BIO!

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A valeriana

16.04.18

Ela é conhecida como sedativo desde Roma Antiga - era a saída dos soldados romanos para se acalmar após batalhas sangrentas. Do outro lado do Atlântico, os astecas, que habitavam a região do actual México, encontravam na erva alívio para a fadiga. Hoje, vários estudos atestam seus poderes anti-estresse. Mas talvez sua principal indicação seja contra a dificuldade em pegar no sono. Sua acção ansiolítica é atribuída a um grupo de activos chamados valepotriatos, que agem no sistema nervoso central. No cérebro, eles aumentariam a disponibilidade de certos neurotransmissores, aplacando a ansiedade.

Foto:semiramisgardens

 

Nome científico: Valeriana officinalis L. 

 

Família: Valerianaceae.

 

Sinônimos botânicos: Valeriana baltica Pleijel, Valeriana exaltata J.C. Mikan, Valeriana officinalis subsp. baltica (Pleijel) Á. Löve & D. Löve, Valeriana officinalis subsp. exaltata (Mikan fil.) Soo, Valeriana palustris Kreyer, Valeriana sylvestris. 

 

Similares botânicos: Valeriana wallichii DC., Valeriana jatamansi Jones. 

 

Outros nomes populares: erva-de-amassar, erva-dos-gatos, erva-de-são-jorge, erva-de-gato, valeriana-menor, valeriana-selvagem, valeriana-silvstre. Valeriane (francês).

 

Constituintes químicos: óleo essencial (0,5 a 1,5%); hidrocarbonetos monoterpênicos e sesquirterpênicos (-pineno, fencheno, -bisabolol); ácidos valeriânicos, propiônico, málico, tânico, acético, fórmico; ésteres terpênicos: isovalerianato de borneol; cetonas terpênicas: valeranona; alcalóides (0,1%): valerina; valepotriatos (0,5 a 2%); taninos e matérias resinosas; álcoois terpênicos. 

 

Propriedades medicinais: apetite (moderadora do), anti-convulsiva, antidepressiva, anti-epiléptica, anti-espasmódica, anti-histérica, anti-inflamatória, anti-neoplásica, anti-neurálgica, anti-pirética, anti-protozoária, anti-tumoral, aromática, calmante de neurastenia e psicoastenia, carminativa, diurética, emenagoga, estimulante, espasmolítica, hipnótico, hipotensiva, narcótica (ligeiramente), relaxante, sedativa, sonífero, tónica, vasodilatadora, vermífuga (levemente), vulnerária. 

 

Obs.: os valepotriatos, ao contrário dos benzodiazepínicos, restauram o equilíbrio autonômico-fisiológico sem exercer efeito direto sobre o córtex cerebral e o sistema límbico. 

 

Indicações: afecções nervosas, angústia, ansiedade, asma, cansaço intelectual, chagas, cólicas abdominais, celulite, contusão, convulsão, falta de apetite, ferida, debilidade, debilidade cardíaca, depressão nervosa, dermatose pruriginosa, distúrbios da menopausa, distúrbio nervoso, dor reumática, eczemas, epilepsia, estresse, espasmos, gastralgia nervosa, gripe, hiperexcitabilidade, hipocondria, histeria, insónia, machucados/batidas, menopausa, nervosismo, neurose, neurose cardíaca, obesidade, problemas circulatórios, palpitações cardíacas, reumatismo, tumores. 

 

Obs.: considerada um dos melhores calmantes e anti-espasmódicos do reino vegetal, produzindo excelente efeito contra as convulsões. 

 

Parte utilizada: rizoma e raízes. 

 

Contra-indicações/cuidados: as gestantes devem ter a certeza que a planta é adequada. 
Como tudo na vida, não exagere na toma.
A essência é eliminada pelos rins, podendo a urina adquirir o cheiro característico da valeriana. 

 

Modo de usar: 
Infusão ou decocção: 
- 5 a 15 g de raiz fresca (ou 5 g de raiz seca) por litro de água. Tomar 50 a 200 ml por dia; 
- vinho: macerar por 8 dias 25 g de raiz em 1 litro de vinho branco. Coar e tomar 1 cálice 3 vezes ao dia: depressão; 
- pó das raízes: 0,3 a 1,0 g, três vezes ao dia. 
- alcoolatura: 2 a 10 g por dia. 
- extracto fluido em álcool 60%: 4 a 8 ml, três vezes ao dia. 

 

Crianças: 0,20 a 0,40 g por ano de idade ao dia. 
Fitocosmético: decocção da raiz. 


