BIO!

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A planta Ashwagandha também é conhecida em alguns lugares do mundo como “ginseng indiano” (por sua propriedade rejuvenescedora).

 Foto:youtube.

 

Ela é muito utilizada nas medicinas asiática e africana, principalmente na área da memória, especialmente a raiz e as bagas.

O nome incomum vem das palavras “ashva” e “gandha”, que respectivamente significam “cavalo” e “odor”. Em uma tradução livre, a expressão significaria “o respiro do cavalo”. Talvez isso explique um pouco o seu forte aroma.

Mas não é apenas seu cheiro que é forte. Por ser uma erva adaptogênica, essa planta exótica também é utilizada pela sua poderosa adaptação, o que auxilia a pessoa em situações adversas ligadas à temperatura e outros problemas envolvendo toxinas.

Mais de 200 estudos sobre a Ashwagandha já foram realizados e reconhecidos pela comunidade médica no exterior.

 

Origem
A planta Ashwagandha tem origem nas regiões mais secas da Índia. Porém, hoje em dia é largamente cultivada e revendida pelos mais diversos países ao redor do mundo.

 

Para que serve?

A Ashwagandha pode ser chamada de “alimento luz” exactamente por ser utilizada para diversos propósitos, de naturezas bem variadas.

Diversos estudos ainda estão sendo feitos sobre a planta e algumas investigações chegaram à conclusão de que ela é bem eficiente no tratamento contra o TDAH (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade) em crianças.

As propriedades presentes na Ashwagandha conseguem melhorar a atenção e controlar os impulsos causados pela ansiedade e pela distracção.

É indicado que o tratamento seja feito em conjunto com uma dieta saudável e orientada por algum profissional para seu caso específico.

 

Benefícios
A  Ashwagandha serve para ajudar a melhorar muitos aspectos do nosso organismo, desde problemas de memória até desordens de ansiedade. Porém, seus benefícios não acabam por aí.

 

Principais benefícios do ginseng indiano:

1. Redução dos níveis de açúcar no sangue: é ideal para quem sofre com o diabetes.

2. Melhora nos sintomas do mal de Parkinson: se usada junto com certas ervas, ela pode ajudar muito no tratamento desta doença.

3. Redução da infertilidade masculina: ela eleva a qualidade do esperma e melhora o desempenho sexual de ambos os sexos.

4. Diminuição da fadiga depois de actividades físicas extenuantes: o Ashwagandha auxilia na redução do cansaço.

5. Melhora nos sintomas da artrite: se utilizada em conjunto com o suplemento Aticulin-F, é possível reduzir os efeitos do problema.

6. Ajuda no tratamento da tireoide/tiróide e das glândulas adrenais.

7. Previne e ainda auxilia no tratamento de câncer/cancro.

8. Eleva o humor e aumenta a energia para as actividades do dia a dia.

9. Diminui do colesterol: melhores resultados podem ser obtidos se houver, em conjunto, uma dieta balanceada.

10. Redução da degeneração das células.

11. Aumento da resistência imunológica.

12. Melhoria em relação à memória, aprendizado e tempo de reacção.

13. Efeito anti-inflamatório.

14. Acção contra a degeneração cerebral, o que evita doenças como p.ex. o Mal de Alzheimer.

15. Redução da depressão: o melhor é que esta planta não tem os efeitos colaterais pesados normalmente encontrados em antidepressivos;

16. Prevenção contra a insónia.

 

Além disso tudo, a Ashwagandha também age bem no combate a:

Tuberculose;
Tumores;
Inchaços e inflamações;
Sinais de envelhecimento;
Fibromialgia;
Ulcerações.


Como tomar:

- Ashwagandha em cápsulas. Geralmente a dosagem indicada é de 600 mg à 1000 mg por dia.

- Em comprimidos, que normalmente são tomados pela manhã, o que proporciona um óptimo efeito energético durante o dia inteiro.

