Publicidade: Conhece o LIV 52 para o figado?

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Composto da Beterraba pode retardar doença de Alzheimer!
Um composto encontrado na beterraba, justamente aquele que dá ao vegetal sua cor vermelha característica, pode ajudar a retardar o acúmulo de proteínas mal-formadas no cérebro, um processo associado à doença de Alzheimer e outras demências.

Foto:as-medicinas-alternativas.

 

"Nossos dados sugerem que a betanina, uma substância encontrada no extracto de beterraba, mostra-se promissora como um inibidor de certas reacções químicas no cérebro que estão envolvidas na progressão da doença de Alzheimer," disse Li-June Ming, da Universidade do Sul da Flórida.

Segundo Ming, a descoberta da sua equipe/equipa pode levar ao desenvolvimento de drogas que possam aliviar alguns dos efeitos a longo prazo da neurodegeneração envolvendo as demências.

 

Segundo Ming, a maior parte do dano causado ao cérebro envolvendo as demências ocorre quando a proteína beta-amiloide se liga a metais, como ferro ou cobre. Esses metais podem fazer com que os peptídeos beta-amiloides se dobrem incorrectamente e se unam em aglomerados, que podem promover inflamação e oxidação nos neurónios próximos, levando-os à morte. "É um processo semelhante à ferrugem," afirmou.

Já se sabia que o suco/sumo de beterraba pode melhorar o fluxo de oxigénio para o cérebro durante o processo de envelhecimento e, possivelmente, melhorar o desempenho cognitivo.

Assim, Ming pensou em verificar se a betanina, um composto de beterraba que é usado em corantes comerciais, que se ligam facilmente aos metais, poderia bloquear os efeitos da beta-amiloide e, por sua vez, impedir o enrolamento incorrecto desses peptídeos e a oxidação dos neurónios.

Os experimentos mostraram que, por si só, a beta-amiloide causa pouca ou nenhuma oxidação. E, como esperado, a beta-amiloide ligada ao cobre induziu uma oxidação substancial. No entanto, quando a betanina foi adicionada à mistura beta-amiloide ligada ao cobre, a oxidação caiu em até 90%, sugerindo que o dobramento incorrecto dos peptídeos foi suprimido.

"Não podemos dizer que a betanina parou completamente o dobramento incorrecto, mas podemos dizer que ela reduz a oxidação. Menos oxidação pode prevenir o dobramento incorrecto até um certo grau, talvez até ao ponto de retardar a agregação dos peptídeos beta-amiloides [...] ," disse o pesquisador Darrell Cole Cerrato, co-autor do trabalho.

 

Nota bene:

Que o teu alimento seja o teu medicamento e o teu medicamento o teu alimento! Hipócrates

 

Temas relacionados:

A beterraba; Benefícios e receita

Sumos: Uma grande ferramenta para melhorar a Saúde

Receitas Dr. Max Gerson

Anemia: Desnecessário o ferro da carne

Alfarroba: Benefícios e receita

A anemia

O Pau D´Arco

A valiosa e barata couve; 9 benefícios

Vitamina K2, muito relevante para a saúde humana

Lista dos melhores legumes para comer

Rins: Como desintoxicá-los e alimentos benéficos

Fígado e os 11 alimentos que o ajudam

Groselha: 30 benefícios

 

Fontes:

Diário da Saúde
Saúde Curiosa

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates

Países latinos livres de vacinas, de rastos químicos e de pesticidas!

Paracelsus: "O que cura é o amor."


4 comentários

De vacinas do diabo a 22.04.2018 às 08:21

Você está experimentando pensamentos confusos, enxaqueca, alergias graves a alimentos, distúrbios do sistema nervoso central, ansiedade, espasmos musculares, disfunções do sistema imunológico, inflamação crônica ou fibromialgia? O que você pode realmente ter é chamado de Transtorno da Sobrecarga de Vacina, mas nenhum médico nos EUA pode falar sobre isso, por medo de perder sua licença para praticar medicina.

