BIO!

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Alimentos doces também são um alimento comum que instantaneamente faz você se sentir melhor quando está estressado ou solitário. No entanto, seu desejo por doce está expondo você a mais perigo do que você pensava ser possível – além do ganho de peso inevitável, há uma forte ligação entre uma dieta que é rica em açúcar e condições como depressão, ansiedade e estresse. Para entender o porquê, você precisa saber como o açúcar afecta a maneira como seu cérebro se comporta.

Imagem:visao.sapo. 

 

Como o açúcar afecta seu cérebro

O açúcar branco, ou pura sacarose branca, comummente extraído da cana-de-açúcar ou beterraba, não contém valor nutricional e age mais como uma droga do que como um alimento. Isso significa que é possível ficar viciado em açúcar. Você pode até sentir sintomas de abstinência desagradáveis ​​quando você consome açúcar em quantidades muito menores do que você está acostumado.

A sacarose tem dois componentes – glicose e frutose – que são estruturalmente muito semelhantes, mas se comportam de maneira diferente dentro do corpo e podem afectar o seu humor. A glicose é a principal fonte de energia do cérebro e é essencial à vida. É uma molécula de açúcar simples, um bloco de construção de carboidratos complexos que são baseados em vegetais, como grãos integrais, legumes e verduras, para citar alguns. Ela circula no seu sangue e fornece energia para todas as suas células, particularmente as células do cérebro, que sempre gastam muita energia. O cérebro está em constante necessidade de glicose porque não pode armazenar energia. Literalmente funciona com glicose a maior parte do tempo.

 

O problema com a sacarose adicionada

Se a glicose é encontrada em carboidratos complexos, a frutose é encontrada em frutas e legumes doces, como cenoura, beterraba e inhame. Apenas as células do fígado podem processar a frutose, ao contrário da glicose, que é metabolizada por todas as células do corpo em busca de energia. A frutose que ocorre naturalmente em frutas e legumes não é um problema, pois pode ser facilmente gerida pelo seu corpo.

O problema é a frutose adicionada que vem de adoçantes concentrados, como açúcares refinados e xarope de milho rico em frutose. Uma dieta rica em frutose aumenta os níveis de açúcar no sangue. Níveis elevados de açúcar no sangue podem levar a doenças cardíacas e hepáticas, bem como complicações renais. Também aumenta o risco de obesidade e diabetes tipo 2 e contribui para a inflamação crônica, que causa uma ampla gama de transtornos psiquiátricos.

Embora consumir doces quando você está deprimido ou estressado pode fazer você se sentir melhor temporariamente, o facto é que o açúcar realmente alimenta a depressão. Numerosos estudos provaram que existe uma correlação altamente significativa entre o consumo de açúcar e a taxa de depressão, incluindo a Initiative Dietary Modification Trial da Women’s Health. O estudo seguiu a dieta de mais de 49.000 mulheres ao longo de 8 anos, e os resultados afirmam que o açúcar e os grãos processados ​​aumentam o risco de depressão, enquanto uma dieta rica em frutas e vegetais pode ajudar a diminuir o risco.

 

Veja como o açúcar causa depressão:

* Aumenta a inflamação cerebral.
* Causa uma quebra da serotonina.
* Suprime o factor neurotrófico derivado do cérebro, um antidepressivo natural.

 

Outra descoberta surpreendente do estudo é que seguir uma dieta com baixo teor de gordura não traz benefícios para a saúde nem reduz os riscos dos participantes de doenças cardíacas ou câncer. Uma dieta com baixo teor de gordura também não ajuda na perda de peso. Isso significa duas coisas – que o açúcar e os carboidratos refinados são os principais culpados na maioria das doenças, incluindo a obesidade e a depressão, e que as gorduras saudáveis ​​são essenciais para manter um peso saudável, bem como para a saúde e função ideais do cérebro.

Da próxima vez que estiver se sentindo triste, você pode fazer um favor a si mesmo ficando longe do bolo e dos doces. Em vez disso, você pode se envolver em actividades como correr, ouvir música ou meditar.

 

Temas relacionados:

O açúcar refinado

14 tipos de feijão e seus benefícios

O que é o adoçante Xilitol e qual o seu efeito nas cáries?

Ingredientes que intoxicam o seu cérebro

Bolo de chocolate sem açúcar, sem glúten e sem lactose

Nutella: Um perigo para a saúde

Refrigerante: Afecta a vida sexual do homem

Depressão: Cogumelos "mágicos" ajudam a combater a depressão

Antidepressivo aumenta o risco de suicídio em 800% ! 

Depressão: 10 alternativas que comprovadamente funcionam

11 drogas farmacêuticas que afectam a sua libido

Dependência: Os anti-depressivos "agarram"

Os 9 fármacos mais perigosos do planeta

 

Fonte:

Notícias Naturais

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !





A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mais sobre mim

foto do autor




Mensagens






Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.

BPT