BIO!

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Desenvolver o hábito de agradecer não nos toma tempo (é grátis/gratuito) e podemos fazer isso em qualquer lugar, em qualquer situação. Como desenvolver o hábito e porque praticar?

Foto:revistaletra

 

E quais são os benefícios da prática diária da gratidão? São inúmeros! Basta começar para sentir o quanto isso acalma o coração e ajuda imensamente no desenvolvimento de uma vida com mais qualidade.

Cientistas que atuam na psicologia, no comportamento humano e na neurociência vêm estudando o poder da gratidão. Inclusive, os médicos que costumam ser mais céticos, já sabem que pacientes com gratidão superam melhor o seu quadro de doença para a cura.

O sentimento combinado com uma nova percepção pode abrir muitas portas. Por exemplo, o ser humano tende a não perceber o seu corpo. Isso acontece quando algo falha, como uma dor de cabeça ou dor de estômago. Aí ele percebe que a cabeça existe ou que o estômago existe. Caso contrário, todos os órgãos e todo o corpo é uma obviedade. No entanto, todos os sistemas complexos que possuímos funcionam como uma máquina perfeita, um colaborando com o outro. E deveríamos agradecer desde as pequeníssimas células que formam todo esse sistema.


Segundo a revista Super Interessante temos 25 bilhões/milhares de milhões de neurônios e temos mais de 220 bilhões/milhares de milhões de células. Só de pele temos cerca de 3 kg, o coração bate 110 mil vezes por dia e temos 97.000l Km de veias, artérias e vasos capilares, o que daria 3 voltas no Planeta. Ena! E vem a pergunta que não quer calar: você agradece por tudo isso e muito mais?

 

1. Pessoas gratas têm mais saúde física! Segundo uma pesquisa publicada no Personality and Individual Differences, pessoas gratas têm menos dores e apresentam mais saúde física. Também, não surpreendentemente, gerenciam melhor a saúde, realizando exames com regularidade, praticam exercícios físicos e, por isso, têm mais longevidade.

 

2. A gratidão melhora a saúde mental/psicológica

Como anda sua saúde mental? Que tipo de pensamentos passam pela sua cabeça? A gratidão reduz uma infinidade de pensamentos e sentimentos negativos como inveja, ressentimento, frustração, arrependimento, etc. Robert A. Emmons, Ph.D. e um dos principais pesquisadores sobre o sentimento de gratidão, realizou diversos estudos sobre a gratidão e o bem-estar. Sua pesquisa confirma efetivamente que a gratidão aumenta a felicidade e reduz a depressão.


3. A gratidão melhora os relacionamentos. Segundo um estudo publicado na Emotion, em 2014, dizer “obrigado” ou agradecer não é só uma questão de boas maneiras, mas de conquistar novos amigos. A gratidão abre novas portas para os relacionamentos quando a pessoa agradece por alguém ter lhe aberto a porta, quando se envia um cartão de agradecimento ou quando agradece por ter sido ajudado no trabalho, detectou a pesquisa.


4. A gratidão aumenta a empatia e reduz a agressão. Pessoas gratas são mais propensas a comportar-se de forma pró-social, mesmo quando outras se comportam de forma menos amável, de acordo com um estudo de 2012 da Universidade de Kentucky-Eua. Os participantes do estudo que tiveram classificação maior na escala da gratidão eram menos propensos a retaliar contra os outros, mesmo quando recebiam feedback negativo. Eles experimentaram mais sensibilidade e empatia em relação a outras pessoas e um menor desejo de se vingar.


5. Pessoas gratas dormem melhor! Escrever em um diário da gratidão melhora o sono, de acordo com um estudo de 2011 publicado na Applied Psychology: Health and Well-Being (Psicologia Aplicada: Saúde e Bem-estar). Tome apenas 15 minutos anotando alguns sentimentos gratos antes de dormir e você poderá dormir mais e melhor.


6. Gratidão melhora a auto-estima! Um estudo de 2014 publicado no Journal of Applied Sport Psychology descobriu que a gratidão aumentou a auto-estima dos atletas, que é um componente essencial para um ótimo desempenho. Outros estudos mostraram que a gratidão reduz as comparações sociais. Em vez de se ressentir com as pessoas que têm mais dinheiro ou melhores empregos – o que é um fator importante na redução da auto-estima – as pessoas gratas são capazes de apreciar as realizações de outras pessoas.


7. A gratidão aumenta o poder mental. Durante anos, a pesquisa mostrou gratidão não só reduz o estresse, mas também pode desempenhar um papel importante na superação de um trauma. Um estudo de 2006 publicado em Behavior Research and Therapy descobriu que os veteranos de guerra do Vietnã/Vietnam com maiores níveis de gratidão experimentaram taxas mais baixas de Transtorno de Estresse Pós-Traumático. Um estudo de 2003 publicado no and SociaJournal of Personality l Psychology descobriu que a gratidão foi um dos principais contribuintes para a resiliência após os ataques em 11 de setembro 2001. Reconhecendo tudo o que você tem de gratidão – mesmo durante os piores momentos da sua vida – promove a resiliência.

 

8. A gratidão aumenta a empatia e reduz a agressividade

Que tipo de atitude você tem quando vê um colega a passar mal o dia? Ou passando por um momento difícil na vida? Pessoas gratas são mais propensas a serem mais amáveis e compreensivas mesmo quando os outros não são tão amáveis assim, aponta um estudo de 2012 da universidade estadunidense. Os participantes do estudo que ficaram melhor posicionados em uma escala de gratidão, eram menos propensos a se revoltar contra os outros mesmo quando recebiam alguma crítica ou ofensa. Pessoas gratas tem mais sensibilidade e empatia por outras pessoas e apresentam grande diminuição no desejo de buscar vingança.


