BIO!

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



No ano 2016: Vítimas do anti-epiléptico Dépakine (droga farmacêutica) lançam acção contra o laboratório Sanofi.

Imagem: euromeds-doctor

 

A associação de vítimas do anti-epiléptico Dépakine (no Brasil chamado Depakene) anunciou nesta terça-feira (13 Dezembro 2016) o lançamento da primeira "acção de grupo" contra o laboratório Sanofi. O medicamento/droga, à base da substância valproato de sódio, causa má-formação em fetos, atraso psicomotor e distúrbios autistas quando ingerido por gestantes.

 

Esta droga é utilizada no transtorno de transtorno bipolar (doença mental)

O valproato de sódio, também utilizado no tratamento de pacientes com transtorno bipolar, é considerado uma droga de referência para alguns pacientes com epilepsia. Mas quando tomado por mulheres grávidas, as crianças dessas pacientes têm mais 10% de chances/hipóteses/probabilidades de nascer com más-formações nos rins, no coração, na coluna vertebral ou lábio leporino, e 40% de chances de apresentar autismo ou atrasos psicomotores.

 
O laboratório Sanofi já responde na justiça francesa por cerca de 20 acções individuais lançadas por pessoas que se sentiram lesadas pela utilização do anti-epiléptico Dépakine. O Ministério Público de Paris também abriu, em Setembro, uma investigação contra o laboratório por ferimentos involuntários e fraude agravada.

Foto: LCI.

 

Danos e compensações/indemnizações - O estado francês vai discutir com o grupo farmacêutico Sanofi-Aventis, sobre os montantes de compensação sobre as mal-formações em fetos e transtornos no desenvolvimento causados pelo valproato, uma droga prescrita durante meio século (50 anos) contra a epilepsia e transtornos de humor, mas muito perigoso para os fetos, anunciou segunda-feira (2018 Junho 25) o Ministro da Saúde, Agnès Buzyn.

 

Alguns dias após a publicação dos dados sobre o número de crianças vitimizadas pela droga Depakine da Sanofi, o Ministro da Saúde anunciou segunda-feira à noite, na França, que ele iria discutir com a empresa farmacêutica Sanofi o montante/valor da indemnização/compensação. De acordo com o Seguro de Saúde e a Agência de medicamentos/drogas l'Assurance maladie et l'Agence du médicament (ANSM), Depakin e outras drogas que contenham a mesma molécula sintética/química, causaram mal-formações em 2150 a 4100 crianças, e transtornos de neuro-desenvolvimento, em 1600 a 30.400 crianças.

 

P.S.

Também à venda sob o nome de Depakote e Depamide, Depakine Chrono e Diplexil.

 

 

Temas relacionados:

Dr. Peter Glidden: Medicina convencional é a 3ª causa de morte (Vídeo)

Estudo: Drogas e psiquiatria, não curam (Vídeo)

Farmacêuticas não visam a cura, mas a dependência, diz Nobel da Medicina

Sabe como funciona a indústria da doença?

Fármacos! O Marketing da Loucura: A verdade sobre drogas psicotrópicas (vídeo)

As doenças inventadas (pelas farmacêuticas)

Atenção! Estudo confirma tomar anti-depressivos induz ao suicídio

Antidepressivo aumenta o risco de suicídio em 800% ! 

Depressão: 10 alternativas que comprovadamente funcionam

11 drogas farmacêuticas que afectam a sua libido

Indústria farmacêutica: A grande aposta na doença dos doentes

Alzheimer: A grande mentira

Dependência: Os anti-depressivos "agarram"

Insónia: Quem toma soníferos não sabe e seu médico não avisa

Mais uma mentira das farmacêuticas: Tribunal confirma que o vírus do sarampo não existe

Indústria farmacêutica: Piora a saúde dos pacientes

Colesterol: Fármacos são completamente inúteis

Cuidado, anticoagulantes podem causar morte por derrame

Tomar fármacos para dormir duplica risco de Alzheimer

As doenças e a espiritualidade

UE/EMA manda Infarmed suspender 4 drogas farmacêuticas

UE manda Infarmed suspender mais drogas farmacêuticas

Infarmed: Pede atenção a eventuais reacções adversas à nova vacina

Infarmed: "Reacção à vacina pode ser fatal"

Os 9 fármacos mais perigosos do planeta

Paracetamol na gravidez: Inibe a masculinidade e pode provocar autismo

Quem toma ou tomou paracetamol ou similar, saiba que...

Paracetamol: Afinal, não alivia a dor

Paracetamol na gravidez: Inibe a masculinidade e pode provocar autismo

UE: Lista de fármacos que em Portugal não deve tomar 

Aspirina Microactive: Para que serve, efeitos secundários e alternativas

Químicos e fármacos levam a uma feminização dos machos

Tomar drogas farmacêuticas para o estômago aumenta significativamente o risco de doença cancerígena

Drogas farmacêuticas contra o cancro: Mais de metade das que foram analisadas são ineficazes

Antibiótica: Promove pólipos e o cancro

Omeprazol: 10 perigos para a saúde

Os fármacos podem matar

Bial: Molécula pode estar na origem da morte em França

Metade de 4000 fármacos avaliados são inúteis

Como a indústria farmacêutica falsifica testes sobre fármacos !

