BIO!

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



 

Não é novidade. A artrodese lombar, cirurgia que prende a coluna, atrapalha mais do que ajuda os doentes com dor lombar. Prender a coluna com vigas e parafusos traz consequências desastrosas, endurece o corpo e enfraquece os músculos.

Um estudo publicado em um dos principais jornais científicos do mundo mostrou que fazer a cirurgia de "artrodese lombar" não ajuda os pacientes a longo prazo. Ao final de 2 anos e 5 anos, os resultados em relação a melhora das funções foi o mesmo, mostrando que a incapacidade moderada não mudava ao longo do tempo e era praticamente a mesma das pessoas que não operavam.

E porque a artrodese também não ajuda a curto prazo?

O paciente é mal orientado e mal assistido no pós operatório, fica perdido, recebe restrições e proibições que aumentam a incapacidade sem menor necessidade. O retorno as actividades que deveria ser precoce bate de frente com a falta de conhecimento dos cirurgiões, que levam o paciente a mais incapacidade, repouso e a iatrogenias.

Sem contar a fibrose ao redor dos nervos que não tem reversão, podendo causar algo que não tinha antes: dor dos nervos.

Por isso, fugir da artrodese é mais que uma obrigação, é um dever.

Sempre procure um tratamento conservador antes de qualquer decisão. A saúde da sua coluna agradece.

A artrodese tem seu espaço nas doenças graves, mas longe da dor.

 

Nota:

A medicina alopática ainda continua a tratar o ser humano como se ele fosse uma máquina! E assim os resultados não podiam ser senão medíocres.

 

Fontes:

Artur Padão Dorterapeuta

 

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !




24 comentários

De Alvaro Lopes a 12.12.2017 às 21:35

Boa noite. Fui submetido a artrodese L5 S1 pois tinha espondilolistese istmica. A vertebra já não tinha fixação ( fratura pares articulares) e às vezes bastava um movimento mal feito e ficava cheio de dores e até ficava 5 dias de cama pois não conseguia sequer andar. Não tive alternativa pois tinha feito fisioterapia e não resultou. É um bocado complicado pois começou em 2014 como acidente de trabalho e se a seguradora tivesse agido corretamente, não tinha sido operado em março deste ano. Durante dois anos agravei minha condição sem me aperceber e quando tive recaída já foi tarde. Não tenho crises mas tenho sempre dor...e acho que terei sempre.

De Medicinas Alternativas a 31.01.2018 às 18:38

Caro Álvaro Lopes,

boa sorte é o que lhe desejo.

Já experimentou a argila? Não só é barata como é eficaz desde que seja disciplinado e tenha paciência.

Abraço

De Anónimo a 05.02.2018 às 11:15

Eu tinha fortes dores em 2013 que nem as drogas farmaceuticas faziam nenhum efeito e comecei como urinoterapia e ainda hoje faço com regularidade e não estou arrependida

De Alvaro Lopes a 05.02.2018 às 14:32

Acredito que a urinoterapia seja bom, mas é óbvio que custa assimilar o facto de consumir a nossa própria urina. O ser humano é capaz de tudo...daí ter sobrevivido milhares de anos. Mas para mim beber urina, é como se me dissessem para comer carne de gato...algo impensável para mim. Não me sinto preparado para esse passo. Talvez mudar de estilo de vida, ou alimentação do género, mais legumes, mais água, mais exercício etc, isso conseguiria.

De Medicinas Alternativas a 05.02.2018 às 21:48

Compreendo e respeito a sua opinião.
Nem toda a gente consegue ultrapassar o sentimento de beber a própria urina.
Como o próprio Álvaro disse, há outras opções por onde começar e eventualmente desse modo melhorar a sua saúde e por conseguinte a sua qualidade de vida.

De Anónimo a 06.02.2018 às 06:59

A Urinoterapia não é boa ela é muito boa e tinha tanta dor que pensei em suicidio. Nem as porcarias das drogas farmaceuticas tinham efeito nenhum nada de nada zero. Operar e eu podia ainda ficar pior do que já estava e quando me falaram em beber a própria urina não pensei três vezes e hoje não me arrependo e foi graças a ela que estou viva.

