Publicidade: Quase toda a mulher sofre de anemia! Se sente cansada, tome Floradix com ferro

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Na UE não faltam contaminações! Os belgas já tinham conhecimento desde Junho.

Alemanha, Bélgica, Holanda, Grã-Bretanha, Suécia e Suíça (seguir-se-ão outros países) recolheram milhões de ovos dos supermercados e iniciaram uma investigação criminal. O problema encontrado em análises de ovos vendidos à população foi a presença de Fipronil, um insecticida de uso veterinário. 

O Fipronil é amplamente usado para tratamento de problemas com pulgas e carrapatos/carraças, mas seu uso em animais destinados ao consumo humano é proibido.

 

Os ovos europeus apresentaram grandes quantidades dessa substância que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é altamente prejudicial à saúde e pode afectar rins e fígado de forma grave.


A suspeita é de que criadores de galinhas usadas para a produção de ovos usem o Fipronil para controlar infestações de piolhos nos animais, um problema comum nesse tipo de indústria por conta da superpopulação de animais em pequenos espaços.

  Após alerta de ovo contaminado, Holanda testa carne de frango | Mundo | DW | 08.08.2017

Niederlande Lebensmittelkontrolle NVWA

 

Obs:

Mais um escândalo, mais uma contaminação e desta vez foram os ovos. Mas, na Holanda estão também em testes a carne de frango por haver também suspeitas de contaminação nesta carne.

E os ovos no Brasil? E em Portugal? E em outros países latinos?

No Brasil utilizam-se imensos agro-tóxicos. O pesticida/herbicida RoundUp é amplamente utilizado na agro-indústria, daí não ser nenhuma surpresa se for também encontrado em ovos.

Em Portugal, o herbicida cancerígeno glifosato ainda é largamente utilizado tanto nas estradas (à beira delas) como na agricultura convencional/intensiva. Em análises feitas à urina dos portugueses, todas as análises detectaram o glifosato. Não seria nenhuma surpresa se os ovos também estiverem contaminados.

A situação nos países latinos em África é francamente melhor do que na Europa.

No ocidente, chamam de alimentos aos produtos da agro-indústria, quando na verdade não passam de rações para "hominídeos" . São produtos cheios de químicos, como pesticidas, aditivos, corantes e conservantes, hormonas/hormônios, antibióticos, OGM, transgénicos, vacinas e outras drogas farmacêuticas, armazenadas e embaladas de modo pouco natural. E o gado é mantido o mais artificial e cruel possível. Tudo ração impura.

Os humanos na sua ignorância e estupidez, ainda se surpreendem que o resultado da ingestão de produtos contaminados e portanto impuros, convivem com uma sociedade cada vez mais alienada, contranatura e portanto artificial, doentia, onde o homem está cada vez mais impotente e infértil e a mulher cada vez mais estéril, a população cada vez mais doente, mais estupidificada, mais agressiva, com menos longevidade, com menos qualidade de vida e a caminho da auto-destruição.

Actualmente, no prato diário, a carne seja ela vermelha ou branca é a mais imprópria para consumo, seguida de perto pelo peixe de aqua-cultura, seguem-se os lacticínios, depois os ovos e por fim os legumes e frutas. Tudo contaminado deliberadamente por uma indústria de gananciosos e sem escrúpulos. No ocidente a Europa e EUA, os países são reféns de apenas 3 diabólicas empresas de rações para "hominídeos", são elas a Nestlé, a Unilever e a Kraft.

O monopólio é inimigo do ser humano, da harmonia e da saúde.

O que queremos abraçar, alimentos vitais e biológicos/orgânicos ou a ração? A saúde ou a doença? A qualidade de vida ou a auto-destruição? Cooperativas locais e empresas regionais ou monopólio? A natureza ou os químicos? A harmonia ou a destruição? A evolução e perfeição ou o sofrimento?

A decisão final é sempre sua.