Quando as drogas farmacêuticas matam: Médicos contra a indústria farmacêutica

GlaxoSmithKline falsificou durante anos dados sobre a (in)segurança de fármacos e andou a pagar luvas a alguns médicos!

 

Fontes:
LCI

RFI - Vozes do Mundo

 

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !




10 comentários

De Anónimo a 20.07.2018 às 08:32

Mais outra droga da farmácia que mata. Qual a diferença entre a droga da farmácia e a droga de contrabando? nenhum a anão ser uma é proibida e a outra não mas deviam ser todas proibidas.

De Anónimo a 20.07.2018 às 12:03

A mim não me surpreende, o que me surpreende é que não haja todos os dias mais mortes por causa dessas drogas que se vendem nas farmácias. É triste que andemos a subsidiar tudo isto para nos prejudicarem a nossa saúde.

De Anónimo a 20.07.2018 às 13:17

no mundo das drogas nada de novo os estúpidos e drogados e que vao a farmácia comprar mais drogas

De Anónimo a 20.07.2018 às 20:57

É a ciência-médica que temos, uma desgraça que não merece nenhuma confiança.

De Anónimo a 26.07.2018 às 08:21

As drogas que saem da farmácia matam forte e feio e por isso são já a primeira cusa de morte em alguns países.

De Anónimo a 20.07.2018 às 08:47

E em Portugal quantas vítimas dessa droga?
E no Brasil?
E o Infarmerdas nada diz?
E esse Infarmerdas andou a dormir o tempo todo?
E os médicos eram tão ignorantes que desconheciam os malefícios dessa droga depakine?
E andamos todos a pagar para nos receitarem drogas tipo lixo?
Não podemos mais confiar nem em médicos, nem farmácias nem Infarmerdas nem em governos, nada.
Mas que se passa com esta sociedade?
É o que dá termos uma sociedade anormal, acéfala, estupida e tipo carneirada.

De Anónimo a 20.07.2018 às 12:04

Infelizmente tem toda a razão.

De Anónimo a 20.07.2018 às 12:26

O Infarmed está ao serviço das farmacêuticas.
O Infarmed esclareceu que estas drogas nunca foram retirados pois "continuam a ter benefícios que superam os riscos, não se colocando questões de segurança adicionais, desde que sejam tomados de acordo com as indicações aprovadas e segundo prescrição médica." Isto em 2017.

Já em 2016, a Agência Portuguesa do Medicamento (Infarmed), alertava para a possibilidade de o Valproato causar malformações congénitas. Mas nada fez para prevenir o perigo para a saúde pública.

"O estudo confirma a alta natureza teratogénica [ou seja, capaz de causar malformações congénitas] "do valproato", afirmou Mahmoud Zureik, diretor científico do organismo francês que controla a segurança dos medicamentos e coautor do estudo.

Zureik afirmou numa entrevista à AFP que o número de malformações graves provocadas por este medicamento "é muito elevado" e incluem espinha bífida - quando a espinal medula não se forma corretamente -, problemas cardíacos e nos órgãos genitais.

Há ainda o risco de os fetos expostos a estes medicamentos poderem vir a ter autismo e problemas de desenvolvimento, mas esta questão será abordada apenas no próximo estudo sobre o valproato sódico.

O estudo agora divulgado explica que, entre 1967 e 2016, ocorreram entre 64,100 e 100,000 gravidezes na França e delas resultaram entre 41,200 e 75,300 nascimentos. A maioria das crianças que nasceu com defeitos congénitos era de mães que estavam em tratamentos para a epilepsia.

A partir de 1970, o valproato começou a ser receitado também a pessoas que sofriam de transtorno bipolar. As mulheres bipolares que tomavam este medicamento passaram então a ter o dobro da probabilidade de ter filhos com malformações à nascença.

Zureik explicou que as mulheres bipolares tinham menos probabilidades de ter filhos com malformações do que as mulheres com epilepsia porque os médicos paravam de receitar valproato às doentes bipolares logo no início da gravidez. "O risco de malformação severa está limitado aos primeiros dois trimestres de gravidez", explicou Alain Weil, investigador do gabinete nacional dos seguros de saúde e coautor do estudo.

O risco de malformações associado ao medicamento é conhecido desde os anos 1980, especialmente nos casos de espinha bífida. Este defeito congénito é 20 vezes mais frequente em crianças expostas ao valproato.

Delegado de Propaganda Médica agora reformado.

De Anónimo a 20.07.2018 às 12:35

Infarmed é autoridade desde quando? Devia passar a chamar-se charlatã isso sim é que era o nome indicado

De Anónimo a 20.07.2018 às 12:11

Do Infarmerdas como de costume não se ouve nada nem ddos Omeprazol nem do Paracetamol que são um perigo para a saúde publica. Nada. Como de costume.

Comentar post



A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mais sobre mim

foto do autor




Mensagens






Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.

BPT