BIO!

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A romã

25.09.18

Romã - Punica granatum

De biosom.

 

Nome científico: Punica granatum L. 

 

Família: Punicaceae. 

 

Outros nomes populares: romeira, romeira-da-granada, romãzeira, romanzeira, pomegranate, grenadier e chiendent (francês), granado, mangrano e granado (espanhol), melograno (italiano), zakuro (japonês), Granatapfel (alemão). 

 

Constituintes químicos: alcalóides (peretierina, isoperetierina, metil-isoperetierina, pseudo-peretierina), taninos, Vitamina B1 (tiamina), Vitamina B2 (riboflavina), sais minerais (fósforo, potássio, sódio, cálcio, ferro). 
-Casca do fruto: taninos, resina, açucares, pigmentos (antocianinas). 
-Flores: taninos, pigmentos (antocianinas). 
-Sementes: ácidos orgânicos (cítrico, málico e tartárico), vitamina C, água, açucares. 

 

Propriedades medicinais: adstringente, antidiarréica, antidisentérica, antiinflamatório, anti-séptico, antitérmica, antivirótica, diurético, eupéptica, mineralizante, tônico, vermífuga. 

 

Indicações: aftas, amigdalite, angina da garganta, blenorréia, chagas na boca, cólica intestinal, diarréia, difteria, disenteria amebiana, dispepsia, doenças gastrintestinais, doenças do aparelho genito-urinário, dores de garganta, espasmo, desinfectar ferida, febre, fortalece as gengivas, garganta, gases, gengiva, hemorragia do útero, hemorróidas, inflamação, lavagem dos olhos, lavagem vaginal, leucorréia, tênia (vermes), metrorragia, prolapso do útero, solitária (teníase), verminoses, úlceras da boca. 

 

Parte utilizada: sementes, casca do fruto e do tronco, casca da raiz. 


A romã, muitas vezes confundida como um fruto, é na verdade a infrutescência da romãzeira (Punica granatum). A árvore também é conhecida como romeira, romeira-da-granada, granado (espanhol), melagrane, pomegranate e witch grass, (inglês), melograno (italiano), dentre outros nomes populares. Pertence à família Punicaceae.

Benefícios da romã

A romã possui diversas propriedades terapêuticas. Acredita-se que o grande número de substâncias ativas se deve ao fato de que em seu habitat nativo a árvore teve que desenvolver meios de suportar o clima árido e às mudanças bruscas de temperatura. Os antioxidantes serviam para minimizar os danos causados pelo calor extremo durante o dia e frio durante a noite e a quantidade de gorduras em suas sementes, que facilitam a germinação em solos pouco receptivos. A romã é rica em antioxidantes que estimulam o aumento da circulação sanguínea nos órgãos genitais do homem, facilitando a ereção.

Estudos mostraram que a romã é rica em ácidos gálico e elágico, substâncias que podem auxiliar na redução da pressão arterial e na prevenção de alguns problemas cardiovasculares, incluindo infarto e derrame, vez que reduz os níveis de colesterol LDL, responsável pelo entupimento dos vasos sanguíneos. Dentre os constituintes do romã estão o manganês, vitamina B2 e vitamina C, elementos fundamentais para a vida e necessários para o organismo humano executar diversas funções e, cuja escassez pode causar diversas enfermidades.

O chá feito com as folhas da romã é usado contra irritação nos olhos; o chá das cascas dos frutos por ser antimicrobiano auxilia no tratamento de infecções de garganta na forma de gargarejo, e se ingerido, é utilizado no combate às verminoses e apresenta atividade antimicrobiana contra Staphylococcus aureus, Clostridium perfringens e o vírus Herpes simplex II (herpes genital). Já o chá das cascas da raiz da romãzeira é usado em casos de diarreias e disenterias crônicas por conter alcaloides que servem como adstringentes, que também são responsáveis pelos efeitos vermífugos.

 

Benefícios da romã contra o câncer/cancro
O consumo do suco de romã pode ajudar no combate ao câncer/cancro de próstata ao reduzir a quantidade de células cancerígenas e sua metástase, causando a morte celular e a adesão das células malignas umas às outras, impedindo que se movimentem para outras partes do corpo. Após cirurgia e retirada do tumor, o suco faz com que o PSA, marcador da doença, tenha seus níveis no sangue reduzidos. Para outros tipos de tumores, os ácidos gálico, elágico e protocatequínico impedem a acção de moléculas que danificam a estrutura celular e desencadeiam o câncer; as antocianinas também tem comprovada actividade anti-cancerígena e os extractos da romã ajudam a diminuir o ritmo de divisão celular das células malignas.