De Anónimo a 17.02.2018 às 09:10

Tem a sua piada.
Algumas pessoas sentem medo de beber a própria urina.
Mas compraram muitas vezes fármacos com ingredientes da urina.
Comem muitas vezes coisas que nem fazem a mínima de onde essas coisas saíram.
O ultimo grito vem de um laboratório farmacêutico que lançou capsulas de fezes humanas para doentes com problemas de intestinos e essas capsulas não são baratas.
As pessoas são realmente muito estranhas.

De Alvaro Lopes a 31.01.2018 às 16:56

Boa tarde.
Fui operado em março de 2017 à lombar. Fiz artrodese L5 S1. A decisão da operação não foi fácil, pois já estava numa fase em que 7 meses de fisioterapia e sem trabalhar, não surtiu efeito algum. Bastava um movimento em falso e ficava cheio de dores, inclusive ficava 5 dias de cama sem me mexer. Após este tempo todo, tenho melhorias sobretudo quando tomei suplementos à base de arginina e ornitina.
A recuperação depende de nós...se durante os 12 meses após a cirurgia, como nos portamos, seja no sentar, deitar, tipo de posturas e acima de tudo na vontade de recuperar. Desde que fui operado já fiz mais de 100km a pé, por fases claro. Sei que nunca mais serei o mesmo, mas também sei que fiz de tudo para evitar a operação.

De Medicinas Alternativas a 31.01.2018 às 18:36

Boa tarde sr. Álvaro Lopes.
Espere mais uns anos e depois dirá qual foi o resultado. E o resultado costuma aparecer entre 2 a 5 anos, até lá é prematuro fazer conjecturas.
De qualquer modo desejo-lhe boa sorte.

A minha experiência mostra-me que nesses caso como o seu os bosn resultados aparecem com MTC com acupunctura, massagens e fitoterapia, mudança dos hábitos alimentares.

A toma de argila verde, assim como as aplicações podem fazer verdadeiros milagres, ainda que os resultados possam eventualmente demorar meses, porém com disciplina o resultado pode ser assombroso. Os 7 meses teriam servido perfeitamente para ter visto resultados, empregando a MTC e argila.

Se quiser pode ler aqui sobre a argila:
http://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/a-argila-296533

De Alvaro Lopes a 31.01.2018 às 18:56

Boa tarde.
O meu problema persistia desde 2014, altura em que se deu o primeiro acontecimento. Como foi a trabalhar, foi acionado o seguro de trabalho e nessa altura a seguradora se tivesse agido conforme os regulamentos e leis existentes, eu teria feito consulta de especialidade e com fisioterapia, exercícios específicos e restrições na minha profissão, hoje não tinha esta prótese na coluna.
Realizei algumas sessões de fisioterapia e senti-me bem e foi-me dada alta sem desvalorização. O que aconteceu é que durante dois anos, fui agravando minha situação sem ter essa devida noção, pois sentia-me bem, embora tivesse dias em que sentia cansaço na coluna e algum desconforto, embora insuficiente para estar a ativar o seguro de trabalho novamente.
Em abril de 2016 tive nova recaída e foi ativado o seguro e durante 7 meses fiz fisioterapia todos os dias,com profissionais qualificados. A nível de alimentação, foi sempre boa, pois todos os produtos hortícolas são cultivados por mim e sei o que como. A nível de carnes o mesmo se aplica igualmente com o peixe.
Fui sempre ativo e sempre energético, nunca tive problemas de coluna. Aliás fui sempre uma pessoa com uma força além do normal...genética talvez?? Não sou obeso e sempre pratiquei desporto.
Após 7 meses de fisioterapia, foi-me dada alta sem desvalorização e com cura mas mantinha um quadro clínico doloroso.
Quando recorri a um neurocirurgiao conceituado em Lisboa, ele explicou-me o que eu tinha...fratura dos pares articulares, com ligeira espondilolistese. Contudo, bastava um pequeno movimento para que o canal nervoso fosse atingido e ficava cheio de dores. A vertebra não tinha ponto de fixação...andava ali sem suporte...após esforços para que a cirurgia fosse colocada de parte, não restou outra alternativa.
O que fazemos hoje, reflete-se no amanhã e se tivermos uma postura adequada, exercícios em dia, como andar a pé, nadar etc, não fazer esforços acima do que podemos, acredito que será longa a prosperidade após a cirurgia.
O que muita gente faz é voltar aos hábitos antigos e não têm qualquer cuidado consigo e óbvio que os problemas aparecem. Não sei o meu futuro, mas irei continuar com a arginina e irei utilizar cloreto de magnésio PA em pó para ver que resultados obtenho. Hoje não tenho aquelas dores horríveis que tinha antes da cirurgia em que já me afetava a perna direita e tenho uma boa massa muscular a nível lombar e é para continuar sempre com supervisão e exames periódicos à coluna.
Na sua opinião, tomando arginina, cloreto de magnésio, andar a pé, nadar, posturas corretas, que perspectivas terei?

