BIO!

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Perante uma crise de cólica renal, um dos primeiros impulsos é tomar um pouco de água. Apesar de comum, a prática, na verdade, é quase sempre a pior coisa que se pode fazer, já que agrava ainda mais o problema.

 

Foto:saudecuriosa

 

 

Em alguns casos, os cálculos/pedras são eliminados sem lesões, mas ainda sim habitualmente causam intensa dor durante a sua eliminação. E aqui, a intensidade do padecimento é directamente proporcional ao tamanho do cálculo/pedra, e quanto maior ele for, maior será a dor e os sintomas que ele pode causar.

Entre os principais sintomas provocados pelo cálculo renal estão a dor lombar, dor na região do estômago, náusea, vômito, febre e calafrios.

As cólicas renais geralmente acontecem quando as pedras formadas nos rins obstruíram as vias urinárias. Muita gente ainda segue o antigo conselho de beber bastante água quando tem uma crise, pois, em teoria, isto faria com que o rim forçaria o líquido a empurrar o cálculo para a saída (uretra). 

Actualmente já se sabe, que durante essa obstrução, o rim filtra a urina e não tem como eliminar o líquido, causando então a dilatação e o inchaço que provocam dores aflitivas.

Quando se acumulam nos rins elementos como o oxalato, o cálcio e o ácido úrico e estes não são eliminados de forma eficiente pelos líquidos, se acumulam e formam pedras, ou melhor, cristais/cálculos sólidos que ao serem expelidos junto com a urina provocam muita dor.

Alimentação inadequada, mau funcionamento do sistema urinário e predisposição genética são alguns dos factores mais comuns da formação de pedras nos rins e, consequentemente, das cólicas.

Manter o corpo sempre hidratado é importante para evitar o problema, já que quem bebe pouca água produz urina mais concentrada, o que facilita a formação de cristais que vão formar as pedras.

 

O que são pedras nos rins?

As pedras nos rins são formadas com os depósitos de minerais – normalmente, devido a alguma forma de cálcio – oxalato, urato, cisteína, xanthina e fosfato, reunidos nos rins e, eventualmente, formam pequenos aglomerados como pedras. Se estas permanecem dentro do próprio rim, uma pessoa pode tê-las por meses ou mesmo anos e nem sequer saber, porque não há sintomas. No entanto, se as pedras se deslocarem e ficarem presas nos ureteres, os tubos que unem os rins à bexiga, os efeitos podem ser inchaço, sensibilidade, aumento de urina e, muitas vezes, uma dor insuportável.

A terapia para isto gira em torno de tentar conseguir que as pedras nos rins passem do ureter para a bexiga, em seguida, saiam da bexiga durante a micção. Beber grandes quantidades de líquidos para fazer isso pode ajudar a eliminar do sistema ou muitas vezes ainda aumenta o problema. Por isso a maneira mais eficaz é combinar a quantidade de água com terapias que ajudam a quebrar/dissolver as "pedras" e torná-las mais fáceis de passar. A receita seguinte funciona como terapia.

 

Ingredientes para a terapia das pedras/areias/cálculos renais:

* 1 limão inteiro, com casca (biológico)

* 3 a 5 colheres de sopa de mel (biológico)

* 1 xícara/chávena de azeite (de oliva)

* 1 maço grande de raiz de salsa picada

* 1 colher de sopa de xilitol ou melaço ou de açúcar mascavado/mascavo/integral

 

Modo de fazer:

Picar o limão inteiro com casca em pedaços e coloque no liquidificador. Batê-lo para misturá-lo bem. Adicionar os outros 4 ingredientes no liquidificador e bata novamente até ficar homogêneo. Transferir para um frasco de vidro com uma tampa hermética e colocar em local fresco e seco.

 

Dosagem

Tomar uma colher de sopa desta mistura na parte da manhã antes de comer o pequeno-almoço/café-da-manhã, em seguida, beber muito líquido (água e chá por. ex. quebra-pedra) durante todo o dia.

 

Por que este tratamento funciona?

Este tratamento funciona porque, em primeiro lugar, a natureza extremamente ácida do limão permite que as pedras nos rins à base de cálcio comecem a se dissolver em pedaços e grânulos menores, as quais são mais fáceis de passar. A raiz de salsa, é um diurético natural para incentivar um aumento da micção, e o mel e o xilitol (ou açúcar tornam esta terapia mais agradável ao paladar e proporcionam benefícios anti-microbianos naturais.

Resumindo, se alguém é azarado o suficiente de sofrer de pedras nos rins, esta terapia pode ajudar a dissolver naturalmente aqueles depósitos e torná-los mais fácil de expulsar do sistema, promovendo um alívio muito necessário da dor e do desconforto desta condição!

Imagem:doconsultorioacozinha

 

 

Um remédio natural contra cálculo renal é o chá de quebra-pedra

“Resultados de pesquisas da Universidade Federal de São Paulo reconhecem a eficácia da Phyllanthus niruri, como é conhecida cientificamente a erva/planta medicinal, na prevenção e eliminação de cálculos em pacientes litiásicos. O estudo realizou experimentos em ratos e concluiu que a substância presente na planta reduziu o crescimento de cálculos vesicais e inibiu a adesão e internalização de cristais de oxalato de cálcio, que muitas vezes se depositam nos rins e dão origem as pedras”, comenta o médico Hilário Antônio, especialista em endourologia avançada, em uma publicação no Instagram.

Segundo Antônio, a pesquisa feita pela universidade também mostra que a erva não é tóxica e que devido a propriedade de relaxamento da musculatura lisa da uretra, o chá facilita a excreção das pedras.