A mudança é urgente e sensata. As cidades e de um modo geral a sociedade, devem procurar a sustentabilidade, a ecologia, a produção de alimentos de grande qualidade biológica/orgânica local e regional, tudo de forma mais natural, assim o processo diabólico de produção na agro-indústria que hoje temos terminará, para que ele amanhã não passe de uma mera recordação. Caso contrário, o nosso prato terá mais do mesmo, i.e. frequentes contaminações.

 

 

Abaixo uma breve reportagem da TV Brasil sobre o tema:

 

Temas relacionados:

Agrotóxicos: O veneno no seu prato

Ocidente: Má qualidade do esperma dos homens

Confia na água que bebe?

Se come atum devia saber... 11 factos

Portugal e a saúde: Na cauda da Europa no que diz respeito à despoluição de metais pesados em meio hídrico

OMS: a carne é tão perigosa como o tabaco

Alimentos contaminados: Mercúrio e pesticidas

Portugal: O cancerígeno glifosato é pulverizado em larga escala nas estradas

-  Vacinas: Demasiadas contêm o pesticida cancerígeno glifosato

Cancerígeno: Herbicida mais vendido em Portugal, já na água e nos alimentos

Estudo: alimentos da agricultura convencional, muito contaminados com pesticidas

Frutos e legumes biológicos funcionam como boas vacinas

O nosso veneno quotidiano. Não podemos confiar nas instituições governamentais....

 

Fonte:

Saúde Curiosa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates

Países latinos livres de vacinas!

Paracelsus: "O que cura é o amor."


10 comentários

De Claudio Castanheira a 09.08.2017 às 07:51

Farto desta UE. Esta UE não tem futuro.

De dorotea a 09.08.2017 às 08:29

a eu nunca teve futuro ela é uma aberração

De UE contaminada a 16.08.2017 às 00:48

A Hungria tirou do mercado produtos desenvolvidos a partir de ovos contaminados com o pesticida tóxico fipronil, importados da Alemanha por uma empresa húngara, anunciou a agência de segurança alimentar local.

Com este novo caso, eleva-se para 17 o número de países da União Europeia (UE) afectados por esta crise dos ovos contaminados com fipronil, que também abrange a Suíça, o território de Hong Kong e a Coreia do Sul.

A entidade húngara precisou que ordenou a retirada do mercado de produtos congelados destinados à confecção de pratos asiáticos.

"A empresa húngara só fornecia restaurantes", indicou a agência de segurança alimentar húngara, precisando que os clientes do fornecedor foram já informados.

A retirada destes produtos foi decidida após a Alemanha ter notificado o Sistema de Alerta Rápido para os Géneros Alimentícios e Alimentos para Animais (RASFF) da União Europeia (UE). As autoridades alemãs informaram que vestígios de fipronil tinham sido detectados nos produtos importados.

Em grandes quantidades, o fipronil, usado para eliminar ácaros e insectos, é considerado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como "moderadamente tóxico" para o homem. O uso deste pesticida é expressamente proibido em animais destinados ao consumo humano.

A "crise" dos ovos contaminados iniciou-se a 20 de Julho, quando a Bélgica alertou as autoridades comunitárias de que tinha detectado ovos contaminados.

Oito dias depois, a Holanda lançou um alerta alimentar por suspeita de contaminação, mas foi só a 3 de Agosto é que as autoridades holandesas advertiram de que, em alguns lotes de ovos, a quantidade do pesticida era superior aos limites e poderia representar um perigo para a saúde dos consumidores.

De Xavier Andrade a 09.08.2017 às 08:22

Os países ocidentais são conhecidos por terem a população mais doente do planeta e não é por mero acaso.
A indústria e a medicina conseguiram transformar os alimentos do tempo dos nossos bisavós que era quase tudo saudável em mera trampa.
Hoje já nem sei o que hei-de comer. A carne é cancerígena, o peixe está plastificado, o peixe de aquacultura não presta, os ovos estão contaminados, o leite está cheio de químicos, o iogurte idem aspas aspas, o queijo tem ingredientes que não deviam lá estar, os legumes têm pesticidas...
Porra mas que merda nos andam a vender?
Existem ASAEs e outros organismos de fiscalização que todos pagamos mas é só para inglês ver.
Tudo a fingir tal como a comida de hoje é a fingir.