- Se quiser um efeito mais imediato para lidar com crises de ansiedade ou insônia, pode colocar a erva em pó dentro de um copo de água. A dosagem indicada para esse tipo de consumo é de 3 g.

- Algumas pessoas preferem consumi-la na forma de chás, para saborear seu gosto amargo e sua força termogênica.

A dosagem ideal para esses chás é de 1 g a 6 g da erva inteira. Também é possível misturar com outros ingredientes saudáveis para disfarçar o gosto forte.

 

Temas relacionados:

Depressão: Limonada de açafrão, efeito melhor do que os antidepressivos

Cravo-da-índia: 11 benefícios

A canela da Índia

Penicilina-vegetal, Terramicina, Doril. Já conhece?

MTC: O pilriteiro / crataegus

O chá verde açoriano combate a demência

Chá verde: Reduz problemas cognitivos e físicos

A tília

Conhece todos os benefícios da maçã?

O chá de poejo

Planta alteia, segundo conceitos ocidentais e orientais

Salada com dente-de-leão (Receita)

A valeriana

Penicilina-vegetal, Terramicina, Doril. Já conhece?

O tomilho

Tamarindo

Diabetes: Plantas e fruta superam a Metmorfina

Como equilibrar as flutuações hormonais e alterações de humor

Já conhece esta planta nigela?

Alfavaca

Mulher: Conhece esta planta medicinal, a Dang Gui?

Planta medicinal: Rhodiola, já conhece?

Cava-cava: Conhece este chá?

Ma(r)cela-do-campo

A malva

Jaborandi

Penicilina-vegetal, Terramicina, Doril. Já conhece?

Hortelã-pimenta

Já conhece a planta Guaco ?

O eucalipto

Alecrim e gengibre: Beneficiam o coração e equilibra o colesterol

O alecrim

Alecrim: 10 benefícios para a saúde

Estudo: Gengibre natural é 10.000 vezes mais eficaz no combate ao cancro que a quimioterapia

Erva-doce

 - Erva-cidreira

Cascara-sagrada

Semente psílio: 10 benefícios

Erva-princípe/Capim-limão

A carqueja

A planta medicinal Unha-de-gato: 16 benefícios

Garra-do-diabo: Conhece esta planta e seus benefícios? (Vídeo)

O Cardo Mariano

Os coentros: 18 benefícios para a sua saúde

Boldo-do-chile

Plantas medicinais e fitoterápicos: substituem as drogas farmacêuticas

Aloe: Planta benéfica para milhões de utilizadores e temida pelas farmacêuticas

O Pau D´Arco

Dente-de-leão: Extracto mata células cancerígenas da leucemia, da próstata e melanomas resistentes à quimio

Chá de Hibisco: Mantém saudáveis os níveis de colesterol e hipertensão

A calêndula

A arnica e seus benefícios

O aloé

27 antibióticos naturais

Alfazema

O alho e o colesterol

O alecrim

O alcaçuz: Conhece esta planta medicinal?

O agrião

Aloe: Planta benéfica para milhões de utilizadores e temida pelas farmacêuticas

Plantas medicinais e fitoterápicos: substituem as drogas farmacêuticas

Cravo-da-índia: 11 benefícios

A canela da Índia

O loureiro e a sua folha de louro

Cavalinha: Planta antiga multi-versátil; Benefícios

Chá: Folhas de amoreira e seus benefícios

A urtiga tem muitos antioxidantes entre outros benefícios

 - Dente-de-leão: Extracto mata células cancerígenas da leucemia, da próstata e melanomas resistentes à quimio

Propriedades terapeuticas das folhas de murta

Salsa: 15 benefícios

Propriedades medicinais nas folhas das urtigas

Planta medicinal: A dedaleira

Alecrim: 10 benefícios para a saúde

Erva de S. João/Hipericão/Hypericum perforatum, esta planta incomoda também as farmacêuticas

 

Fontes:

Naturopatia

TreinoMestre

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !





A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mais sobre mim

foto do autor




Mensagens






Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.

BPT