Publicidade: Quase toda a mulher sofre de anemia! Se sente cansada, tome Floradix com ferro

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Recordo que o ano passado (2016), a EMA (Agência Europeia do Fármaco) desaconselhava a prescrição ou venda na Europa de mais de 700 fármacos, por falta de evidentes provas, por insuficiência de provas, pela deficiência dos testes ou falta de eficácia dos fármacos (a lista dos fármacos foi descrita na altura, vide abaixo).

Este ano, os fármacos para as vertigens Beta-histina dos laboratórios Basi e Pentafarma foram também suspensos em Portugal, depois de terem sido considerados não fiáveis os ensaios de bioequivalência, anunciou a Comissão Europeia.

Foto: jornal i

 

Segundo a Autoridade Nacional do "Medicamento" (Infarmed), a Comissão Europeia tinha decidido suspender a comercialização de alguns medicamentos na sequência da deteção de "resultados críticos" nas inspeções efetuadas à Micro Therapeutic Research Labs Pvt. Ltd.

Na decisão, as autoridades sublinham ainda: "não é possível estabelecer a eficácia e a segurança dos fármacos em causa e, portanto, o perfil benefício-risco destes fármacos não pode ser considerado positivo".

Segundo explica o Infarmed, as regras da União Europeia determinam que os Estados-Membros devem suspender as autorizações nacionais de introdução no mercado dos fármacos que não demonstraram bioequivalência relativamente a um fármaco de referência válido na UE, podendo, no caso de fármacos críticos, adiar a suspensão das ditas autorizações.

 

Nota bene:

Por aqui se vê como os doentes são tratados como cobaias por estas "autoridades". Primeiro comercializa-se a droga farmacêutica e depois logo se vê.

Chamar medicamentos a estas drogas farmacêuticas é uma incoerência, pois o verdadeiro medicamento não só é eficaz a debelar a doença a que se propõe contrariar a tendência dela, mas também não tem efeitos secundários ou quando muito mínimos. Ora como se sabe, todas as drogas farmacêuticas, têm de sobra efeitos adversos chegando a deixar graves sequelas. Quando não são logo fatais.

 

A ganância pelo lucro das farmacêuticas é tão grande que contratam outras empresas com salários mais baixos para nelas produzirem as drogas farmacêuticas e assim lucrarem cada vez mais, claro que o controlo de qualidade dessas drogas deixa muito a desejar. Este efeito adverso não preocupa as farmacêuticas que visam em primeiro lugar o lucro.

 

Em França e há relativamente pouco tempo foram analisados 4000 fármacos (vide abaixo). Resultado dessa pesquisa mostra que metade deles são inúteis, dos quais 58 chegam a ser perigosos para quem os utiliza!

 

Temas relacionados:

Os fármacos podem matar

Bial: Molécula pode estar na origem da morte em França

Fármaco português provoca vítimas cerebrais em França

Como a indústria farmacêutica falsifica testes sobre fármacos !

Antidepressivo aumenta o risco de suicídio em 800% !

Efeitos secundários qb: Não há diferenças entre os genéricos e fármacos de marca

Químicos e fármacos levam a uma feminização dos machos

Aspirina Microactive: Para que serve, efeitos secundários e alternativas

UE: Lista de fármacos que em Portugal não deve tomar

Quando medicina e indústria farmacêutica preferem as doenças

Farmacêuticas não visam a cura, mas a dependência, diz Nobel da Medicina

Quando as drogas farmacêuticas matam: Médicos contra a indústria farmacêutica

Portugal: Droga farmacêutica Locabiosol vai ser retirada do mercado

Crianças em Portugal: Ensino privado tem 80% de dependentes de drogas farmacêuticas

“A campanha do colesterol é o maior escândalo médico do nosso tempo”

Colesterol: Fármacos são completamente inúteis

As estatinas duplicam o risco de diabetes

Calmantes: Explosão de mortes nos EUA

Fármacos falharam, o óleo de cânhamo ajudou

Dinamarca: Estudo avisa que anti-inflamatórios podem ser perigosos

Os 9 fármacos mais perigosos do planeta

Paracetamol na gravidez: Inibe a masculinidade e pode provocar autismo

TJUE: Tribunal de Justiça, a vacina como fonte de doenças

Tomar fármacos para dormir duplica risco de Alzheimer

Analgésicos perigosos

Hospital em Portugal: Surto de sarna obriga a encerramento

Infarmed: Pede atenção a eventuais reacções adversas à nova vacina

GlaxoSmithKline falsificou durante anos dados sobre a (in)segurança de fármacos e andou a pagar luvas a alguns médicos!

Metade de 4000 fármacos avaliados são inúteis

Os únicos efeitos de muitos fármacos / medicamentos: efeitos secundários !

Médico lança alerta: Indústria farmacêutica age como a Máfia

As doenças inventadas (pelas farmacêuticas)

Antibiótica: Promove pólipos e o cancro

Infarmed: 4 fármacos retirados do mercado. Se os toma deve parar

Anvisa suspende comercialização de Omeprazol e Sibutramina

 

Fontes:

Brazil News

Jornal i

M80

Rádio Comercial

VerCapas

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates

Países latinos livres de vacinas, de rastos químicos e de pesticidas!

Paracelsus: "O que cura é o amor."


6 comentários

De Tiago Severino a 27.09.2017 às 08:12

Já deixei de ir a Farmácia porque lá só se vende drogas que me prejudicam.

Infarmed e SNS não servem para nada senão nos extorquir o dinheiro.

Tudo podre.

De Henrique Taveira a 27.09.2017 às 08:21

Desde quando se pode confiar em autoridades?
Usurpam do poder que lhes demos, ficamos assim sem poder para elas poderem ser corruptas e andar a enganar o Zé Povinho. Eu já há muito que deixei de acreditar em autoridades.
Quando o médico me receita algum fármaco eu vou logo verificar para que serve e seus efeitos secundários e na maior parte das vezes não avio a receita médica. Eu é que decido o que devo tomar e não o bata branca.

De Maria dos Anjos a 27.09.2017 às 17:16

Por mim podem suspender todas as drogas das farmácias que não deixam nenhuma saudade, aquilo é tudo para gente drogadita.

De INFARMERDAS a 11.10.2017 às 12:57

Retirado do mercado medicamento para a rinite alérgica.

Um lote do fármaco para a rinite alérgica e urticária Levocetirizina Fair-Med 5mg, da empresa Fair-Med Healthcare GmbH, vai ser retirado do mercado por terem sido detetados resultados fora dos limites de especificação para uma impureza.


Segundo a Autoridade Nacional para o Medicamento (Infarmed), a comercialização foi suspensa e a empresa fará a recolha voluntária do lote n.º E16370A, com validade até setembro de 2019.

De Joaquim Silva a 27.09.2017 às 17:26

Sim tem toda a razão este sistema está podre nem já os fármacos se salvam não se pode confiar nos médicos, no sns nos centros de saude nem nas farmacias. Tudo fede a corrupção.

De Carlos Gomes a 29.09.2017 às 10:28

Esta sociedade não tem ponta por onde se pegue por ser uma sociedade corrupta e corrompida.

Comentar post



A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Mais sobre mim

foto do autor


Sondagem

Confia nos hospitais?
 
pollcode.com free polls





Mensagens



Biológico, claro!



Nota:

Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."

fb