Você deve ter medo das vacinas de hoje mais do que de doenças infecciosas

Menos de 65 anos atrás, as empresas farmacêuticas dos EUA contrataram cientistas nazistas para sair da prisão e trabalhar em vacinas e medicamentos prescritos para os americanos. A primeira vacina contra a poliomielite, a versão “inativa”, foi “inventada” por Jonas Salk em 1955. A verdadeira história nos mostra que Salk não fez mais do que realizar experimentos médicos ilegais em pacientes mentais, e não teve absolutamente nada a ver com o declínio da mortalidade por doenças infecciosas. Em 1961, Albert Sabin desenvolveu a vacina oral comercial contra poliomielite. Você sabia que os dados históricos foram alterados pela indústria corrupta de vacinas para convencer as pessoas de que as vacinas acabaram com a pólio?
Tenha muito medo das toxinas experimentais presentes em todas as vacinas usadas – elas não são “seguras e eficazes”

Milhões de americanos foram literalmente injetados com câncer por meio de vacinas, mas nunca isso é mencionado por médicos que temem que a AMA, a FDA e o CDC os demitam. As vacinas de hoje não contêm apenas versões vivas das doenças que você não quer, mas também contêm transgênicos, hormônios de vacas, porcos, galinhas e macacos infectados, combinações de vírus não testados (como o H1N1), alumínio, mercúrio, emulsificantes e bactérias cruzadas de animais, mosquitos e seres humanos doentes.

A maioria dos americanos não tem ideia de que a vacina viva contra o vírus do sarampo contém gelatina, sorbitol, cloreto de sódio, soro bovino, proteína do ovo e albumina humana.

A maioria dos americanos não tem ideia de que a combinação Vacina contra Difteria, Tétano e Pólio contém formaldeído, fenoxietanol e fosfato de alumínio.

Dificilmente um americano vivo leu o folheto informativo da vacina para saber que a vacina combinada de imunização DTaP, IPV, HBV e Hib administrada a lactentes de 2 a 12 meses de idade contém hidróxido de alumínio, formaldeído e soro bovino.

Quem já foi avisado pelo seu médico ou enfermeiro que a vacina Gardasil contra o HPV – a vacina contra papilomavírus humano fabricada pela Merck – contém polissorbato 80, cloreto de sódio, alumínio e uma forma “desnaturada” (fragmentada e enfraquecida) do vírus?
O que acontece com o corpo humano quando ele é injetado com soro bovino, gelatina, cloreto de sódio e mercúrio?

O soro bovino é extraído da pele de vaca. Quando injetado no tecido muscular humano, causa distúrbios do tecido conectivo, artrite e lúpus, bem como falta de ar, baixa pressão sanguínea, dor no peito e reações na pele.

A gelatina é derivada do colágeno dentro da pele e dos ossos dos animais. Injetar gelatina representa o risco de infecção por hormônios de crescimento sintéticos e BSE (doença da vaca louca). Ainda preocupado com catapora, sarampo e outras “doenças”, o corpo humano facilmente derrota com um sistema imunológico normal. Você tem mais a temer apenas examinando os ingredientes insanos nas vacinas de hoje.
O cloreto de sódio aumenta a pressão sanguínea e inibe a contração e o crescimento muscular. Ah, e as vacinas são preparadas com ovos (certamente não orgânicos). Esses ovos convencionais podem conter hormônios de crescimento, antibióticos e bactérias salmonelas. Muitas vacinas são preparadas com óleo de amendoim. Imaginou agora por que milhões de crianças americanas são severamente alérgicas a amendoim? A propósito, a epidemia de alergia a amendoim simplesmente não existia antes das vacinas. Pense nisso por um minuto.

O timerosal é um mercúrio neurotóxico que causa o autismo. Existem 25 mcg em uma vacina comum contra a gripe, enquanto o limite de segurança da EPA é de 5 mcg, portanto as crianças que são vacinadas simultaneamente com múltiplas vacinas recebem mais de 10 vezes o limite de segurança de mercúrio em um dia. Questione as vacinas porque seu médico certamente nunca o faz.

De vacinas do diabo a 22.04.2018 às 08:24

A albumina humana é a porção proteica do sangue do plasma venoso humano combinado e, quando injetada, causa febre, calafrios, urticária, erupção cutânea, dor de cabeça, náusea, dificuldade para respirar e ritmo cardíaco acelerado. Injetar “sangue combinado” pode resultar em perda de massa celular e pode causar infecção pelo vírus da imunodeficiência, ou conter SV40, AIDS, câncer ou Hepatite B de dependentes químicos. Você já pensou que poderia ter uma doença mortal a partir das próprias vacinas?

O Transtorno de Sobrecarga de Vacina está varrendo a nação e, no entanto, cada vez mais estados estão propondo a adição de várias vacinas mais tóxicas ao cronograma já “inundado” do CDC. Não seja uma cobaia médica para a indústria de vacinas nefastas. Você tem direitos. As vacinas podem causar danos permanentes. Proteja seus filhos do falso pesadelo da medicina!

