BIO!

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



– Aipo

A raiz e as folhas do aipo podem ambos ser comidos, e ambos ajudam a tratar várias doenças. Um estudo publicado no Progress in Drug Research afirma que o aipo reduz os sintomas da artrite, úlceras de estômago, e reduz a atividade de micróbios. Mastigar um talo de aipo poderia dar-lhe os mesmos benefícios, já que o talo também contém os muitos antioxidantes e fitoquímicos encontrados em outras partes desta planta.

Especiarias Related Keywords & Suggestions - Especiarias Long Tail ...

Alho

De acordo com um estudo publicado no Avicenna Journal of Phytomedicine, o alho pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares, combater infecções, prevenir o câncer e baixar o açúcar no sangue. A planta bulbosa conhecida por seu aroma forte, foi usada tradicionalmente para combater as infecções parasitárias, mas hoje é um remédio popular para a candida, enquanto alguns dizem também que comê-la durante a estação fria impede resfriados.

 

– Canela
A canela é a especiaria maravilhosamente aromática que é popularmente usada na fabricação de sobremesas. A especiaria é rica em óleos voláteis e compostos antioxidantes, alguns dos quais acredita-se proteger contra doenças como a aterosclerose, diabetes e o câncer. Tal como acontece com a maioria das ervas e especiarias, os benefícios de proteção à saúde da canela vêm principalmente dos antioxidantes da especiaria. O que torna a canela única entre as especiarias, no entanto, é que ela demonstrou combater até mesmo distúrbios neurológicos como o mal de Parkinson e o Alzheimer.

 

– Chili em pó
Embora o chili em pó seja adicionado em pequenas quantidades na maioria dos pratos, a especiaria ainda é capaz de ter um forte efeito sobre a sua saúde e o metabolismo. O chili em pó é reconhecido principalmente como uma grande ajuda na perda de peso. Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition descobriu que o chili diminuiu os níveis de glicose no sangue e a liberação de insulina pós-refeição. O chili também é considerado funcionar como um poderoso supressor do apetite e potenciador do metabolismo, tornando-o uma escolha perfeita para aqueles que estão lutando com o excesso de peso.

 

 – Cominho
Se você sofre de problemas de estômago frequentes, então adicionar cominho às suas refeições pode ajudar. No entanto, tenha cuidado como os óleos voláteis presentes nas sementes do cominho, pois eles tendem a exercer um forte aroma que podem assumir completamente seus pratos. As sementes do cominho foram mostradas para ajudar com a síndrome do intestino irritável, enquanto que o cominho em pó ajuda a baixar os lipídios do sangue.

 

 – Cravos

Os cravos são muitas vezes adicionados à sobremesas de inverno e ao vinho quente. A especiaria aromática é também parte integrante da cozinha marroquina. De acordo com um estudo do Asian Pacific Journal da Tropical Biomedicine, a atividade antioxidante e antimicrobiana do cravo é muito maior que na maioria das frutas, legumes e outras especiarias, tornando esta especiaria um dos mais potentes remédios naturais.

 

 – Cúrcuma/Açafrão da Índia
A cúrcuma é uma especiaria dourada com uma longa história de usos médicos há 4000 anos atrás. A planta ganhou muita atenção na comunidade científica porque a especiaria provou combater uma larga escala de doenças em experimentações clínicas. Alguns destes benefícios para a saúde incluem a proteção contra o câncer, doenças cardiovasculares, alguns tipos de artrite e diabetes. A cúrcuma também demonstrou beneficiar especialmente a saúde digestiva, reduzindo a gravidade dos sintomas da colite ulcerativa, doença de Crohn, e muitas outras condições inflamatórias. Estes benefícios vêm principalmente da curcumina, o pigmento amarelo encontrado na cúrcuma.

 

– Gengibre

O gengibre tem um aroma e um sabor picante. Estudos sobre esta erva descobriram que os compostos de plantas presentes no gengibre, funcionam como anti-inflamatórios poderosos tornando o gengibre uma grande alternativa natural aos analgésicos. Além disso, adicionar gengibre às frituras ou bebê-lo como chá, pode ajudar com os problemas de estômago. O gengibre demonstrou alívio ao tratar náuseas, azia, flatulência, diarreia, e para aumentar o apetite pobre.

 

– Pimenta preta

Houve um tempo em que a pimenta era tão cara quanto o ouro. Felizmente, essa época acabou e agora todo mundo desfruta dos muitos benefícios promovidos à saúde pela pimenta. O principal ingrediente ativo da pimenta preta chamada piperina, demonstrou ajudar a limpar os radicais livres e, assim, proteger contra a progressão do tumor. Além disso, a pimenta demonstrou melhorar o funcionamento cognitivo, a absorção de outros nutrientes e melhorar a digestão.

 

– Salsa
A salsa é uma das ervas mais utilizadas atualmente, a qual é nativa da região do Mediterrâneo. A erva versátil é usada por diabéticos na Turquia para reduzir os níveis de açúcar no sangue. Para ver se isto prática tem alguma base na realidade, os pesquisadores realizaram um estudo em ratos para ver como a salsa afetou seu açúcar presente no sangue e o funcionamento do fígado. O estudo em questão foi publicado no Phytotherapy Research, e descobriu que os ratos diabéticos tratados com salsa, mostraram melhora significativa em seus níveis de glicose no sangue. O estudo também encontrou melhorias na saúde do fígado em ratos alimentados com salsa, sugerindo que o uso tradicional desta erva era legítimo.

 

 – Sálvia
Você provavelmente já ouviu falar do chá de sálvia como um grande remédio para a dor de garganta. A erva de sabor amargo é um anti-séptico poderoso que explica este bem conhecido benefício. Mas os estudos também mostram que a sálvia pode ajudar com muitas outras condições também. Um estudo publicado no Advances in Therapy descobriu que a sálvia ajuda com um dos sintomas mais comuns da menopausa – as ondas de calor. De acordo com este estudo, a sálvia eliminou as ondas de calor completamente no final do estudo de 8 semanas.

 

Conclusão:

A grande variedade de ervas e especiarias que temos disponíveis hoje também demonstraram ser benéficas para a saúde em geral. A maioria delas contém uma gama de compostos vegetais e antioxidantes que eliminam os radicais livres ou reduzem a inflamação. Algumas delas demonstraram exercer uma forte atividade antimicrobiana. Adicionar essas especiarias às suas refeições ou usá-las em preparações para tratamento, pode ajudá-lo a lidar com uma série de doenças.

 

Temas relacionados:

Benefícios da galanga. Já conhece?

Propriedades terapeuticas das folhas de murta

Beldroega: Conhece os benefícios desta planta para a saúde?

Benefícios do Açafrão da Índia/Cúrcuma

Salsa: 15 benefícios

27 alimentos mais alcalinos: Para proteger a sua saúde da larga maioria das doenças, incluindo cancro

O alho e os seus enormes benefícios

Cozinha chinesa: Benefícios

Estudo: Gengibre natural é 10.000 vezes mais eficaz no combate ao cancro que a quimioterapia

27 antibióticos naturais

Cebolinho: 16 benefícios para a saúde

 

Fonte:

Notícias Naturais

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !





A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mais sobre mim

foto do autor




Mensagens






Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.

BPT