BIO!

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Os possíveis efeitos da lua cheia sempre foi algo intrigante para nós humanos.

Muitas histórias eram contadas, mas sem nenhuma comprovação.

É comum os profissionais de saúde, nas salas de emergência e nos hospitais psiquiátricos, associarem a lua cheia a uma maior actividade, apesar dos estudos não comprovarem essa observação.

Acreditava-se que os médicos nesse período poderiam cometer mais erros nas cirurgias, algo totalmente sem sentido. Dizia-se que as pessoas apresentavam mais actividade gripal, mas, novamente, nada realmente comprovado.

Foto: edebiyatdefteri

 

Dormir sob a lua cheia
Por outro lado, a curiosidade científica sempre foi grande sobre o possível efeito da lua no corpo humano, o chamado “efeito lunar”.

Em 2000, uma pesquisa científica despretensiosa sobre esse assunto analisou a qualidade do sono, avaliando factores como níveis de melatonina, tempo para adormecer, tempo adormecido e relatórios subjectivos de como os participantes se sentiam descansados ou não. Mas cerca de 15 anos após, esses pesquisadores perceberam que os dados desse estudo poderiam ser usados para avaliar o efeito da fase da lua no sono.

E agora, recentemente, surge um estudo publicado na revista Current Biology sugerindo que a lua pode ter um efeito prejudicial na qualidade do sono e no padrão de sono.

Foram analisados 33 participantes em um laboratório de estudo do sono, aonde se demonstrou várias mudanças nos padrões.

Os participantes dormiram em quarto completamente escuro, sem janelas, de modo que o efeito da luz extra de uma lua cheia não influenciaria.

Monitorados, os pacientes dormiam a noite no laboratório, permitindo que se registrasse/registasse quando adormeciam, quanto tempo dormiam e seus padrões de ondas cerebrais durante o sono.

O período de estudo no laboratório foi por 3 dias e ½, e os participantes não sabiam que um dos factores de análise no estudo era a fase lunar. Nem os próprios pesquisadores sabiam.

Na verdade, as fases da lua não foram consideradas no estudo no momento em que os dados foram reunidos.
Mas as conclusões finais mostram que durante a lua cheia:

- os participantes levaram mais tempo para caírem no sono, cerca de 5 minutos
- tiveram 20 minutos a menos de sono
- 30% menos de sono profundo
- redução nos níveis de melatonina nesse período


Ou seja, mesmo em uma sala completamente escura, seu corpo parece ser afectado pelas fases da lua, recebendo menos qualidade de sono durante a noite e níveis mais baixos de melatonina, que é um factor chave na sua capacidade de dormir profundamente durante a noite.

Os pesquisadores acreditam que o efeito lunar sobre o sono pode estar relacionado ao aumento da quantidade de luz a que você está exposto antes de dormir nas noites de lua cheia, ou relacionado a um relógio lunar ainda desconhecido, semelhante ao seu relógio circadiano.

Esse mecanismo ainda não é claro, tanto é que estudos adicionais serão necessários para confirmar a relação entre as fases da lua e os padrões de sono.

 

Consequências do sono prejudicado ou falta de sono
- Pode afectar seu sistema imunológico
- Aumentar seu risco de doença cardíaca
- Elevar a pressão arterial
- Aumentar seu risco de doença de Alzheimer
- Afectar outras condições de saúde subjacentes, como doença renal esclerose múltipla ou distúrbios gastrointestinais
- Aumenta risco de câncer/cancro


Como a melatonina afecta o seu sono
A melatonina é um hormônio/hormona produzido na glândula pineal em seu cérebro, cuja principal função é regular o seu ritmo circadiano, além de controlar a produção e uso de outros hormônios/hormonas. Isso tem um papel crítico na qualidade do sono.

 

Mas a melatonina apresenta também outras funções como:

- poderoso antioxidante e anti-envelhecedor
- neuroprotetor cerebral
- protector contra os cânceres/cancros, em especial os de ovário, endométrio, mama, próstata e testicular
- controla o tempo e a liberação/libertação de hormônios reprodutivos femininos
- frequência e duração do ciclo menstrual
- quando uma mulher começa (menarca) e quando para de menstruar (menopausa).


Além disso, há diversos estudos mostrando acções no ganho de peso, doença cardíaca, pressão arterial, saúde óssea e enxaquecas. As crianças apresentam maiores níveis de melatonina, que vão reduzindo com o avanço da idade, sendo que níveis mais baixos de melatonina estão relacionados ao envelhecimento.

 

A produção de melatonina é naturalmente regulada pelo seu corpo quando você está exposto à luz do dia e à escuridão nocturna. Para que ocorra a liberação deste hormônio à noite, deve-se dormir em ambientes completamente escuros.

Além de desenvolver esse hábito de sono saudável, em alguns casos é aconselhável suplementar com melatonina de 3 a 5 mg.

Muitas vezes seu resultado de melhora da qualidade do sono não aparece na primeira noite, devendo-se continuar o seu uso.

E lembre-se, o seu sono afecta tudo, desde parte física, mental e emocional.

 

Temas relacionados:

Planta medicinal: Rhodiola, já conhece?

Leite dourado: O leite saboroso e saudável

Receita milenar: Lava-pés com sal e vinagre

Bochechar óleo: Cura bucal

Bolas chinesas baoding: Saúde pelas mãos

Telemóvel/celular: O perigo para a sua saúde, de dia e de noite

Wi-Fi: uma perigosa e invisível ameaça à saúde. O que fazer?

Risco: Jantar depois das 19 h

Baunilha: 20 benefícios para a saúde

Magnésio: Para que serve? Carências e doenças relacionadas

Dormir: Mais importante do que a dieta e exercício físico para ter boa saúde

Crianças que dormem pouco, envelhecem rápido a nível celular e ficam depressivas mais rapidamente

Meditação: Benefícios e pequeno exercício

Insecticidas imitam melatonina: Risco de diabetes e insónia

Estresse: Faz despertar ao meio da madrugada

21 sintomas comuns na Tiróide de Hachimoto

Sal rosa dos Himalaias, o mais puro e saudável sal, 18 benefícios

Sabia que fazer sestas longas...

Quem trabalha por turnos...

Mudança da hora: O ser humano demora no mínimo 2 semanas a adaptar-se

AVC: Acidente Vascular Cerebral cada vez mais comum entre os jovens

Insónia: Importante rede cerebral pode estar em disfunção

Coração: O remédio natural que existe há muito

Parasitas: Sabe se está contaminado? Sintomas e como eliminar

Antibióticos danificam o cérebro

Ressonar: Um pesadelo para quem está ao lado, o que fazer?

Sono: Quando insuficiente e desregrado pode provocar doenças cardíacas

Quanto menos dormir mais depressa envelhece o seu cérebro

Para dormir bem

Mudanças de horário verão/inverno: Prejuízo para a sua saúde

A vitamina B12 e alguns mitos

Dormir o suficiente é tão importante como beber água ou respirar

Os benefícios de uma boa sesta

Tomar fármacos para dormir duplica risco de Alzheimer

10 super-alimentos

O sono e os chás / tisanas

O melhor horário para dormir

 

Fonte:

Dr. Rondó

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !




1 comentário

De Anónimo a 30.03.2018 às 15:07

A patetice de hoje é vacinar e a vacinação é o maior embuste deste século.

Comentar post



A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Publicidade: Desintoxicar


Mais sobre mim

foto do autor




Mensagens




Sondagem

Confia na ciência-médica?
 
pollcode.com free polls


Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.

BPT