De vacinas do diabo a 22.04.2018 às 08:40

Quando o câncer de mama ou de ovário parece ser hereditário em uma família, ambos os membros masculinos e femininos são encorajados a se submeterem a testes para verificar se eles podem ter mutações em seus genes BRCA1 ou BRCA2. Esses genes são responsáveis ​​pela supressão de proteínas tumorais e quando eles sofreram mutação (ou alteração), certos tipos de dano de DNA podem não ser adequadamente reparados, o que pode causar alterações genéticas que eventualmente podem resultar em câncer. Algumas dessas mutações foram associadas aos cânceres de mama e ovário em mulheres e outras formas de câncer em homens e mulheres. Angelina Jolie é provavelmente a mulher mais famosa do mundo a ter sido diagnosticada com uma mutação BRCA.

Agora, o Daily Mail informa que uma nova pesquisa, publicada na revista Nature, descobriu que certos vegetais ricos em folato podem fazer com que o corpo produza formaldeído, causando “danos letais” ao DNA desses genes já danificados.

Este dano irreversível, por sua vez, pode causar a formação de tumores em várias partes do corpo.

Embora os pesquisadores tenham percebido por algum tempo que, quando é inalado, o formaldeído pode acumular-se no corpo, este estudo é o primeiro a descobrir que as reações dentro do corpo também podem causar um acúmulo perigoso.

E há outra fonte de possível perigo para as mulheres com mutações dos genes BRCA: o formaldeído encontrado nas vacinas.

No estudo da Nature, a equipe de pesquisa, liderada pelo Dr. Ketan Petal do Medical Research Council Laboratory of Molecular Biology, descobriu que o acúmulo de formaldeído pode ser um subproduto de um processo conhecido como “um ciclo do carbono”.

Leia também: Composto da Spirulina Mostrou Eliminar as Células do Câncer de Mama

O site Daily Mail explica esse processo da seguinte forma:

Este ciclo utiliza folato, comumente conhecido como vitamina B9, para criar o DNA e os aminoácidos essenciais, os quais as células precisam para funcionar e se multiplicar. O tratamento de células cultivadas em laboratório com folato levou à liberação de formaldeído, descobriram os pesquisadores financiados pelo governo. Eles especularam que isso poderia danificar letalmente o DNA das células de câncer BRCA mutantes que não podem reparar esse dano. As células circundantes saudáveis ​​não seriam danificadas uma vez que tenham mecanismos de reparo do DNA que funcionam, acrescentaram.

O Dr. Patel explicou que o ciclo de um carbono é um processo fundamental da vida, e é um bloco construtivo do DNA e de alguns dos aminoácidos. No entanto, mesmo que este ciclo tenha uma função positiva sobre as células, para as mulheres com mutações BRCA pode ser perigoso.

“O folato e o formaldeído têm duas faces: um lado benéfico porque fornecem os blocos de construção químicos para que as células vivam e cresçam, e um lado perigoso porque o formaldeído pode danificar o DNA“, observou Patel.

Uma vez que a produção de formaldeído no corpo é desencadeada por folato, as mulheres com mutações BRCA são aconselhadas a minimizar a ingestão de vegetais altos neste nutriente, incluindo abacate, espargos e brócolis.

Então, o que é exatamente o formaldeído? A maioria de nós pensaria imediatamente em um líquido de embalsamamento, e estaríamos corretos. Também presente em coisas tão diversas como roupas, alimentos, cigarros e vacinas, esta substância química está na lista do governo de agentes cancerígenos conhecidos e ​​porque pode danificar o DNA. Isso significa que o formaldeído provavelmente causará câncer em todos – não apenas em mulheres com mutações BRCA. O formaldeído também é encontrado em MDF e compensado, certos materiais de construção e isolamento e fogões a gás.

O formaldeído é listado pelos Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) como ingrediente na vacina Difteria/Tétano/ Polio, bem como a Hepatite B e vacinas contra a gripe.

De vacinas do diabo a 22.04.2018 às 08:41


É interessante que a equipe de pesquisa neste estudo tenha sido tão rápida em incentivar as mulheres com mutações BRCA a evitarem vegetais verdes, que pelo menos têm outros benefícios nutricionais, mas falham em mencionar o risco de formaldeído presente nas vacinas. Todos deveríamos estar evitando as vacinas, de qualquer forma, mas o seu conteúdo de formaldeído torna ainda mais imperativo que as mulheres com mutações BRCA dão às vacinas um berço tão grande quanto possível.

Comentar post



A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Ajude o seu sono


Mensagens


Mais sobre mim

foto do autor



Sondagem

Confia nas vacinas?
 
pollcode.com free polls





Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."

Atenção

Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!


BPT


fb