Obs.: as raízes são arrancadas com dois anos, limpas, lavadas rapidamente (sem pelar nem raspar), cortadas e postas a secar brevemente, a 35°C no máximo. 

 

Uso na culinária
Na culinária, folhas jovens podem ser consumidas. A espécie Valeriana edulispossui raiz comestível, porém não é muito saboreada. O chá não deve ser fervido.

 

Temas relacionados:

O tomilho

Tamarindo

Diabetes: Plantas e fruta superam a Metmorfina

Fruto: Pitanga

Como equilibrar as flutuações hormonais e alterações de humor

-  Já conhece esta planta nigela?

Alfavaca

Mulher: Conhece esta planta medicinal, a Dang Gui?

Planta medicinal: Rhodiola, já conhece?

Cava-cava: Conhece este chá?

Ma(r)cela-do-campo

A malva

Jaborandi

Hortelã-pimenta

Já conhece a planta Guaco ?

O eucalipto

Alecrim e gengibre: Beneficiam o coração e equilibra o colesterol

O alecrim

Alecrim: 10 benefícios para a saúde

Estudo: Gengibre natural é 10.000 vezes mais eficaz no combate ao cancro que a quimioterapia

Erva-doce

 - Erva-cidreira

Cascara-sagrada

Semente psílio: 10 benefícios

Erva-princípe/Capim-limão

A carqueja

A planta medicinal Unha-de-gato: 16 benefícios

Garra-do-diabo: Conhece esta planta e seus benefícios? (Vídeo)

O Cardo Mariano

Os coentros: 18 benefícios para a sua saúde

Boldo-do-chile

Plantas medicinais e fitoterápicos: substituem as drogas farmacêuticas

Maca peruana: Seus enormes benefícios

Aloe: Planta benéfica para milhões de utilizadores e temida pelas farmacêuticas

Chlorella: Super-alimento que também serve para desintoxicar

O Pau D´Arco

Dente-de-leão: Extracto mata células cancerígenas da leucemia, da próstata e melanomas resistentes à quimio

Chá de Hibisco: Mantém saudáveis os níveis de colesterol e hipertensão

Própolis verde: Conhece os benefícios para a sua saúde?

A calêndula

A arnica e seus benefícios

China: O maior produtor e consumidor mundial de canábis/cânhamo para fins medicinais

O aloé

27 antibióticos naturais

Alfazema

O alho e o colesterol

O alecrim

O alcaçuz: Conhece esta planta medicinal?

O agrião

6 plantas e especiarias que promovem o crescimento do cabelo

Aloe: Planta benéfica para milhões de utilizadores e temida pelas farmacêuticas

Plantas medicinais e fitoterápicos: substituem as drogas farmacêuticas

Cravo-da-índia: 11 benefícios

A canela da Índia

Chá verde: Reduz problemas cognitivos e físicos

O loureiro e a sua folha de louro

Babosa/Aloe e mel é eficaz contra o câncer/cancro

Depressão: Limonada de açafrão, efeito melhor do que os antidepressivos

Cavalinha: Planta antiga multi-versátil; Benefícios

Chá: Folhas de amoreira e seus benefícios

A alfazema e seus benefícios

Estudo com crianças: Cheirar esta planta pode melhorar as notas na escola

Graviola: Destrói naturalmente o cancro

Benefícios da galanga. Já conhece?

Batata doce: Receitas

A urtiga tem muitos antioxidantes entre outros benefícios

Dente-de-leão: Extracto mata células cancerígenas da leucemia, da próstata e melanomas resistentes à quimio

Couve: Rejuvenesce o cérebro

Propriedades terapeuticas das folhas de murta

Cebolinho: 16 benefícios para a saúde

Neem: 21 benefícios para a saúde

Beldroega: Conhece os benefícios desta planta para a saúde?

Medronho: Bom para a sua saúde

Salsa: 15 benefícios

Propriedades medicinais nas folhas das urtigas

Planta medicinal: A dedaleira

Alecrim: 10 benefícios para a saúde

Erva de S. João/Hipericão/Hypericum perforatum, esta planta incomoda também as farmacêuticas

Alimentos: O enorme poder da natureza

Canábis/cânhamo para fins medicinais

Planta usada na MTC mata vírus da SIDA

Tribo indígena cria a maior enciclopédia da Medicina Tradicional Amazónica com 500 páginas

A planta que se come pode curar-nos!

 

Fontes:

Curas pelas Plantas

Naturopatia

Plantamed

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !





A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mais sobre mim

foto do autor




Mensagens




Sondagem

Confia na ciência-médica?
 
pollcode.com free polls


Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.

BPT