De dorotea a 09.08.2017 às 08:31

o ocidente é um excelente exemplo daquilo que não devemos copiar o ocidente é um aborto de gente doente, perturbada mentalmente de gente obesa, de diabéticos, de gente com câncer, de gente agressiva, de conflitos e guerras

De Margarina é plástico a 09.08.2017 às 08:40

No ocidente parece mais que somos governados por doidos varridos.
Pouca gente sabe mas as margarinas que se vendem no ocidente são puro plástico e por aqui se pode ver que ninguém faz nada para proibir essa porcaria.

De Transgénicos a 09.08.2017 às 09:09

Quase todo o milho é transgénico, muito do tomate é transgénico, os amendoins são transgénicos, quase toda a soja é transgénica, etc.

De Elis Oliviera a 09.08.2017 às 13:29

O problema a meu ver é mesmo grave. Não podemos confiar nas instituições responsáveis por fiscalizar e tudo que ingerimos esta contaminado.
A poucos dias saiu um estudo da Deco de ao analisar produtos biológicos encontrou resquícios de agro tóxicos em dos produtos testados. Eu ate costumo gastar mais em produtos biológicos, mas já me pergunto se não ando a comprar "gato por lebre".
Enfim, é a sociedade que temos onde o lucro conta mais do que a saúde das pessoas.

De Medicinas Alternativas a 10.08.2017 às 11:16

Caro Elias Oliveira,
obrigado pelo comentário.
É verdade, mesmo os ditos alimentos biológicos não estão isentos da gula de quem os produz e comercializa.
Algumas multinacionais já se aperceberam desse nicho de mercado, alimentos biológicos e também compram empresas biológicas, com o decorrer do tempo o biológico passa a ser apenas mero comércio sem alma.
De facto, cada vez é menos fácil fazer opções sensatas e razoáveis, tudo anda contaminado, uma façanha da civilização actual.
Por isso recomendo vivamente a quem puder adquirir um terreno, uma horta, um quintal e lá semear os seus alimentos biológicos, - cuidado com as sementes - ou falar com os agricultores da zona e fazer um acordo com eles de modo a obter legumes e frutas de alta qualidade de preferência sem pesticidas e outros químicos.
E tem razão, a saúde devia estar acima de qualquer lucro.

De Carne podre portuguesa a 12.08.2017 às 11:52


Foto: DR
A Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE) instaurou 31 contra-ordenações e um processo-crime por falsificação de alimentos numa operação de fiscalização a talhos em todo o país, tendo ainda apreendido 191 quilos de carne.
"Como resultado das acções, foram fiscalizados 90 operadores económicos, tendo sido instaurados 31 processos de contra-ordenação e um processo-crime por géneros alimentícios falsificados", lê-se no comunicado da ASAE, hoje divulgado, sobre as acções de fiscalização que decorreram em todo o país ao longo do mês de Julho.

A polícia acrescenta ainda que "foram apreendidos cerca de 191 kg de géneros alimentícios comercializados nestes estabelecimentos, tais como - enchidos, carne de bovino, produtos à base de carne e conservas" e "quatro instrumentos de pesagem, tudo num valor global aproximado de 3.000 euros".

De acordo com a autoridade, as contra-ordenações devem-se maioritariamente a infracções como o desrespeito das normas higiénicas e técnicas, falta de rastreabilidade de géneros alimentícios ou falta de rotulagem.

As acções de fiscalização tiveram por objectivo a "verificação dos requisitos legais específicos da actividade, bem como das condições de armazenamento e de conservação de produtos alimentares, de forma a garantir o cumprimento dos requisitos gerais e específicos em termos de Segurança Alimentar".

Milhares de toneladas de carne de má qualidade andam a ser vendidas ao consumidor que compra gato por lebre.

Comentar post



A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Mais sobre mim

foto do autor







Mensagens



Biológico, claro!



Nota:

Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."

fb