 

Como evitar este tipo de problema renal/urinário?

- Não deixe de beber água suficiente ou sumos/sucos naturais e biológicos sempre que possa, mesmo que seja inverno. É aconselhável, para um adulto, beber até 3 litros por dia. No inverno, é possível substituir a água por chás ou infusões, porém o café e o álcool não contam.

- Consumir mais fruta e legumes:

Aconselhável consumir entre 5 e 7 verduras e frutas por dia (50% de frutas e 50% de legumes, tudo biológico) para poder evitar que se formem as pedras, além de impedir o acúmulo de cálcio e a formação dos tão indesejados cálculos, que podem acontecer nos rins, na bexiga ou no trato urinário em geral.

- Reduzir o consumo de refrigerantes: Por apresentar alta concentração de ácido fosfórico que acidificam a urina os refrigerantes tendem a promover a formação de cálculos renais.

- Procure manter sempre a urina amarela palha, assim será extremamente difícil essa formação de cálculos.

- Redução de açúcar e frutose:

O consumo destes elementos compromete a interação mineral no seu corpo em especial entre o cálcio e o magnésio. Além disso, a alimentação rica em açúcar (sobretudo o refinado) aumenta o tamanho dos rins, gerando uma condição patológica que predispõe formação de cálculos. A frutose (industrializada), pode em alguns indivíduos ser metabolizada em oxalato. Segundo alguns estudos, indivíduos que têm histórico de cálculo renal e que eliminam os refrigerantes reduzem os seus riscos de recorrência em 15%.

- Actividade física:

O sedentarismo propicia maior liberação/libertação de cálcio na circulação o que predispõe mais cálculos renais. Mesmo o exercício suave já tem efeito positivo na redução de risco. Segundo estudo realizado em 84 mil mulheres menopausadas, observou-se que as que se exercitavam tiveram 31% menos risco de cálculo renal.

- Evite tomar água fluoretada:

O consumo de água com altos níveis de flúor está associado com cálculo renal, segundo estudos. Chega a ser 5 vezes mais frequente do que áreas com baixo nível de flúor na água. Aconselhável que se use um sistema de filtração como a osmose reversa que pode remover o flúor (metais pesados, fármacos, pesticidas, hidrocarbonetos, etc.) da sua água que vai ser bebida e até mesmo para os alimentos cozinhados.

- Vinagre de maçã:

Também alcaliniza a acidez bioquímica, gerando uma condição que impede a formação de cálculos renais.

- Água de coco:

A literatura mostra que o consumo de água de coco ajuda na dissolução de cálculos renais. Preferível, consumir água de coco natural e não aquela de caixinha que contém grandes quantidades de açúcar e conservantes.

- Água com limão:

Por alcalinizar o meio sanguíneo, a água com limão impede a formação de cálculos. Consumir água com limão antes das refeições.

- Consuma alimentos rico em cálcio:

Antigamente se aconselhava evitar alimentos ricos em cálcio para indivíduos que tinham cálculo renal, entretanto não há evidências que evitar o cálcio, seja realmente saudável. Uma alimentação rica em cálcio bloqueia a acção química que causa a formação de cálculo, pois ele se liga ao oxalato (dos alimentos) no intestino, evitando a absorção para a corrente sanguínea e posteriormente chegar aos rins.

- Atenção ao magnésio:

A deficiência de magnésio está correlacionada com a formação de cálculo renal, pois o magnésio não permite a formação de cristais na urina, uma vez que ele se combina com oxalato, impedindo essa ocorrência. O magnésio tem papel importante na absorção e assimilação do cálcio e se você consome muito cálcio sem quantidade adequada de magnésio, o excesso predispõe a formação de cálculos renais. Consuma vegetais verdes folhosos, sementes de abóbora, sésamo e girassol, além de abacate que são óptimas fontes de magnésio.

- Evite a soja transgénica:

Soja e seus derivados potencializam a formação de cálculo em quem tem predisposição, pois ela contém altos níveis de oxalatos que podem ser ligados com cálcio nos rins formando cálculos. Mesmo a soja biológica deve consumida muito moderadamente tal como os chineses fazem. 

Controlar a ingestão de sal (sódio), sobretudo o refinado

- Reduzir o consumo de proteínas, sobretudo de origem animal. 

 

Nota bene:

Sabia?

O espargo/aspargo aumenta a actividade renal e aumentar o fluxo de urina, muito bom para aqueles com problemas de retenção de líquidos.

 

Temas relacionados:

- Goji: Baga excelente para a saúde

O açúcar e afins: Veneno para a saúde

Magnésio: Para que serve? Carências e doenças relacionadas

Rins: Como desintoxicá-los e alimentos benéficos

Qual o seu sintoma? Sintoma é um aviso inteligente que exige a sua reflexão

Amaranto: Benefícios e receitas

Cavalinha: Planta antiga multi-versátil; Benefícios

Saúde: Verifique a sua, em apenas 1 min.

Não existem doenças incuráveis, existem doentes "incuráveis"

Bórax/Boro/Borato de sódio: Uso medicinal alternativo

Pêssego: 12 benefícios na saúde

Vitamina K2, muito relevante para a saúde humana

Problemas renais devido à carne

Vários benefícios do arando/oxicoco (cranberry)

Reflexão do mês sobre a saúde

Salsa: 15 benefícios

Monsanto revela que milho transgénico pode fazer mal à saúde

Urinoterapia

 

Fontes:

Gesundheit

Naturopatia

Saúde Natural

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !





A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mais sobre mim

foto do autor




Mensagens






Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.

Partida de uma anjinha

Com saudade lembrando que ela fazia parte de EQUIPA. Paz a sua alma e espirito.