Publicidade: Quase toda a mulher sofre de anemia! Se sente cansada, tome Floradix com ferro

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O suposto benefício da vacinação apregoado habitualmente por alguns médicos, enfermeiros, comunicação social, farmacêuticas e ordem dos médicos, está de facto sobrevalorizado. Como já demonstrado cientificamente, a vacina não fortalece realmente o desenvolvimento da imunidade mas muito pelo contrário prejudica-o (o sistema imunitário).

Certamente que este resultado de um estudo polaco não é bem-vindo para as farmacêuticas, estudo que já foi publicado em 2012 numa revista Ciências Progressivas da Saúde. Ela expõe a fraude das vacinas e em como os riscos superam de longe os supostos benefícios das vacinas.

Cientistas do Departamento de Reabilitação Pediátrica, da Universidade de Medicina de Bialystok, Polônia/Polónia, observaram o habitual plano de vacinação das crianças no seu próprio país e compararam com o plano de vacinação de vários países.

 Eles examinaram as reacções negativas das vacinas, tanto no caso de várias vacinas em uma única, mas também no caso das vacinas individuais e como afectaram o desenvolvimento e reacção do sistema imunológico.

 

Foi também tido em conta os conservantes químicos/sintéticos, os adjuvantes e outros aditivos que são frequentemente encontrados nas vacinas. Uma atenção especial foi dada às reacções agudas e crônicas após a administração de vacinas com estes aditivos.

No contexto da própria análise, a qual foi escrupulosa, foram analisadas mais de 70 referências científicas, entre as quais se destaca o exame ao plano de vacinação.

Depois de terem sido analisados os dados disponíveis, Dorota Sienkiewicz e seus colegas chegaram à conclusão de que as vacinas provocam enormes danos. Além dos efeitos colaterais das vacinas, que vão desde pequenas reacções locais até às graves consequências, tais como encefalite, as vacinas inibem também o normal desenvolvimento fisiológico da imunidade natural.

No pior dos casos, as vacinas podem causar danos permanentes no sistema imunológico; podem desencadear as chamadas doenças auto-imunes ou outros danos.

 

Facto:

Aparecem cada vez estudos a demonstrarem que a vacinação não passa de um embuste.

O mito espalhado pela propaganda das farmacêuticas e alguns médicos, dizendo que as epidemias desapareceram devido às vacinas, caiu por terra, quando um jornalista de medicina analisou os dados oficiais disponíveis em diversos países e continentes sobre a vacinação, o resultado concluiu o evidente, nenhuma vacina acabou com as epidemias mas sim as boas condições de higiene e melhoria de qualidade de vida das populações.

Pode ler aqui mesmo: 

As epidemias não desapareceram devido à vacinação

 

Abb.

 

Temas relacionados:

Frutos e legumes biológicos funcionam como boas vacinas

Vacinação: Mais outro estudo, crianças não-vacinadas são mais saudáveis que as vacinadas

Os 9 fármacos mais perigosos do planeta

Estado vai ter de pagar indemnizações, vacinados tiveram reacção adversa

Portugal: Taxa catastrófica de suicídio vs sarampo

Escandinávia: Chefe de saúde fala sobre os perigos da vacinação (Vídeo)

Bebé de 6 meses morre após tomar vacina

Menino morre depois de ter sido vacinado

OMS: Confirma surto de pólio após vacinação

TJUE: Tribunal de Justiça, a vacina como fonte de doenças

Infarmed: "Reacção à vacina pode ser fatal"

Testemunha: Efeitos adversos das vacinas da Hepatite B e dT

Estudos farmacêuticos segundo o editor The Lancet: Metade são falsos, manipulados ou não confiáveis

Vacinas: Efeitos colaterais graves e anomalias causadas ao sistema imunológico

Partes do corpo humano nos alimentos, na cosmética e nas vacinas

"O sarampo em Portugal", factos; Refutada a existência do Vírus do sarampo

Vacinação: Vacina contra a gripe A pode provocar síndrome fatal

Vacinas: Armas de destruição massiva das farmacêuticas... (2ª Parte)

-  Mais uma mentira das farmacêuticas: Tribunal confirma que o vírus do sarampo não existe

Suécia: Parlamento votou "Não"; Contra a obrigação da vacinação

A.R.: Saúde Pública (Vacinação) ou não!

Portugal e a vacinação: 48% dos infectados são profissionais de saúde

Resutados de análises sobre conteúdo das vacinas

Vacina: Dobro de mortes entre crianças vacinadas em relação às não vacinadas

Cientista: A vacina contra VPH/HPV é uma fraude

Vacinas: São diferentes as que são administradas aos governos!

Coreia do Sul: Surto de varicela/catapora aumenta com a vacinação obrigatória, diz Estudo Sul-Coreano

As epidemias não desapareceram devido à vacinação

Vacinas: Demasiadas contêm o pesticida cancerígeno glifosato

Porque será que médicos, enfermeiros e assistentes preferem não se vacinar?