A fruta consumida naturalmente é muito popular. Também pode ser usada salpicada em saladas, molhos ou sobremesas, sempre evitando o calor excessivo pois este pode desactivar seus compostos activos. Uma receita simples para o suco/sumo de romã pode ser feita através da mistura de um chá composto por água, mel, canela e cravo fervidos e posteriormente colocados na geladeira/frigorífico. Após a mistura ficar fria, deve-se misturar a este chá o suco/sumo retirado dos "caroços".

 

História e curiosidades
A romã é originária do Oriente Médio e seu nome é derivado de rimmon e rumman, dos vocabulários semita e árabe, respectivamente. Assim como há diversas referências à diversas propriedades terapêuticas, também são das mais variadas menções da romã na História. A romã é rodeada por muitos simbolismos: os textos bíblicos e os povos gregos a consideravam como símbolo do amor e da fertilidade, consagrando sua árvore à deusa Afrodite. Para os judeus, a romã é um símbolo religioso, incluído no ritual do ano novo. Na mitologia iraniana, o fruto desejado da árvore sagrada é a romã e não a maçã.

Em muitas culturas, nas cerimônias e nos cultos, era considerada símbolo de ordem, riqueza e fecundidade. Uma antiga crença popular ainda resiste, sendo acreditado que se colocar três sementes de romã na carteira o “dinheiro nunca há de lhe faltar”. A espécie Punica granatum faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS).

 

Contra-indicações/cuidados: os alcalóides são muito tóxicos e pode provocar náuseas, vômitos e até a morte. A toxicidade em extratos é reduzida pois há a formação de um complexo entre os alcalóides e os taninos. Em alguns países, seu uso é proibido devido à concentração de alcalóides. Há registros de intoxicações seguidos de morte, pela ingestão de 150 g de pó da casca da raiz. 

 

Efeitos colaterais: em excesso náuseas, vômitos e até a morte. 

 

Modo de usar: infusão, xarope, decocção. 
- Infusão da casca dos frutos, em gargarejo: aftas e dores de garganta; 
- Infusão das folhas: lavar os olhos; 
- Decocção de 3 colheres de sopa da casca do caule ou da raiz em 1 copo de água. Dividir em 3 doses a serem bebidas em um dia.No dia seguinte tomar um laxante. 
- Suco: difteria, inflamações gastrintestinais e afecções gênito-urinários; 
- Xarope do suco: anginas e afecções da garganta; 
- Infusão da polpa da romã: diarréia; 
- Decocção de 40 a 60 g do pó da casca do tronco, da raiz ou do fruto em 1 copo de água. Tomar 3 a 4 vezes no espaço de 1 hora;
- Fruto: mascar no máximo 10 pedaços de casca dos frutos por dia: inflamações da boca e garganta; 
- Decocção de 1/4 da casca de um fruto por 10 minutos em 1 copo de água. 
- decocção da casca de fruta e do arbusto: desinfetar ferida, inflamação de garganta e boca, gases. Tomar 2 a 3 xícaras de chá ou fazer gargarejo da decocção. 

 

Temas relacionados:

A melancia: 12 benefícios

Diabetes: O que evitar e 3 remédios caseiros eficazes

A enorme diferença entre vitaminas naturais e vitaminas sintéticas

A cereja e seus benefícios na saúde (Vídeo)

Lichia: Tantos benefícios (33) para a saúde

Banana: 19 benefícios

A banana e suas características

Fruto: Pitanga

Groselha: 30 benefícios

Frutas ricas em proteínas

O fruto do morangueiro: O morango

Conhece os benefícios do caqui/dióspiro?

Óleo de pequi previne e faz regredir cancro/câncer

Chá: Folhas de amoreira e seus benefícios

- Fruta: A pitaia e seus benefícios

Frutos e legumes biológicos funcionam como boas vacinas

Graviola: Destrói naturalmente o cancro

Fruta fresca: Ajuda nos diabetes e nas complicações vasculares

Obesidade: Cada vez se morre mais cedo

Comer frutas e legumes evita graves doenças

Pêssego: 12 benefícios na saúde

Na natureza não existem coincidências; Ela é a nossa maior amiga

Vários benefícios do arando/oxicoco (cranberry)

A banana e suas características

Uvas: Fruta divina

Alimentação rica em fibra diminui risco de cancro da mama

A framboesa, ajuda na prevenção de cancro e doenças inflamatórias

Anti-envelhecimento: Com frutos

O mangostão

O figo

 

Fontes:

Medicina Natural

Plantamed

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !





A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mais sobre mim

foto do autor




Mensagens






Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.

BPT