De Medicinas Alternativas a 31.01.2018 às 20:50

Bom, vamos torcer para que os bons resultados continuem.

Os velhos e maus hábitos nem sempre são fáceis de se desenvencilhar deles mas é imprescindível fazê-lo senão a doença aparece novamente para avisar que algo vai mal.
Realço, é imprescindível encontrar a(s) verdadeira(s) causa(s) da doença, sem isso ela acaba invariavelmente por aparecer. Nisso, a medicina convencional ainda tem um longo percurso a percorrer.
Acho bem que tome arginina e cloreto de magnésio, porém duvido muito que seja suficiente.
Quanto à alimentação adequada e saudável o sr, Álvaro Lopes ficaria surpreendido quantas pessoas eu já conheci e me diziam o mesmo, quando eu os questionava sobre o que ingeriam no quotidiano, a situação chegava a ser absurda.
Não faço ideia se no seu caso ela, a alimentação, é a mais adequada para si ou não.
Não me compete fazer diagnóstico e aconselho-o que procure um técnico de saúde da sua confiança. Se já tem, tanto melhor para si.
Permita-me dizer-lhe desde já também o seguinte, a alimentação é uma ciência que exige um grande saber mas na Europa muito poucos dominam esse saber tão necessário para manter e melhorar a saúde.

Bom ano e saúde.

De Alvaro Lopes a 31.01.2018 às 20:54

Será possível dar algumas indicações sobre a alimentação? Posso até estar a ter uma alimentação errada.
Irei complementar a argila com arginina e cloreto de magnésio.

Por acaso não vive em Lisboa? É que irei a uma consulta em fevereiro e quem sabe faria uma consulta consigo caso dê.

