Publicidade: Quase toda a mulher sofre de anemia! Se sente cansada, tome Floradix com ferro

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

 

Jejum ao longo da História


Jejum é um costume milenar, que se faz pelas mais variadas razões, frequentemente para efeitos de limpeza, do corpo e da mente.

A palavra jejum tudo indica  significar abstinência, seja de todo o tipo de comida, de vícios, também significa significa "manter, observar, vigiar".

Ao observarmos a natureza, constatamos que os animais selvagens raramente estão doentes, e quando estão doentes, não vão a veterinários e muito menos a médicos, em vez disso eles procuram um lugar sossegado para repousarem, jejuarem/absterem-se de comer e assim curarem-se. Bebem muita água e em poucos dias estão sarados sem tomarem uma única droga.

Já no antigo Egipto, era habitual o jejum, principalmente a abstinência de qualquer tipo de carne/peixe durante 40 dias, que coincidia com a desova no rio.

No hinduismo, praiopavesa, jejuavam até à morte. Assim, desde o judaísmo ao catolicismo, islamismo e noutras religiões era comum o jejum.

Hipócrates, o “Pai da Medicina”, vivia na Grécia nos idos anos 500 a.C,  foi um dos primeiros apologistas da Medicina, do jejum! "Sê moderado em todas as coisas, respira ar puro, faz diariamente exercícios do corpo, cuida da pele... e cura as tuas pequenas dores mais com jejum do que com a droga."  dizia o pai da medicina. Hipócrates decidiu assim aplicar aplicar o jejum aos seus pacientes, e obteve resultados excelentes. Os pacientes que seguiam as prescrições de Hipócrates, eram premiados com o milagre da cura e com uma nova vitalidade física e mental. 

No séc. IX (19), o grande naturologista Kneipp era um defensor do "Jejum de Cura"/Heilfasten. As suas curas estão bem documentadas. Por ter ajudado a curar imensas pessoas, foi perseguido por farmacêuticos, entre outros.

 

O que a ciência diz: o jejum pode reduzir os riscos de doenças cardíacas, diabetes, epilepsia e até o cancro/câncer

1. Comer demasiado, mas também a ingestão de produtos alimentares industrializados de baixa qualidade durante bastante tempo, representa um enorme desafio para o organismo, o que contribui para muitos tipos de doenças.

2. O jejum proporciona um aumento de energia vital. O organismo para fazer a digestão requer um gasto energético, especialmente quando comemos em demasia, às pressas, no meio de ruído e pensamentos cinzentos e ainda alimentos convencionais (carregados de químicos, como os pesticidas). 

3. Hoje em dia a gula está muito presente nos hábitos das refeições, o que faz com que muita gente coma, apesar do organismo não desejar comer mas sim descanso, i.e. comer sem ter fome.

4. O jejum, de modo geral, contribui para uma Mente saudável: O jejum ajuda a purificar o sangue, faz o sangue circular mais rápido e assim melhora a memória, agiliza os pensamentos e traz mais clareza mental ao homem.

5. Melhora a visão: O jejum ao purificar o sangue e ele circula em melhores condições nos vasos sanguíneos cerebrais, desse modo a visão melhora assim como todos os outros sentidos podem também sai beneficiados.

6. Para quem faz jejum regularmente, percepciona com o tempo, dons e talentos latentes em si, dos quais antes do jejum não tinha consciência.

7. O espírito descansa, a mente é apaziguada.

8. O jejum proporciona descanso aos órgãos, o que é óptimo para a regeneração deles.

9. Rejuvenesce a aparência. Ao purificar o sangue, retira toxinas das células humanas, isso ajuda a regenerar as células.

 

Modalidades de jejum:

1. Uma vez por semana por 24h.

2. Por 3 dias semanais (Isto já requer alguma experiência)

3. Jejuar por longos períodos seguidos, de 7, 14 ou mesmo 21 dias (Isto já requer força de vontade e muita experiência)

 

Aconselhável: Começar gradualmente, tipo, uma manhã ou uma tarde. Depois com o tempo e quando sentir força de vontade, aumentar o tempo de jejum. Comece a fazer jejum em dias mais tranquilos.

Beber só água, de preferência o mais quente possível. Atenção, por dia e quando faz calor, a necessidade de água pode facilmente chegar aos 3 L.

Eu sou adepto do jejum e faço há bastantes anos, ainda que nem sempre regularmente. Recomecei a fazer todas as semanas.

Nota: Jejum prolongado, mais de 1 dia, pode não ser para toda a gente. No entanto, quem puder fazer nem que seja por 12-15h com alguma regularidade, já é uma ajuda para o seu organismo.

Dra Catharina Walzberg, alemã, fundadora e diretora da Clínica Retiro de Recuperação da Saúde, com duas unidades em Itapecerica da Serra e Jarinu no interior de São Paulo, explica nesta entrevista o trabalho de Desintoxicação Orgânica que vem realizando estas clínicas no Brasil desde sua fundação em 1978, seguindo o modelo que vem se realizando na Europa em diversas clínicas de tratamento natural.

Embora o ideal é a internação na clínica por 21 dias, existe uma dieta de uma semana que pode ser feita em casa e solicitada por email para gerardo.01@terra.com.br

 

Fontes:

pravda-tv

istoe

ciberrede

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates

Países latinos livres de vacinas!

Paracelsus: "O que cura é o amor."



A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Mais sobre mim

foto do autor







Mensagens



Biológico, claro!



Nota:

Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."

fb