Publicidade: Conhece o LIV 52 para o figado?

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Drogas, drogas, drogas e mais drogas. Ao chegar a uma certa idade, e não importa quão bem você se sente ou quão saudável você está, certamente serão prescritas uma série de remédios, como para “colesterol” e “pressão arterial elevada (HA)”.

Foto: drrondo

 

Bem, as drogas funcionarão como anunciadas, de uma única maneira: elas TRARÃO o seu colesterol e a sua pressão arterial para baixo.

Mas se você estiver contando com as drogas para se manter vivo, bem, tudo que posso dizer é que seria melhor você começar a mudar seu jeito de pensar e adoptar, imediatamente, um estilo de vida diferente, porque todas as novas pesquisas comprovam exactamente o que eu tenho dito o tempo todo: os medicamentos para HA, as estatinas e até a aspirina para crianças que querem que você engula, NÃO previnem os ataques cardíacos… NÃO afastam os derrames… e NÃO salvam vidas.

 

Mas em toda a sua indicação, eles esqueceram-se do que importa mais, que são os RESULTADOS.

Os pacientes que complacentemente tomaram as suas medicações tinham exactamente os mesmos resultados dos pacientes que tomavam complacentemente as suas pílulas placebo, de acordo com o estudo no Jornal Estadunidense da Associação Médica.

Mas eu não sei por que qualquer pessoa ficaria surpresa com isto. Tomados um por um ou juntos, as estatinas, os fármacos  para HA e a aspirina não fazem nada para estender vidas, nada para salvar vidas e nada para prevenir o ataque cardíaco e o derrame.

Isto não é opinião. Isto é CIÊNCIA.

Então antes de você engolir esses comprimidos, deixe-me mostrá-lo o que ela realmente tem por dentro e por que você não precisa dela:

 

Anti-hipertensivos
Uma revisão de quatro estudos clínicos, publicada já há algum tempo, provou que as drogas anti-hipertensivas não previnem ataques cardíacos e derrames e não reduzem o risco de morte quando comparadas ao placebo, e mesmo quando comparadas a nenhum tratamento.

Sim, você leu certo, as evidências mostrando uma correlação linear entre hipertensão arterial e incidência a ataque cardíaco é praticamente inexistente, pois a maioria dos estudos sobre o assunto mostra que hipertensão arterial é um sintoma de doença cardiovascular, e não a causa.

Praticamente toda a comunidade médica concorda que doença cardiovascular é causada na sua grande maioria, pela presença de placas nas artérias, reduzindo seus diâmetros, o que faz com que o sangue tenha que fluir com mais pressão.

 

Estatinas
As estatinas não fazem nada para a “prevenção primária”, ou a extensão de vidas e a prevenção de problemas cardíacos, em pessoas saudáveis que simplesmente têm um nível alegadamente alto de colesterol.

E em pessoas com doenças cardíacas, as estatinas fazem tão pouco que os riscos muito verdadeiros de perda de memória, diabetes, disfunção sexual, danos hepáticos e renais, dores musculares e até desintegração muscular pesam mais – DE LONGE – do que qualquer suposto benefício.

Isto é porque o colesterol não é uma doença e não é um problema, e o nível que o seu médico considera “alto” é absolutamente essencial à saúde, longevidade, memória, funcionamento do sistema imune e mais.

 

Aspirina
Esta vem sendo estudada há gerações. Mesmo assim, nas pesquisas, a aspirina sempre dá resultados NULOS.
Um estudo de 2009 no Jornal da Associação Médica Estadunidense descobriu que a aspirina não reduz o risco de ataque cardíaco (tanto o fatal quanto o não fatal), derrame, cirurgia de revascularização, angina e outros problemas em pacientes com alto risco de doenças cardíacas.

Um estudo publicado no ano passado descobriu que você teria que dar aspirina diariamente para 1.000 pacientes para prevenir dois ataques cardíacos, mas você também causaria dois casos de problemas sérios com sangramento interno ao mesmo tempo.

Junto com os sangramentos gastrointestinais notórios, a aspirina também pode causar sangramento no seu cérebro e em algumas pessoas, a aspirina pode na verdade CAUSAR os mesmos coágulos que deveria prevenir.

Sim, ela ainda é colocada no mercado como uma droga “maravilhosa”. A única maravilha, ao meu ver, é que ainda tem gente que a toma!

Ao invés disto, atenha-se a medicamentos naturais que comprovadamente funcionam, começando com dois nutrientes simples e seguros com mais poder do que qualquer uma das drogas mencionadas: o selênio e a coenzima Q10.

Cada um tem o poder de incrementar a sua saúde e proteger o seu coração por si só. Mas tomados juntos, eles se tornam mais poderosos ainda – tão poderosos que um estudo controlado com placebo publicado no ano passado descobriu que apenas 200 mg de coQ10 e 200 mcg de selênio por dia podem cortar o seu risco de morte por problemas cardíacos pela metade.

 

O magnésio também pode cortar o risco de doenças cardíacas, ataque cardíaco e derrame.

Acrescente um pouco de óleo de peixe e você tem os quatro ingredientes que você realmente deveria estar tomando.
Com certeza, é muito mais natural, vale muito mais a pena e vai te livrar daquele monte de remédios que não funcionam e ainda trazem efeitos colaterais!

 

Temas relacionados:

Coração: O remédio natural que existe há muito

UE manda Infarmed suspender mais drogas farmacêuticas

Os 9 fármacos mais perigosos do planeta

Antidepressivo aumenta o risco de suicídio em 800% !

Aspirina Microactive: Para que serve, efeitos secundários e alternativas

 

Fonte:

Dr.Rondó

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates

Publicidade: Floradix




A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mensagens


Mais sobre mim

foto do autor








Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."

Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.


BPT