Cumprimentos

Álvaro Lopes

De Medicinas Alternativas a 01.02.2018 às 21:47

Boa noite sr. Álvaro Lopes,

a alimentação que eu sigo essencialmente é a alimentação Yin e Yang com os seus chamados 5 elementos Metal, Água, Madeira, Fogo e Terra. aqui o equilíbrio entre Yin e Yang é fundamental para a manutenção ou recuperação da saúde.
A tudo isto que já não é coisa pouca, há que juntar os síndromas da pessoa que se pretende melhorar a sua saúde.
A cor, o aroma e o sabor não são os únicos princípios a serem seguidos nesta cozinha l no valor medicinal dos alimentos e que os alimentos e os medicamentos naturais têm a mesma origem.
Na cozinha, a harmonia dos alimentos é sempre tida em conta através dos 5 sabores: doce, azedo, amargo, picante e salgado que são aplicados às necessidades nutricionais dos 5 principais sistemas de órgãos do corpo humano.
Os alimentos, nesta filosofia, constituem um dos factores mais determinantes na conservação e na manutenção da saúde, a qual é baseada nas leis do Universo, da Natureza, das concepções da vida e da morte, da física, das ciências puras e biológicas.
Adaptar a alimentação e saber dos seus efeitos sobre o organismo humano, é saber o modo de prevenir e desse modo evitar o estado de Vazio ou de Plenitude dos órgãos e das vísceras. Toda esta filosofia e saber detém o conhecimento para recolocar os dispêndios energéticos e da matéria, gerir a vitalidade e a longevidade celular, evitar os processos degenerativos, o envelhecimento precoce e no fulcral o aparecimento de doenças.
Tudo isto não significa que comer bem tem de ser necessáriamente caro. Crucial é os alimentos serem de proveniência biológica, pois os convencionais muito raramente estão livres de OGM, transgénicos, fármacos/fitofármacos, pesticidas e outras contaminações que só prejudicam a saúde.
Aqui um bom alimento tanto pode ser um fruto como a casca de um fruto, a simplicidade está lá e não exige nada caro ou exótico previligeando antes alimentos da zona/região.

Muito mais haveria para dizer sobre o «Saber como alimentar-se com Sabedoria» mas fiquemos por aqui.

Deste modo, compreenderá que mesmo que eu vivesse nos Açores jamais seria possível aconselhá-lo eficazmente, sensatamente e por conseguinte saudavelmente numa única consulta.
Teria de ser acompanhado regularmente para assim verificar como come, qual o ambiente em que come, como é a sua respiração, postura corporal, e por aí adiante.
Mais lhe digo, teóricamente seria possível sugerir a cada ser humano deste planeta uma diferente alimentação a cada um de nós.

Resta-me acrescentar que a medicina convencional neste capítulo ainda mal descolou e muito pouco ajuda os doentes a recuperar a saúde de maneira activa..

Talvez nos Açores alguém lhe possa ajudar na questão da alimentação, porém não aconselho procurar nutricionistas, mas faça como achar melhor para si, já que a formação deles de poucas horas não lhes permite adquirir conhecimento razoável, muito menos sabedoria sobre a alimentação que cada doente necessita de facto.
A alimentação é um UNIVERSO e enquanto o ignorarmos, sofreremos inequivocamente as suas consequências.

Hipócrates, o Pai da Medicina dizia:
Que o alimento seja o teu medicamento e o medicamento seja o teu alimento.

Tenha uma boa noite.

De Alvaro a 31.01.2018 às 19:10

Uma outra questão. Onde poderei encomendar argila para que chegue ao arquipélago dos Açores? Não sei se é residente em Portugal continental.

De Medicinas Alternativas a 31.01.2018 às 20:51

Salvo erro existe aí nas ervanárias, nos Açores.
Procure primeiro aí.

De Alvaro a 01.02.2018 às 22:32

A nivel de alimentação, uso por exemplo vegetais, batatas sejam doces ou brancas, cultivadas por mim. Nao uso produtos químicos no seu cultivo. O adubo é materia orgânica, sejam folhas das sebes que ficam na terra ou outra materia identica. O peixe é apanhado e consumido do nosso mar e fresco. As carnes são de animais de ca que sao alimentados nas pastagens ao ar livre. O ar cá e mais do que puro...É algo fascinante. Por sermos ilhas pequenas, a poluição é muito pouca. Hoje em dia as pessoas estão habituadas a comprar tudo embalado, sem saberem o que consomem..pode dizer carne de frango mas sabe-se lá como foram alimentados. Vi vídeos sobre a carne de frango e fiquei boquiaberto...
Tento procurar o mais saudável possivel, dentro do que temos e produzir igualmente para consumo próprio.
Hoje em dia, vamos ao medico e dizemos que nos dói algo, logo seria de esperar que nos fizessem exames para saber o que se passa. Mas nao, limitam-se a ouvir e passam logo medicação e mandam-nos para casa. Somos como animais para abate, perante a grande indústria que é a indústria farmacêutica.
A maior dos produtos baratos que se compra, provocam cancro...
Dou um exemplo...uma laranja apanhada no meu pomar pode durar até 7 dias após ser apanhada, mantida no fresco, sem ter sido submetida a químicos. Uma laranja que vem do continente para os Açores, levam uma semana a chegar e estão em exposição durante quase mais 10 dias...porque será? E as pessoas preferem isso??? Chama-se comodismo...
Peço desculpa pelo tópico.
Cumprimentos.

