Publicidade: Quase toda a mulher sofre de anemia! Se sente cansada, tome Floradix com ferro

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A alface-selvagem (Lactuca virosa) é uma planta medicinal também conhecida como alface-silvestre, alface-brava, alface-espinhosa, alface-de-ópio, alface-amarga. Inclui as espécies Lactuca serriola e Lactuca canadensis, que possuem as mesmas propriedades medicinais da Lactuca virosa, embora a L. virosa seja uma espécie com propriedades mais potentes. Pertence à família Asteraceae.

Foto:plantasmedicinaisefitoterapia

 

 

Alface selvagem
 
Resumo
Alface selvagem: planta medicinal utilizada na fitoterapia devido principalmente ao seu efeito calmante, como por exemplo, em casos de insônia. Geralmente utilizado na forma de chá, decocção ou suco em pós (lactucarium).

 

Nomes:
Nome em português: Alface selvagem, alface brava
Nome binomial: Lactuca virosa
Nome francês: Laitue vireuse, méconide, laitue papavéracée
Nome inglês: Lactuca virosa, Opium Lettuce
Nome alemão: Gift-Lattich
Nome italiano: Lattuga
Nome espanhol: Lechuga salvaje

 

Benefícios da alface-selvagem

A alface-selvagem é uma espécie silvestre antecessora de algumas das várias espécies de alfaces cultivadas atualmente. Acredita-se que essa espécie de alface consiga inibir os impulsos causadores da sensação da dor, agindo diretamente na espinha dorsal em função de suas propriedades sedativas. A alface-selvagem possui um látex branco lácteo que se assemelha ao ópio (e que inclusive já foi utilizado como agente adulterador do mesmo). Esse mesmo látex pode ser aplicado para acalmar coceiras/comichão proveniente de sumagre-venenoso.

Na medicina popular, é utilizada em forma de lavagem ou loção para acne e também em produtos de banho, tais como loções e sabões. Apesar de poucas evidências científicas, a alface-selvagem é utilizada para reduzir os sintomas da ansiedade.

Benefícios da alface para reduzir a ansiedade

Em 2006, um estudo publicado pelo Journal of Ethnopharmacology mostrou que a lactucina e lactucopicrina produziram efeitos sedativos em ratos de laboratório para o alívio da dor, contudo, são sempre necessários mais n-estudos de investigação para avaliar os efeitos em humanos.

Uma revisão clínica publicada em 2005 pelo Jornal de Clínica de Medicina do Sono afirmou que, apesar da alface-selvagem ser utilizada para insônia, sua eficácia ainda não foi comprovada, vez que ainda poucos estudos farmacêuticos avaliaram as propriedades analgésicas e sedativas da lactucina e outros compostos encontrados na erva. 

 

Efeitos secundários

Nenhum conhecido

 

Contra-indicações

Nunhuma conhecida

 

Interações

Nenhuma conhecida

 

Preparações
 

– Decocção

– Infusão

– Xarope

– Látex branco de alface (fresco ou seco, por exemplo, seco ao sol)

 

Onde cresce o alface?

O alface selvagem cresce principalmente na Europa e na Ásia.

 

Observações interessantes

Pode-se secar ao sol o látex da alface selvagem para obter uma massa escura chamada “lactucarium”, que possui um efeito calmante, mas pergunte ao seu médico ou farmacêutico sobre a dosagem e possíveis contra-indicações. A espécie chamada alface-brava (Lactuca virosa) parece dar uma concentração e quantidade maior de “lactucarium”.

O “lactucarium” é por vezes descrito como “ópio de alface” e pode ser comparado ao ópio da papoula. No entanto, esta descrição e comparação são erradas, pois o “lactucarium” não contém opiáceos.

 

Obs.:

Serão sempre necessários milhares de estudos, para se concluir aquilo que a Medicina Ancestral já sabia há milhares de anos. Até lá, vamos esperando e desesperando pelos diversos estudos, sendo que muitos deles se contradizem entre si.

 

Temas relacionados:

Comer frutas e legumes evita graves doenças

Pequeno, vermelho, fresco, saudável, o rabanete diminui o risco cardiovascular

Cravo-da-índia: 11 benefícios

Crianças que dormem pouco, envelhecem rápido a nível celular e ficam depressivas mais rapidamente

O loureiro e a sua folha de louro

Aloe: Planta benéfica para milhões de utilizadores e temida pelas farmacêuticas

Analgésicos perigosos

Magnésio: Para que serve? Carências e doenças relacionadas

Para dormir bem

Dormir: Mais importante do que a dieta e exercício físico para ter boa saúde

Urinoterapia

 

Fontes:

Criasaúde

Plantas Medicinais Fitoterápicos

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates

Países latinos livres de vacinas!

Paracelsus: "O que cura é o amor."


A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Mais sobre mim

foto do autor







Mensagens



Biológico, claro!



Nota:

Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."

fb