Estudo oficial: crianças que não são vacinadas são mais saudáveis

Síndrome de Guillain-Barré

Presidente Putin: OGM e vacinas ameaçam a evolução da humanidade

EUA: 145.000 crianças morreram devido às vacinas

Vacina VPH: 3.000 japonesas metem governo e farmacêuticas em tribunal

Ciência/medicina/farmacêuticas: Não conseguem provar e andam a enganar-nos (vídeos)

Frutos e legumes biológicos funcionam como boas vacinas

Crianças morrem após vacinação

A farsa das vacinas/vacinação

Alerta: Programa Nacional de Vacinação 2017; Terrorismo de Estado ?

-  DGS: Não é necessária a vacinação obrigatória

Infarmed: Pede atenção a eventuais reacções adversas à nova vacina

Vacina para HPV: Adolescente desmaia diariamente 8 vezes e tem narcolepsia

Vacinação: Lavagem cerebral

Mito: Vacinação garante imunidade

Epidemias, autismo e vacinas: A indústria farmacêutica fabrica e factura

Vacinação: H1N1 contamina os vacinados com SIDA/AIDS !

Estudo: O vírus Zika não é a causa da microcefalia mas sim vacinas

França: Suspendida vacina suspeita de causar doenças

O vírus do sarampo não existe?

Tribunal da Rep. Checa decide pela liberdade de os pais não vacinarem os filhos

Vacinas: Médicos indianos apresentam queixa-crime contra Bill Gates

Vacinas: Armas de destruição massiva das farmacêuticas...

Ainda acha que a indústria farmacêutica e as vacinas são benéficas ?!

Vacina da gripe: Faz mais vítimas, desta vez em Curitiba-Brasil

Médicos e farmacêuticos: Estudos sobre as vacinas são medíocres

Afinal a vacina da gripe não protege o adulto !

"Gardasil®, vacina mortal?"

Os perigos da vacinação!

 

Fontes:

info.kopp-verlag

impfkritik

Pravda-TV

Dorota Sienkiewicz

W. Kułak

B. Okurowska-Zawada

G. Paszko-Patej 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates

Países latinos livres de vacinas, de rastos químicos e de pesticidas!

Paracelsus: "O que cura é o amor."


4 comentários

De João Guimarães a 07.08.2017 às 11:53

Já estava mais que na hora de desmascarar o embuste que o plano nacional de vacinação que é defendido pelas corruptas farmáfia e autoridades que afinal estão ao serviço dessa máfia. A ordem dos médicos não merece nenhuma credibilidade quando se coloca ao lado das farmacêuticas e respetivas vacinas.

De Asdrúbal Simões a 07.08.2017 às 12:20

A nossa DGS e a ordem dos médicos mentem com quantos dentes têm na boca e perante a TV e comunicação social. Não passam de parasitas a viverem às custas dos outros.

De Cátia Fernandez a 07.08.2017 às 12:55

Nunca havia pensado que existisse tanta corrupção em Portugal como nessas chamadas de autoridades que mais não fazem do que andar de mão dada com a corrupção. Se a vossa ordem dos médicos está do lado das vacinas então perdeu toda a credibilidade.
As vacinas matam.
As vacinas causam inúmeros danos nos fetos, nas crianças, nos adolescentes e até mesmo nos adultos.

De que Portugal espera para proibir as vacinas?

De Maria a 07.08.2017 às 20:02

Menina perde os movimentos após tomar vacina, e família busca ajuda

Yhasmim trancoso, de 11 anos, não anda nem mexe os braços, e tem dificuldade para respirar. Mãe precisa de R$ 20 mil para tratamento fora do Espírito santo
"Mamãe, quando eu vou voltar a andar?" Há quatro meses, Pâmella Trancoso, 26 anos, escuta essa pergunta com frequência. Mas ela ainda não tem resposta para dar à filha Yhasmim, de 11 anos. A menina, que sempre foi uma criança comum, daquelas que gostam de correr e brincar na rua, de repente se viu doente, sem o movimento das pernas e braços, e com dificuldade para respirar. O ano escolar já foi perdido. O futuro é uma incógnita.

As mudanças na vida de Yhasmim começaram em março. Catorze dias depois de receber a vacina da febre amarela, a menina começou a passar mal. Os primeiros sintomas eram os mesmos de uma doença viral comum: febre, dor no corpo e dor de cabeça. Até que em abril ela foi internada na UTI pela primeira vez e diagnosticada com suspeita da Síndrome de Guilian Barré - doença em que o sistema imunológico ataca os nervos, o que provoca fraqueza muscular.

Depois disso vieram outras duas internações na UTI e um novo diagnóstico: Mielite transversa aguda, doença neurológica que provoca inflamação da medula espinhal. Sem saber ao certo que tipo de doença a menina tem, Yhasmim e a família convivem diariamente com a incerteza. Por que isso tudo aconteceu? Ela pode voltar a andar? Quando as coisas voltarão ao normal
.

Comentar post



A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Mais sobre mim

foto do autor


Sondagem

Confia nos hospitais?
 
pollcode.com free polls





Mensagens



Biológico, claro!



Nota:

Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."

fb