9. A gratidão melhora nossa individualidade. Esse sentimento potencializa a nossa mudança de vida. As pessoas se tornam mais optimistas, menos materialistas, mais espiritualizadas, menos centradas em si, se tornam mais felizes.


10. Gratidão ajuda a reduzir a depressão. Estudos no EEUU/EUA revelaram que as pessoas que escreveram e entregaram cartas de gratidão às pessoas que já foram gentis com elas – mas nunca agradecidas – mostraram um impulso na felicidade e uma diminuição da depressão.


11. Gratidão cria um ciclo de positividade. Os pesquisadores da Harvard Business School descobriram que “as pessoas mais felizes dão mais e dar faz as pessoas mais felizes, de modo que a felicidade e o acto de dar possam operam em um ciclo de eco positivo (com pessoas mais felizes dando mais, deixam outras mais felizes, as quais se doam também)”.


Gratidão: como praticá-la
Sabia que gratidão e grátis têm a mesma origem? Pois é, as duas palavras vêm do latim gratia, que significa graça ou agradável. É um reconhecimento por algo agradável que tenha recebido, sem obrigação ou amarras.

Já a palavra obrigado vem do latim obligatus, que tem uma conotação de ligação, de amarra. Ou seja, quando dizemos obrigado é o mesmo que “fico amarrado (ou ligado) ao que me fez”. Cria-se um elo (mesmo que bom) da dívida para com o outro, de quem recebeu o benefício. Ou seja, tem uma conotação de dever, enquanto que a gratidão/agradecer tem a graça.

 

Então, vamos praticar!

Agradecer pela vida! A primeira coisa é agradecer pela vida ao despertar! Respirar é tão automático (pelo menos parece ser) que nem nos lembramos de agradecer as vias aéreas, os pulmões, o coração… e todo o nosso sistema perfeito! Que tal começar assim?


Agradecer por cada alimento. Atrás dele existe todo um processo de criação. Desde aquela semente colocada no solo, o cultivo que necessita do homem, do vento, do sol, da água, dos pássaros e abelhas, até a colheita. Depois tem a separação, o despacho, a distribuição, os funcionários do supermercado ou da quitanda… ufa! até chegar na nossa sacola. Depois, tem outro processo, que é o do preparo, onde se envolvem a faca produzida por alguém, o sal colhido por alguém, o azeite preparado pela natureza em conjunto com as mãos do homem. São vários ciclos. Daí, finalmente, antes de pegar no garfo e na faca, agradecer e abençoar cada um desses processos e ciclos, faz um bem danado para os trilhões de celulinhas esperando pra serem nutridas. Ah que alegria, que emoção, que graça!!!


Agradecer por todos da sua família. Cada um tem suas características boas, que nos confortam, que nos dão amor, que nos dão alegria, etc. Gratidão por cada um deles só faz com que esse círculo da amorosidade cresça.
Agradecer pelos amigos e colegas de trabalho por cada gesto, por cada ideia, só pela presença deles na nossa vida. Quando a gente passa a praticar isso, pessoas melhores vão surgindo na nossa vida. É incrível! A gente muda a antena com a gratidão, então sintoniza com pessoas da mesma frequência.


Agradecer por cada coisa que temos. Um dos motivos do sofrimento do ser humano é desejar o que não tem. Aquele carro que ainda não veio, aquela roupa, aquela joia… Quando a gente começa agradecendo desde o sabonete, a cortina, a poltrona, o travesseiro, o par de chinelos, etc., do fundo do coração, dá um conforto! Parece óbvio ter internet, ter um pão quentinho, ter um aparelho de ar condicionado. Mas não é. Agradecer por cada um e todas essas milhares de “coisas” que temos dentro da nossa casa.


Agradecer pelos gestos carinhosos, pela bronca ou pela crítica. A tendência é ficar feliz quando recebemos um gesto carinhoso. De achar que “tá podendo”. E o contrário, de ficar de mau humor ou chateado por uma crítica. Agradecer cada um desses acontecimentos só nos faz crescer e melhorar continuamente.

Imagem:mundodasmensagens

 

Nota bene:

Foi constatado que, no que se refere à saúde física, a gratidão pode reduzir a pressão arterial e melhorar a função imunológica. Além disso, a gratidão é associada a níveis mais altos de colesterol bom (HDL) e níveis mais baixos de colesterol ruim/mau (LDL).

Ela também é associada a uma redução dos níveis de creatinina, um indicador da capacidade dos rins para filtrar os resíduos da corrente sanguínea. Além disso, ela reduz os níveis de proteína C reativa, um fator da inflamação cardíaca e das doenças cardíacas.

"O agradecimento é a memória do coração." Dizia Lao Tsé há cerca de 2500 anos.

 

Agradeço/agradecemos a sua leitura

 

Temas relacionados:

Depressão: 10 alternativas que comprovadamente funcionam

A lei do "espelho" que se reflecte na sua vida e na sua saúde

A actividade física e a felicidade

A Meditação Transcendental e seus benefícios

Como equilibrar as flutuações hormonais e alterações de humor

Doença e saúde - Mestre Beinsa Douno

Estudo: Drogas e psiquiatria, não curam (Vídeo)

Estar no meio da natureza cura-nos

Qual adoece primeiro: o corpo ou a alma?

Manter a saúde emocional e mental

 

 Fonte:

Tô Feliz da Vida

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !





A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mais sobre mim

foto do autor




Mensagens




Sondagem

Confia na ciência-médica?
 
pollcode.com free polls


Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.

BPT