De Medicinas Alternativas a 03.02.2018 às 20:09

Caro sr. Álvaro,
tudo bem e compreendo o que diz e até faz sentido. A alimentação aí nos Açores, o ar que se respira e a água não estão provavelmente tão contaminados como no continente.
Vá fazendo uma alimentação biológica e de preferência com alimentos da sua horta, esses são os melhores para si e para a sua saúde.
Infelizmente, os rastos químicos e pesticidas como o glifosato ainda são permitidos e já chegaram aos Açores, tanto quanto sei, daí hoje a contaminação estar um pouco por quase todo o lado.
As pessoas são de facto comodistas e vão pagar um preço bem alto devido a esse mesmo comodismo.

Bom fim de semana.

De Alvaro Lopes a 03.02.2018 às 20:20

Vejo que não sou o único com esta linha de pensamento. Infelizmente somos tratados como gado para abate..Dizem que estamos num estado democratico mas se abrimos a boca em certos temas...somos abatidos

De Medicinas Alternativas a 03.02.2018 às 21:41

Decerto não é o único a pensar como pensa.
Aparentemente a democracia existe mas a realidade é bastante diferente...

Uma coisa que realço e que poderá ser interessante para si é descobrir a razão/causa que levou a ter o problema que teve.
As emoções da altura que teve, stress, postura corporal,... se o padrão que teve na altura se repetir, invariavelmente a doença surgirá novamente.
Aqui a medicina convencional é praticamente uma nulidade ao não procurar a causa da doença e não apresentar a solução.

Repito, quem procura acha e provavelmente aí nos Açores poderá haver alguém que o possa ajudar a evitar esse problema e outros no futuro. É uma sugestão que aqui deixo.

Bom fim de semana.

De Alvaro Lopes a 04.02.2018 às 01:48

Boa noite.

O que me provocou isto foi a minha profissão. Carregar e descarregar porões de aviões com más posturas, fazer força lombar em que tem de se carregar 1.5 tonadas à mão em 20 minutos com poucos recursos...foi isso que me provocou o estado em que me encontro. E depois no final ser tratado como um número...
Querer dar o melhor às vezes não nos trás o melhor.

De Medicinas Alternativas a 04.02.2018 às 14:39

Bom dia sr. Álvaro,

faz todo o sentido o que disse. Muito provavelmente foi essa a causa já que transportar tamanha carga em tão pouco tempo exige o seu tributo.
Agora é tirar ilacções dessa vivência profissional e não repetir o mesmo erro tendo em atenção com possíveis emoções negativas, - estas actuam como toxinas no próprio organismo - resultantes de possível sentimento perante a atitude patronal que poderá ter sido injusta. Não me posso adiantar mais já que desconheço mais pormenores.

Seja como for a vida continua e há que ter uma atitude justa para consigo próprio.

Tem também razão, o ser humano hoje em dia é tratado como um número, daí o número de identificação, número fiscal, número de seguro social, número bancário, número disto e daquilo. E a sociedade alienada nem se dá conta da armadilha em que se deixou colocar. A continuar assim em breve os nomes tornam-se secundários...

Sabe, o sr. não sabia mas fica agora a saber, se na altura tivesse usado logo esta terapia teria evitado pelo menos algumas chatices e teria mantido, pelo menos mais algum tempo, a sua saúde. Reconheço que não é para todos face ao sentimento que possa gerar:
http://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/urinoterapia-73612

E não falo de cor, eu próprio sofri um acidente com fracturas, em que logo recorri a essa terapia e vi resultados rápidos e duradouros em que não tomei droga farmacêutica alguma, os médicos nem queriam acreditar tal foi a velocidade de cicatrização.

