Publicidade: Conhece o LIV 52 para o figado?

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A importância dada ao ferro da carne é excessiva. Ferro é ferro, um único mineral. No entanto, esse ferro pode estar "disfarçado" de heme e não-heme.

O ferro heme apresenta uma absorção de cerca de 20% e sofre pouca influência dos factores que dificultam ou promovem a sua absorção.

Já o ferro não-heme apresenta absorção de cerca de 10% e é mais influenciado pelos factores que estimulam ou inibem a sua absorção. O reino vegetal é composto exclusivamente por ferro não-heme.

A diferença desses dois ferros é apenas na sua absorção. Entrando no organismo eles são iguais e têm as mesmas funções.

Imagem: daxushequ

 

É aqui que começa a nossa questão: o ferro da carne não é esse "todo poderoso" ferro heme, mais absorvido. Vou explicar.

Uma pessoa precisa absorver diariamente 1 a 2 mg de ferro. Como a absorção do ferro não é simples, a recomendação de ingestão dele é bem maior do que o que precisamos absorver. Homens precisam ingerir cerca de 8 mg de ferro por dia e as mulheres 18 mg. Pois bem, seguindo a recomendação de consumo de carne preconizada por muitos nutricionistas de 100 gramas de carne magra por dia e, sendo essa carne das mais ricas em ferro, a pessoa estará ingerindo 3 mg de ferro.

É aqui o ponto chave da questão! O ferro da carne é 60% não-heme (igual ao dos vegetais) e 40% heme. Portanto, se a questão de comer carne é pelo fato de ingerir o ferro heme, 100 gramas de carne contém 1,2 mg de ferro heme (40% do ferro total), e não 3 mg!

Mas não para por aí! Após o abate do animal, a carne não é consumida imediatamente. Quanto mais tempo ela fica guardada, mais ferro heme se transforma em não-heme. E para piorar a situação, o calor também acentua a transformação do ferro heme em não-heme. Isso significa que quando você come a carne, está consumindo bem menos de 40% de ferro heme, ou seja, bem menos de 1,2 mg de ferro, mas vamos considerar que você ingeriu realmente esses 1,2 mg.

Esse ferro heme é 20% absorvido. Isso significa que, ao ingerir 1,2 mg de ferro, você estará absorvendo 0,24 mg de ferro. Lembre-se de que você precisa absorver de 1 a 2 mg por dia.

Através desses cálculos podemos ver claramente que a ingestão de carne não satisfaz as necessidades diárias de ferro.

Estudos com vegetarianos e veganos demonstram claramente que a ingestão de ferro, ao contrário do que muitos pensam, é maior do que a de não vegetarianos. Esses estudos demonstram que os vegetarianos costumam ingerir cerca de 15 a 20 mg de ferro por dia e, como a sua absorção é de cerca de 10%, absorvemos 1,5 a 2 mg por dia, que é a quantidade necessária.

Para ajudar ainda mais, a vitamina C é um dos maiores promotores da absorção de ferro. Os vegetarianos ingerem o dobro de vitamina C do que os onívoros/omnívoros, o que favorece intensamente a absorção do ferro.

Estudos populacionais demonstraram claramente que a prevalência de anemia ferropriva em vegetarianos é a mesma que a encontrada em onívoros/omnívoros. 

Assim, não podemos, em hipótese alguma, dizer que o ferro contido na carne é tão importante quanto se alega por aí.

 

Nota bene:
Cuidado com os preparados de ferro farmacêuticos vendidos na farmácia, eles podem levar a um enfarte/infarto do coração. Se tiver de facto deficiência de ferro, - anemia - prefira os preparados/remédios naturais de ferro. Não se esqueça de verificar os seus níveis de vitamina C, pois em caso de deficiência desta vitamina a absorção do ferro pode ser também deficiente.

A carne é deficiente de vitamina C, já os legumes verdes. Quem come legumes e não sofre de doenças digestivas , - sobretudo a nível intestinal - não tem défice de vitamina C.

