Publicidade: Quase toda a mulher sofre de anemia! Se sente cansada, tome Floradix com ferro

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Poderoso antibiótico natural das abelhas

Foto: saudenaturalperfeita

 

 

As abelhas não poderiam deixar de lado a protecção e a segurança da sua cidade‐colméia, em mãos de inimigos do reino: os vírus, as bactérias e os fungos, etc., que se formavam com a decomposição dos bichos que se introduziam em seu enxame, tais como: vermes, ratões, palomilhas, aranhas etc. Para combatê‐los, descobriram uma resina da casca das árvores, a qual processavam e utilizavam para fechar as fendas dos favos. Conhece‐se esta resina hoje com o nome de Própolis, o qual contém propriedades antibióticas maravilhosas. Desta maneira, as abelhas protegem e mantêm numa completa assepsia seu mel e favo inteiro.

Aristóteles aplicava o Própolis como remédio para múltiplos transtornos e Plínio o usava para úlceras cutâneas. Inclusive em algumas enfermidades nervosas, o tratamento à base de própolis traz excelentes resultados. Nos tempos modernos utilizou‐se durante a guerra um bálsamo composto por uma mistura de própolis e gel de petróleo para infecções das feridas. Os investigadores russos e poloneses/polacos descobriram que o Própolis era eficaz contra o bacilo da tuberculose e também contra certos tipos de fungos rebeldes como o “Cândida albicans”.

Foi comprovado que uma das características do Própolis da abelha é a de reforçar as defesas do organismo ou sistema imunológico, o qual o torna duplamente eficaz a todo tipo de infecções.

A partir dos anos 60 criou‐se um grande interesse pelo estudo desse produto na Jugoslávia, bem como na Rússia, na Polónia e em outras partes do mundo. Um cientista francês de nome Lavie, assim como um laboratório farmacêutico polonês demonstraram a grandes propriedades do Própolis contra certos tipos de fungos e bactérias. O director do centro de investigações Biótica Mitija recomendou o Própolis como o primeiro agente anti-bacteriano não‐tóxico, demonstrando a sua eficiência contra o vírus da gripe.

 

COMPOSIÇÃO – Foram encontrados:

− 55% de resinas e bálsamo

− 25% de ceras

− 10% de óleos essenciais

− 5% de pólen

− 5% de outros componentes

 

Alguns desses componentes são:

Ramnocitrina

Ácido ferúlico

Galagina

Crisina

Isalpinina

Tetracrisina

Pectolinarígerina

Acetina

Pinostrobina

Quercetina

Pinocembrina

Pinobankesina

Sakuranetina

acetil pinoban

Isosakuranetina

Pterostilbena

Queracetina

Xanatororeol

Álcoolcimamil

Ácido mirístico

Ácido cinâmico

Ácido benzóico

Vanilina

Álcool benzil

Isovanilina

Ácido sórbico

Ácido cafeico 

Eugenol

 

Esta análise foi realizada em 1980 pelo Departamento de Química Orgânica da Universidade da Austrália Oeste.

 

Além disso, contém uma grande quantidade de minerais como:

− Alumínio, prata, bário, boro, cromo, cobalto, cobre, estanho, ferro, magnésio, manganês, molibdénio, níquel, chumbo, selénio, silício, estrôncio, vanádio e zinco.

 

Propriedades terapêuticas

− Antifungicidas, provavelmente devido à presença dos ácidos cafeico, pinocembrina e

− Anti‐inflamatório e cicatrizante.

− Grandes propriedades para reforçar o sistema imunológico.

− Favorece a formação de anticorpos, assim como a propriedade fagocitária, aumentando desta maneira a resistência geral contra as infecções. O efeito antibiótico tanto bacteriostático quanto bactericida o fazem ser muito activo contra os Staphylococcus, Streptococcus, Salmonellas, proteus, Escherichia coli, bacilo de Koch e outros.

 

Aplicações:

A soma dos componentes que formam o Própolis o torna útil contra uma grande variedade de enfermidades, tais como:

 

Anemias

Anorexia nervosa

Arteriosclerose e aterosclerose

Infecções respiratórias

Úlceras e aftas bucais

Verrugas ou papilomas (tratamento local)

Infecções por fungos, bactérias e vírus como herpes da pele

Tricomoníase vaginal

Acnes

Pólipos

Otites

Piorreias e gengivite

Supurações

Úlceras varicosas

Eczemas

Gastrites

Úlceras duodenais

Diarreias

Divertículos

Psoríases

Insónia, depressão e nervosismo

 

Algumas experiências novas que foram realizadas com o Própolis deixam uma porta aberta para o tratamento de algumas enfermidades rebeldes à cura, como a distrofia neuromuscular progressiva, mal de Parkinson, a insuficiência cerebro-vascular, afecções da tiróide, febres reumáticas, osteoartrites, disfunções hepático‐biliares e herpes.

 

Contra‐indicações ‐ não existem

Não se conhecem contra‐indicações para o seu uso interno ou externo. Mesmo a ingestão de grandes quantidades somente produzirá uma leve diarreia, porém sem complicações. Algumas pessoas, não obstante, puderam manifestar uma pequena alergia que somente as obrigará a iniciar o tratamento com pequenas doses. O própolis de abelha encontra‐se no mercado em forma de melaço, cor de café escura, ou em forma de pastilhas de 500 mg.

 

As doses mais usuais são: uma colher três vezes ao dia ou seis pastilhas ingeridas durante o dia, duas de cada vez. Em casos crónicos ou graves, é possível ingerir até 12 comprimidos, diminuindo a dose à metade quando a infecção ceder, a qual está comummente associada com a temperatura. Para a manutenção geral da saúde, recomenda‐se uma dose diária de duas colheres ou três pastilhas de Própolis.

 

Desde os primórdios da civilização o homem é fascinado pela abelha. A abelha pode picá‐lo, mas também pode produzir substâncias que serão usadas por ele com propósitos médicos e também como prazer alimentício. As abelhas produzem mel, pólen e própolis. Os asiáticos usavam o própolis para curar feridas e tumores e os gregos para curar feridas e abcessos. Os textos antigos persas e hebreus, bem como a Bíblia, mencionam o própolis e o mel.

 

Temas relacionados:

Prata coloidal: Sabe o que é para que serve?

Acácia-branca ou Moringa: Planta medicinal fantástica

Geleia Real: Tantos benefícios

Criança precisa de micróbios e não de antibióticos, para desenvolver a Imunidade

DGS + Infarmed: Antibióticos, um risco para a saúde

Antibióticos danificam o cérebro

O alho e os seus enormes benefícios

27 antibióticos naturais

Antibiótica: Promove pólipos e o cancro

Bicarbonato de sódio / soda, o remédio caseiro fabuloso das nossas avós

MMS: Sabe o que é e para que serve?

Bórax/Boro/Borato de sódio: Uso medicinal alternativo

Água oxigenada: Usos e benefícios

Babosa/Aloe e mel é eficaz contra o câncer/cancro

 

Fonte:

Livro Saúde e Bem Estar

saudenaturalperfeita

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentos biológicos e com vitalidade = saúde !

Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates

Países latinos livres de vacinas!

Paracelsus: "O que cura é o amor."


A farmácia é a natureza !


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sabedoria

"Aqueles que pensam que não têm tempo para cuidar de si e da sua alimentação, mais cedo ou mais tarde terão de encontrar tempo para a doença."

Mais sobre mim

foto do autor







Mensagens



Biológico, claro!



Nota:

Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

Sabedoria ancestral

Paracelsus: "O que cura é o amor."

fb