sieg (er muß nicht mehr das Preisgeld zahlen), um ihm den großen Sieg (offizielle Anerkennung, daß das Masernvirus nicht existiert und Wissenschaftsbetrug begangen wurde) nicht geben zu müssen. Sie hatten wohl keine andere Wahl....

De Anónimo a 04.05.2017 às 21:57

Dr. Bardens se fornicou, perdeu em tribunal, nao conseguiu provar a existencia do virus do sarampo, ficou com as custas do processo em tribunal e do resto e ainda teve de fugir da raiva das farmaceuticas mais suas ciencias da treta.
Bem feita e ainda me estou rindo.

- Der Kläger Dr. Bardens hat sich als schlechter Verlierer erwiesen, er hat die von Dr. Lanka hinterlegten 121.000 Euro Sicherheitsleistung bis zum 28.2.2017 immer noch nicht freigegeben. Er behauptet, daß er aus Formgründen verloren habe, um sein Gesicht vor seinen virus- und impfgläubigen Anhängern wahren zu können. Er verschweigt den Abbruch der Beweisaufnahme, als erkennbar wurde, daß sich das Blatt pro Dr. Lanka wenden würde, da er die besseren Argumente hatte.
Er ist nach Schweden umgezogen. Wann sieht Dr. Lanka wohl sein Geld wieder?

- Dr. Lanka wollte sein Recht, er bekam den Rechtsstaat. Warum? Weil er ein Staats-Dogma angreift.

- Wenn dieses nunmehr seit dem 01.12.2016 rechtskräftige Urteil durch BGH-Beschluß der Zurückweisung der Nichtzulassungsbeschwerde (die den Kläger wieder ein hübsches Sümmchen gekostet haben dürfte, obwohl der OLG-Richter beide Parteien davor warnte, den BGH anzurufen, da dieser offenbar diese heiße Kartoffel Wissenschaftsbetrug nicht anfassen wollte und es vorher dem OLG mitgeteilt haben dürfte) bekannt wird, darf keine öffentliche Impfempfehlung für eine Masernimpfung ausgesprochen werden. Kein Kind darf mehr eine Masernimpfung bekommen. Keine Kita darf dies noch verlangen. Die CDU Berlin darf dies nicht mehr fordern!

Warum? Weil gerichtlich festgestellt ist, daß weltweit keine wissenschaftliche Arbeit bekannt ist, die die die Existenz des Masernvirus in einer Arbeit beweist. Das Masernvirus existiert nur als Gesamtschau-Virus, so wie laut der früheren Bundesgesundheitsministerin Ulla Schmid das HI-Virus als Konsens-Virus GILT (nicht IST, wie vom IfSG verlangt).

Nur in einer (gedanklichen) Gesamtschau soll es existieren, was eine erkennbare Ausrede ist, denn entweder sieht man im Labor eine virale Struktur oder man sieht keine, das könnte schon ein Student, wenn man ihn da ranlassen würde. Der würde aber gleich quittieren, wenn er den Betrug sehen und zum Mitmachen gedrängt werden würde. Also nimmt man wohl lieber Leute, denen ihr Arbeitsplatz etwas bedeutet....

De Luís Teixeira Neves a 07.05.2017 às 10:12

Segundo li, dos 12 profissionais de saúde com sarampo só 4 são não-vacinados. Dos 10 vacinados que contraíram sarampo, só 2 não são profissionais de saúde. Nenhuma informação sobre quem contagiou. Além da criança de 13 meses. Nenhuma informação sobre quem a contagiou. E quem contagiou a jovem que faleceu? Um profissional de saúde vacinado ou não vacinado?

De Anónimo a 16.08.2018 às 08:06

Nenhuma vacina protege da doença. Na verdade nenhuma droga farmacêutica cura.
Muito cuidado com a droga farmacêutica VOLTAREN, ela mata ao induzir o doente a ter alucinações e por isso o doente ou comete homicídio ou se suicida.

Sou Farmacêutica.

Comentar post



A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mais sobre mim

foto do autor




Mensagens






Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.

BPT


Partida de uma anjinha

Com saudade lembrando que ela fazia parte de EQUIPA. Paz a sua alma e espirito.