Atenção, nada de excesso de ferro pois isto pode conduzir à produção de radicais livres e dessa forma promover o envelhecimento (p.ex. da pele), doenças das células, doenças oculares, cataratas, debilita o sistema imunitário e assim pode surgir o cancro/câncer. As mulheres com menstruação, neste caso, estão mais protegidas contra o excesso de ferro, a menstruação livra a mulher do excesso.

Quem tem problemas de intestinos como a doença de Crohn, polipos, cólon irritável, intolerância à lactose, intolerância ao glúten entre outras doenças, tem geralmente problemas de assimilação, daí não ser estranho que possa vir a sofrer de de anemia.

 

Para evitar a deficiência de ferro, - averiguar se não há hemorragias internas - há que evitar o seguinte:

1.

- Café

- Chá preto

- Cacau

- Leite e derivados

 

2.

- Alimentos com agro-tóxicos/convencionais/pesticidas

- Refeições sem legumes

- Drogas farmacêuticas que promovem a anemia

 

10 motivos para comer folhas de legumes verdes e frescos e biológicos

(Desde o passado longínquo até aos dias de hoje se mantém a regra, para uma boa saúde ingerir diariamente 50% de legumes)

+ Melhoria da função imunitária
+ Prevenção de tumores
+ Melhoria da circulação sanguínea
+ Purificação do sangue e estimular a formação de sangue
+ Abestecer com  ácido fólico, ferro e magnésio
+ Alivia da depressão
+ Fortalecimento da flora intestinal
+ Melhora funcional do fígado, rins e vesícula biliar
+ Redução do estresse oxidativo
+ Alivia ou previne da inflamação

 

Vegetais que combatem a anemia: 

+ Espinafre
+ Acelga
+ Couve/repolho mostarda
+ Alface cordeiro
+ Cabeça de alface
+ Alface
+ Alface batavia
+ Alface frisada
+ Chicória
+ Aipo
+ Repolho chinês

+ Repolho 

+ Folhas de brócolis/brócolos

+ Os ramos da cenoura

+ Beterraba

+ Agrião 

+ Rúcula

+ Brotos, assim que formam pequeninas folhas verdes
+ Salsinha

+ Endro

+ Orégano/ orégão

+ Manjericão

+ Coentro
+ Cidreira/Melissa

 

Plantas silvestres:

+ Dente-de-leão

+ Chicória

+ Urtiga

+ Moringa

+ Beldroegas

+ Trevo
+ Alho selvagem
+ Folhas de malva
+ Folhas de mostarda

 

Temas relacionados:

Médicos: Dietas vegetarianas ou veganas podem propiciar gravidez saudável

Maca peruana: Seus enormes benefícios

Amaranto: Benefícios e receitas

Cavalinha: Planta antiga multi-versátil; Benefícios

Geleia Real: Tantos benefícios

Chá: Folhas de amoreira e seus benefícios

Pêssego: 12 benefícios na saúde

Sem glúten: Já conhece o grão etíope/miudinho/eragrostis e seus benefícios?

Argila Bentonita: Benefícios e formas de usar

A anemia

Parasitas: Sabe se está contaminado? Sintomas e como eliminar

Salsa: 15 benefícios

A urtiga tem muitos antioxidantes entre outros benefícios

A vitamina B12 e alguns mitos

O Pau D´Arco

10 superalimentos

O micro-ondas é prejudicial para a sua saúde ?

Omeprazol: 10 perigos para a saúde

 

Fontes:

American Journal of Clinical Nutrition

Ascensão e Cura

Zentrum der Gesundheit

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates

Países latinos livres de vacinas, de rastos químicos e de pesticidas!

Paracelsus: "O que cura é o amor."


A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Mais sobre mim

foto do autor







Mensagens



Ajude o seu fígado


Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."

Atenção

Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!


fb