E tem logo à partida 3 vantagens:
1- Custo 0 e sem qualquer intermediário
2- O melhor remédio para nós e feito por nós em tão pouco tempo
3 - Sem qualquer efeito secundário

Bom Domingo.

De Alvaro a 06.02.2018 às 01:22

Tenho uma questão...pertinente. Como era possível com a medicina alternativa, fazer com que, uma vertebra que não tinha fixação, que parecia um badalo de uma igreja, andar de um lado ao outro, fosse recuperável com essa alternativa? É preciso entender que o disco da L5 S1 estava gasto, provocou stress nos pars articulares e que acabaram por ceder...

De Medicinas Alternativas a 07.02.2018 às 08:55

Há tanta coisa como:
- Mudanças na alimentação salutar e adequada
- Mudanças na mente
- Mudanças nas emoções
- Mudanças salutares no sono (deitar cedo e cedo erguer)
- Exercício físico moederado como Chi Cungue/Kung ou Tai Chi (existem exercícios específicos para problemas lombares)
- MTC (acupunctura, massagem, alimentação segundo os síndromes, Tai Chi/Chi Cungue, aurículoterapia
- Homeopatia
- Tratamento com plantas ( Vi entorses com tornozelo inchado e pessoas incapazes de caminhar, em que o tornozelo era o dobro do outro, serem tratados com as plantas adequadas e em horas o entorse e inchaço desaparecia)
- Argila, Urinoterapia, Banhos Kneipp, etc.

Na China vi e assisti a situações de cura que não estava à espera, por ser ocidental e ter sido formatado em como a medicina do ocidente estaria muito avançada e seria supostamente a melhor coisa. Engano meu, aquilo que vi na China ainda hoje a ciência não tem qualquer explicação.
Uma amiga minha com leucemia e intratável porque a terapia convencional estava a matá-la, tinha também malária e decidiu ir até à China ao Campus onde eu estava. Chegou num estado deplorável, tiritava de frio, não conseguia sequer sair da cama e não conseguia comer, estava magérrima e muito depauperada. Meu professor chamou o maior especialista em fitoterapia chinesa do Campus receitou-lhe várias plantas e ao fim de pouco mais de 2 meses e 1/2 estava curada.

Deixo-lhe aqui alguns excelentes exemplos do que a Medicina Alternativa consegue com resultados que não deixam de surpreender os ocidentais:

http://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/exercicio-da-serpente-para-a-coluna-187626

http://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/mtc-alongar-todos-os-meridianos-em-214503

http://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/a-alimentacao-segundo-a-mtc-medicina-289385

http://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/cada-um-possui-o-poder-de-se-curar-31205

http://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/curas-em-hospitais-com-chi-cunguekung-76444

http://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/sabia-que-o-exercicio-fisico-chega-a-128355

http://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/mtc-chi-cungue-mulher-curada-de-cancro-150185

http://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/cancro-doentes-recuperam-de-cancro-156184

http://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/mtc-chi-o-que-e-isso-39048

Ainda muito mais haveria para dizer sobre curas espantosas, em que nem a medicina convencional nem a ciência têm qualquer explicação, pelo menos mínimamente aceitável.

http://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/nao-existem-doencas-incuraveis-existem-223804

http://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/francesa-e-mais-um-caso-de-regressao-do-26395

Para terminar, a oração quando com fé tem um poder tremendo e absoluto. Sim, eu próprio já assisti a situações espantosas e até de cura pela oração.

Tenha um bom dia.

De Anónimo a 10.09.2018 às 20:29

É possível retirar os parafusos? Que horror tanta dor, mais valia não ter sido operada.

Comentar post



A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mais sobre mim

foto do autor




Mensagens






Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.

BPT


Partida de uma anjinha

Com saudade lembrando que ela fazia parte de EQUIPA. Paz a sua alma e espirito.